Navegue pela Home do seu time
Tom Brady eleito melhor jogador ofensivo da AFC

Tom Brady eleito melhor jogador ofensivo da AFC

Nesta quinta-feira (12) a NFL revelou os vencedores dos prêmios de Melhores Técnicos da Liga, Melhores Jogadores Ofensivos e Defensivos de cada conferência, os técnicos vencedores foram Jack Del Rio do Oakland Raiders e Jason Garrett do Dallas Cowboys, os Cowboys ainda tiveram o seu running back calouro Ezekiel Elliot eleito como Melhor Jogador Ofensivo da NFC, o Melhor Jogador Defensivo da Conferência Nacional foi Landon Collins do New York Giants, a boa temporada dos Raiders ainda rendeu ao seu defensive end Khalil Mack o prêmio de Melhor Jogador Defensivo da Conferência Americana.

Apenas um dos vencedores já haviam recebido o prêmio em sua carreira, e o melhor jogador ofensivo da AFC foi novamente Tom Brady. O quarterback do New England Patriots perdeu os quatro primeiros jogos da temporada regular por conta de uma suspensão imposta pela liga pelo Deflategate e ainda assim foi um dos grandes destaques da temporada.

Esta foi a quinta vez que Brady recebeu o prêmio de melhor jogador ofensivo da AFC em uma temporada, vale destacar alguns motivos que credenciam Tom a ser merecedor do prêmio. Todos já sabem da entrega dele ao esporte durante toda a sua carreira, aos 39 anos demonstra que ainda tem muito a fazer na liga, jogos contra o Cincinnati Bengals, Pittsburg Steelers e Baltimore Ravens mostraram todo o foco que Tom Brady mantém durante toda a partida.

Sem dúvidas Brady é merecedor deste prêmio, nos 12 jogos dos quais participou na temporada foram 11 vitórias, uma das melhores temporadas de sua carreira, o que deixa os torcedores dos Patriots sempre muito animados e esperançosos com mais uma oportunidade de chegar ao Super Bowl.

Os prêmios serão entregues no dia 26 de fevereiro em Kansas City, até lá muita coisa irá acontecer, mas o certo é que mais uma vez Tom Brady garante seu nome entre os melhores jogadores da história.

Melhor Jogador Defensivo da AFC
Melhor Jogador Defensivo da NFCLandon Collins - New York Giants
Melhor Jogador Ofensivo da AFCTom Brady - New England Patriots
Melhor Jogador Ofensivo da NFCEzekiel Elliot - Dallas Cowboys
Melhores Técnicos da AFCJack Del Rio - Oakland Raiders
Melhores Técnicos da NFCJason Garrett - Dallas Cowboys

Miami Dolphins pode voltar aos playoffs depois de 8 temporadas

Miami Dolphins pode voltar aos playoffs depois de 8 temporadas

No sábado o Miami Dolphins enfrentou o New York Jets e com a vitória se aproximaram de uma possível classificação para os playoffs, com uma campanha de 9 vitórias e 7 derrotas a torcida está confiante em Miami, o time não vai aos playoffs desde a temporada de 2008 quando conseguiram o título da AFC East e foram eliminados para o Baltimore Ravens no jogo de wild card.

No duelo contra o rival de divisão os Dolphins não contaram com Ryan Tannehill mas o quarterback reserva Matt Moore conseguiu lançar para 4 touchdowns e apenas uma interceptação, acertando 12 dos 18 passes tentados e lançando para 236 jardas, Jay Ajayi (Um dos destaques do time na temporada) correu para apenas 51 jardas e é a maior aposta dos Dolphins para conseguir chegar aos playoffs nesta temporada.

Desde a última vez que os Dolphins chegaram aos playoffs a AFC East tem sido dominada pelo New England Patriots, com o título de divisão já garantido nessa temporada, o time liderado por Tom Brady chega a 8 títulos seguidos dentro da divisão, estabelecendo um recorde na liga.

Os Patriots confirmaram seu favoritismo no jogo de domingo contra o Denver Broncos, jogando fora de casa o time venceu sem conceder nenhum touchdown, 16 a 3 com uma atuação incrível de Dion Lewis, o running back correu para 95 jardas, com uma média de 5,3 jardas por corrida. O jogo corrido aliás tem sido um trunfo do New England nessa temporada, o time que ficou conhecido pelo seu ataque aéreo muito eficiente com a dupla Brady/Gronkowski ultimamente tem tido muito sucesso quando opta pelo jogo corrido, LeGarrette Blount já passou das 1.000 jardas na temporada e com 15 touchdowns anotados bateu o recorde da franquia em uma temporada.

A partida começou com um desempenho irreconhecível de Tom Brady que errou 8 passes seguidos e teve o pior início de jogo de sua carreira, porém, com o passar do jogo Brady voltou a ter um bom desempenho e conectou bons passes com Julian Edelman.

Será que algum time será capaz de parar o New England Patriots? O Dolphins irá conseguir se classificar para os playoffs? Faltam apenas duas semanas para o fim da temporada regular e muita coisa ainda pode acontecer.

Brasil, o país do Futebol Americano

Brasil, o país do Futebol Americano

Santos Tsunami e Corinthians Steamrollers se enfrentaram nesta segunda-feira (12) na Vila Belmiro em jogo beneficente, o Corinthians saiu com uma boa vitória por 26 a 9 e busca a preparação para a SPFL em 2017.

O jogo teve um início bem disputado e o primeiro período terminou sem alteração no placar, o Santos estava melhor no jogo, estabelecendo bem o seu jogo corrido com “Pichu”, que foi um dos destaques ofensivos da partida e deixando o ataque do Corinthians sem chances de ganhar jardas.

Logo na primeira jogada do segundo período, uma conexão longa com Matheus Torres deixou o time visitante na frente, Branco Meneses foi o destaque pelo lado do Steamrollers e também anotou um touchdown no primeiro tempo, o camisa 6 conseguiu corridas espetaculares, quebrando tackles e com um ótimo retorno para touchdown.

Apesar da boa vantagem no placar com o final do primeiro tempo (14 a 3) o jogo seguia bem disputado, o Steamrollers conseguiu abrir vantagem no segundo tempo devido aos seguidos turnovers sofridos pelo Tsunami, interceptação retornada para touchdown e uma boa corrida de Cristiano Mamede.

O jogo teve momentos interessantes para o público presente na Vila Belmiro, uma das interceptações do Steamrollers foi feita pelo técnico do time Fábio Marin que entrou em campo na reta final do jogo. Em duas oportunidades ficou comprovada a intensidade com que o Steamrollers entrou para o jogo, após um erro de ataque que custou a perda da posse de bola, Ricardo Trigo, presidente da equipe, chamou a atenção dos companheiros pedindo mais concentração, em outra jogada que vale ser ressaltada, a bola escapou da mão do quarterback do Steamrollers e os árbitros consideraram um fumble recuperado pelo time do Santos (o que deixou o técnico Fábio revoltado, pedindo que a jogada fosse marcada como passe incompleto) na jogada seguinte interceptação retornada para touchdown para o Steamrollers.

Vale ressaltar também que como se tratou de um jogo beneficente não foram cobrados ingressos, bastava levar um kilo de alimento não perecível ou um brinquedo para ser doado à uma instituição de caridade. A taxa da arbitragem também foi doada.

O futebol americano cada vez mais está ganhando espaço no Brasil, que já é um dos maiores mercados consumidores da NFL, 2017 promete grandes emoções para os fãs da bola oval.

Green Bay vence com ótima atuação de Rodgers

Green Bay vence com ótima atuação de Rodgers

Neste domingo (11) o Green Bay Packers enfrentou o Seattle Seahawks e saiu com a vitória do Lambeau Field por 38 a 10, resultado que faz os torcedores dos Packers ainda sonharem com a classificação para os playoffs.

Não foi somente o resultado que fez com que as esperanças voltassem em Green Bay, a atuação de Aaron Rodgers foi impecável, o quarterback vinha tendo atuações muito abaixo daquilo que nos acostumamos a ver nos últimos anos, porém, no duelo contra o Seahawks voltamos a ver um Rodgers inspirado, apressado a defesa adversária, forçando faltas da defesa, sabendo utilizar faltas depois do snap para tentar passes longos. Rodgers terminou a partida com um rating de 150, lançando para 246 jardas, anotando 3 touchdowns e conectando 18 dos 23 passes tentados, mesmo com os Packers tendo focado mais no jogo corrido para cansar a defesa dos Seahawks o destaque ofensivo foi o Aaron Rodgers.

Já pelo lado dos Seahawks foi um dia para apagar da memória, nada deu certo para o ataque do time, Russell Wilson (tido como um dos melhores quarterbacks da liga atualmente) teve 5 interceptações no jogo, forçando muitos passes fazendo com que ficasse mais difícil dos recebedores seguraram a bola.

Com a derrota os Seahawks perderam (por enquanto) a folga na primeira rodada dos playoffs para o Detroit Lions, mas seguem firmes na busca pelo Super Bowl 51, já o Green Bay Packers ainda terá um longo caminho se ainda quiser garantir a classificação, com a vitória a campanha agora é de 7 vitórias e 6 derrotas, duas vitórias a menos que o líder da divisão Detroit Lions, a atuação de Aaron Rodgers deixa os torcedores confiantes para buscar seu espaço nos playoffs.

Colts perde e fica distante dos playoffs

Colts perde e fica distante dos playoffs

A semana 14 está acabando e com ela as esperanças do Indianapolis Colts. A derrota para o Houston Texans dificultaram e muito o caminho do time de Andrew Luck.

Desde que se destacou na liga profissional a pergunta que todos se fazem é se o Indianapolis Colts conseguirá dar um Super Bowl para Andrew Luck, em sua primeira temporada o time caiu na rodada de wild card dos playoffs para o Baltimore Ravens, já no segundo ano de Luck o time caiu para o New England Patriots no Divisional Round dos playoffs, na terceira temporada seguida chegando aos playoffs os Colts caíram novamente para o New England Patriots no famoso jogo do Deflategate, na temporada passada os Colts não se classificaram para os playoffs pela primeira vez na era Luck.

No duelo contra os Texans novamente a linha ofensiva dos Colts deixou a desejar e Andrew Luck foi apressado em grande parte do tempo para fazer o passe, isso resultou em muitos erros. Luck terminou o jogo conectando 24 dos 45 passes tentados para 276 jardas, 2 touchdowns e 2 interceptações. T.Y. Hilton foi novamente o alvo favorito dos passes e conseguiu um touchdown para 35 jardas.

Pelo lado dos Texans mais uma vez Brock Osweiler não teve um jogo brilhante, porém, a defesa fez o seu trabalho e conseguiu garantir mais uma vez a vitória por 22-17 sobre o time de Indianapolis. O destaque ofensivo ficou por conta de Lamar Miller, com 21 carregadas para 107 jardas e um touchdown o running Back teve seu melhor desempenho na temporada.

A divisão Sul da AFC segue disputada com o Houston Texans na liderança com 7 vitórias e 6 derrotas, mesma campanha do Tennessee Titans que vem logo atrás, porém, com 3 vitórias a menos dentro da divisão, os Colts estão com 6 vitórias e 7 derrotas e com 3 semanas faltando para o fim da temporada as chances de playoffs vão diminuindo em Indianapolis.

AFC Sul, a divisão mais disputada da liga

AFC Sul, a divisão mais disputada da liga

Com o final da temporada regular se aproximando alguns times já começam a planejar a próxima temporada para tentar uma possível classificação para os playoffs, outros times já pensam como será o caminho para o Super Bowl 51 e no caso da AFC South 3 times ainda brigam forte para dar sequência na temporada.

O líder da divisão é o Houston Texans com uma campanha de 6 vitórias e 6 derrotas, o time está na frente apenas por conta do critério de desempate, com 3 vitórias dentro da divisão, já que Indianapolis Colts e Tennessee Titans estão com a mesma campanha. A temporada começou com uma expectativa muito grande dos torcedores do Texans, um contrato milionário para Brock Osweiler fez com que todos acreditassem que havia chegado a vez dos Texans, com uma boa defesa que conta com Wilfork e J.J. Watt, o que deixou a desejar na temporada passada foi o ataque, porém, o time não conseguiu engrenar e desapontou seus torcedores. Nas próximas semanas os Texans enfrentam seus rivais de divisão, serão confrontos para definir o futuro do time na temporada.

Outro time que começou a temporada com muita expectativa foi o Indianapolis Colts, liderados por Andrew Luck que é um dos melhores quarterbacks da liga o time buscou no draft peças para fortalecer sua secundária que teve muitos problemas na temporada passada, porém, a defesa continua frágil e dando dor de cabeça aos torcedores. Os Colts terão que ter um desempenho melhor do que o das últimas semanas de quiserem buscar a vaga para os playoffs, os próximos confrontos serão complicados e decisivos, dois duelos dentro da divisão (Houston Texans e Jacksonville Jaguars) e dois contra times que também brigam por classificação (Minnesota Vikings e Oakland Raiders) muitas emoções aguardam os torcedores em Indianapolis.

Atualmente na terceira colocação na divisão o Tennessee Titans vem jogando bem, em sua segunda temporada Mariota está entregando para os torcedores o que esperavam quando foi draftado na primeira rodada na temporada passada. O caminho para os playoffs também não será dos mais fáceis para os Titans, jogos contra Denver Broncos, Kansas City Chiefs, Jacksonville Jaguars e Houston Texans serão um bom teste para o quarterback mostrar que pode se colocar entre os bons jogadores na posição.

Em último na divisão e já sem chances de ir aos playoffs o Jacksonville Jaguars pode ser considerado uma das maiores decepções da temporada, com boas escolhas no draft era esperado que Blake Bortles pudesse levar o time ao título da divisão, porém, mais uma vez os Jaguars estão com campanha negativa e já com a cabeça em 2017.

A AFC South promete guardar muitas emoções até a última semana, uma das divisões mais disputadas da liga e muitos talentos individuais em cada time, quem será que se classifica para os playoffs?

NFC West caminha para ser definida

NFC West caminha para ser definida

Após os jogos deste domingo (5) temos a situação da NFC West praticamente definida, com a vitória fácil no Sunday Night Football o Seattle Seahawks estão na liderança da divisão com 8 vitórias, 3 derrotas e 1 empate, campanha aliás que lhe garante ainda a segunda posição na classificação geral de conferência, atrás apenas do Dallas Cowboys.

Até o final da temporada regular o Seahawks terá 3 confrontos dentro da divisão e deve confirmar o favoritismo e terminar como campeão da NFC West. Um dos rivais que ainda busca a classificação para os playoffs é o Arizona Cardinals que bateu o Washington Redskins pelo placar de 31 a 23, o time de Carson Palmer começou a temporada com muita expectativa de ser campeão da divisão, porém, algumas atuações abaixo da média deixaram os torcedores preocupados e atualmente estão duas vitórias atrás do Tampa Bay Buccaneers que se classificaria para o wild card caso a temporada terminasse hoje. Nas próximas semanas os Cardinals tem confronto contra o Seahawks, Los Angeles Rams, Miami Dolphins e New Orleans Saints, caminho complicado para tentar a classificação.

Em duelo entre dois dos piores times da liga nesta temporada o San Francisco 49ers perdeu para o Chicago Bears por 26 a 6, a notícia que invadiu os noticiários dizia que Kaepernick seria reserva novamente, para os 49ers resta apenas esperar o fim da temporada, com uma campanha de 1 vitória e 11 derrotas o time busca apenas uma boa posição no próximo draft para tentar se reestruturar.

Outro time que busca se reestruturar é o Los Angeles Rams, o técnico Jeff Fisher foi garantido por mais duas temporadas após renovar seu contrato essa semana e terá uma tarefa difícil para transformar o Rams em candidato a brigar por playoffs nas próximas temporadas. Para conseguir a primeira escolha do draft este ano os Rams fizeram trocas que podem ter dificultado as chances do time de se estruturar como fez por exemplo o Tennessee Titans que hoje briga pelo título de divisão. No confronto contra um dos melhores times da liga os Rams foram presa fácil e perderam por 26 a 10 para o New England Patriots, destaque para um passe de Jared Goff de 66 jardas para Kenny Britt.

Andrew Luck é a grande novidade contra o Jets

Andrew Luck é a grande novidade contra o Jets

O Indianapolis Colts entra em campo na segunda-feira (5) para enfrentar o New York Jets no MetLife Stadium, e se algo pode animar os torcedores em Indianapolis é a volta de seu quarterback titular Andrew Luck. O jogador ficou de fora da partida da semana 12 contra o Pittsburg Steelers por conta de uma concussão sofrida no duelo contra o Tennessee Titans.

Andrew Luck se tornou titular dos Colts em 2012, assumindo o posto de Peyton Manning, e é a grande esperança dos torcedores para que o time possa obter bons resultados e continuar sonhando com a possibilidade de ir para os playoffs. Para que isso aconteça será necessário que o quarterback se mantenha saudável até o fim da temporada.

O Colts está em terceiro  na sua divisão atrás de Houston Texans e Tennessee Titans, e a busca para os playoffs parece estar cada vez mais distante. Com uma campanha muito inconsistente durante a temporada, o time de Indianapolis irá precisar se superar nas últimas semanas, visto que sua chance de classificação será conquistando o título da AFC Sul, e uma derrota contra os Jets no Monday Night Football será catastrófica.

Um dos pontos altos da partida deverá ser o duelo entre T.Y. Hilton e Darrelle Revis que deve se repetir muitas vezes durante a partida, já que Hilton é um dos principais alvos de Luck e Revis já não é mais tão efetivo quanto em temporadas passadas. Outra boa notícia para os torcedores do Colts é que o time dos Jets tem o pior aproveitamento da liga dentro da redzone adversária, com apenas 41.7%. Para conseguir uma boa partida os Jets deverão pressionar em Andrew Luck, aproveitando a instabilidade de sua linha ofensiva. O quarterback vem sofrendo muito contato durante os jogos nesta temporada.

A última vez em que dois times da AFC Sul – divisão do Indianapolis Colts – se classificaram para os playoffs foi em 2012, quando em sua primeira temporada Andrew Luck levou os Colts para o wild card e o Houston Texans, na época com Matt Schaub como quarterback, venceu a divisão, perdendo o Divisional Round para o New England Patriots.

Uma vitória coloca o Colts na briga, e caso Texans e Titans percam seus jogos teremos três equipes dividindo a liderança da AFC Sul com seis vitórias. Do outro lado o Jets não tem mais chances de classificação, e com apenas três vitórias tem uma das piores campanhas da AFC. A partida acontece na próxima segunda-feira a partir das 23h25 e você pode acompanhar todos os lances pelo NFL Game Pass.

Problemas em New England?

Problemas em New England?

Na semana 12 o New England Patriots conseguiu uma vitória emocionante contra seu maior rival dentro da divisão o New York Jets e ainda por cima retornou ao posto de melhor time da AFC (Na semana 11 o posto ficou com o Oakland Raiders) tendo assim a vantagem de decidir os jogos dos playoffs no Gillette Stadium onde são praticamente imbatíveis.

Entretanto, nem todas as notícias são positivas para o time de New England, um dos astros do time Rob Gronkowski estava voltando de uma lesão para enfrentar os Jets e teve que abandonar o jogo devido a mais uma lesão, dessa vez nas costas e Tom Brady ainda sofre com dores no joelho.

Sobre as lesões de seus jogadores Bill Belichick falou ser uma situação normal, visto que passamos da semana 11, nenhum jogador está descansado, durante a coletiva após o jogo Tom Brady se disse feliz pela semana ter acabado, que a temporada é longa e que cada semana é um recomeço.

Na última temporada as contusões também foram um problema para Bill Belichick que chegou a perder Gronkowski, Amendola e Edelman (os 3 recebedores mais acionados na temporada passada) em alguns jogos, o desafio, porém, cai nas mãos certas, se há algum técnico capaz de remodelar seu time com as peças disponíveis este alguém é Bill Belichick, basta vermos, por exemplo, o início desta temporada quando os Patriots não puderam contar com Tom Brady para os 4 primeiros jogos por conta de uma suspensão, o time terminou vencendo 3 dos 4 confrontos sem seus principais jogadores, já que Gronkowski pouco participou das primeiras partidas da temporada.

A questão agora é como administrar o time para conseguir chegar aos playoffs com seus jogadores saudáveis, isso pode significar deixar alguns de seus principais jogadores de fora de um ou outro jogo para que em janeiro eles estejam aptos a jogar em alto nível nos jogos decisivos da temporada. Os Patriots ainda tem pela frente jogos contra times que brigam para chegar aos playoffs e que prometem além de um alto nível de competitividade muita intensidade física, o caminho para o Super Bowl não será dos mais fáceis em New England.

Luck fora do jogo de Ação de Graças

Luck fora do jogo de Ação de Graças

Na semana 12 o Indianapolis Colts irão enfrentar o Pittsburg Steelers no Lucas Oil Stadium em um dia muito especial nos Estados Unidos (Quinta-feira será comemorado o dia de Ação de Graças) e não poderão contar com a presença de seu quarterback titular, Andrew Luck sofreu uma concussão e não passou pelos testes para poder entrar em campo nesta quinta-feira (24).

Sobre a concussão de Luck, o técnico Chuck Pagano disse em entrevista durante a semana que a contusão pode ter ocorrido em algum momento do quarto período do jogo contra o Tennessee Titans e que iria esperar pelo progresso do jogador durante a semana para definir quem jogaria contra os Steelers.

Desde que assumiu a titularidade dos Colts em 2012 Andrew Luck não havia ficado fora de nenhum jogo, até que ano passado não pode jogar em 8 jogos da temporada regular, quem assumiu o seu lugar foi o veterano Matt Hasselbeck que nos 8 jogos teve 5 vitórias e 3 derrotas, sendo uma delas para o próprio Pittsburg Steelers, os Colts tiveram muitos problemas e foram derrotados por 45 a 10 com Hasselbeck sendo interceptado por duas vezes e lançando para 1 touchdown.

O substituto de Luck para o jogo será Scott Tolzien, o quarterback nem ao menos chegou a ser draftado após jogar na faculdade de Winsconsin, em 2011 assinou um contrato com o San Diego Chargers que não durou muito tempo, ainda em 2011 se mudou para San Francisco para ser o reserva do reserva (Alex Smith ainda era o titular e Colin Kaepernick estava no banco), em 2013 foi contratado pelo Green Bay Packers e teve seu primeiro jogo de temporada regular como titular, ao todo com os Packer foram apenas 6 jogos, 5 interceptações, apenas 1 touchdown lançado e uma corrida para touchdown. Com a saída de Hasselbeck os Colts assinaram contrato com Tolzien que terá a primeira oportunidade de começar um jogo de temporada regular em seu novo time.

Bem vinda classe de 2016

Bem vinda classe de 2016

O ano de 2015 foi um pesadelo para os fãs do Dallas Cowboys, com a contusão de Tony Romo o time dependeu na maior parte da temporada do também veterano Matt Cassel para causar impacto e não foi o que vimos em campo, ao final da temporada regular o time teve um desempenho de apenas 4 vitórias e 12 derrotas, sendo assim um dos piores times da liga.

O mau desempenho durante a temporada regular entretanto não foi de todo mal para os Cowboys, o time conseguiu uma boa posição no draft e sabia que caso quisesse um time competitivo novamente seria necessário contar com um reserva para o Romo. Foi então que surgiu Dak Prescott, o novato foi draftado apenas na quarta rodada e era para ser um jogador utilizado caso Tony Romo se contundisse novamente e ficaria com a posição até o veterano se recuperar.

Prescott superou todas as expectativas criadas em cima dele e na semana 11 quebrou um recorde histórico da franquia ao vencer nove partidas seguidas, liderando o time que atualmente é o líder geral da NFL, o recorde anterior pertencia a Roger Staubach em uma temporada na qual os Cowboys foram campeões do Super Bowl.

O Dallas Cowboys tem ao todo 5 títulos do Super Bowl, ficando atrás apenas do Pittsburg Steelers com 6, o que faz com que os recordes batidos por Prescott tenham uma importância ainda maior, o quarterback vem fazendo uma temporada espetacular e encantando até quem não é torcedor dos Cowboys.

Rams conta com o número 1

Rams conta com o número 1

A semana 11 da NFL terá uma novidade, o Los Angeles Rams irá estrear sua escolha da primeira rodada do draft, Jared Goff receberá sua primeira chance como quarterback titular em um jogo de temporada regular.

A torcida já vinha pedindo isso a algum tempo, porém, o técnico Jeff Fisher optou por não colocar o garoto para enfrentar a boa defesa dos Jets na semana 10, ainda assim deixou claro que Goff teria sua oportunidade, como Case Keenum não está agradando a grande oportunidade bate a porta do quarterback novato.

Goff terá uma missão muito difícil pela frente e podemos esperar alguns erros do quarterback, sua linha ofensiva não é das melhores e do outro lado terá uma defesa bem consistente, além disso o Miami Dolphins devem utilizar Jay Ajayi para dar mais versatilidade ao ataque e manter Goff o máximo de tempo possível fora do campo, Ajayi lidera a liga em jardas corridas desde a semana 6 com 608 jardas, apesar de uma semana de folga para os Dolphins na semana 8.

A temporada para os Rams está variando entre altos e baixos, algumas boas apresentações (Contra o Tampa Bay Buccaneers na semana 3 a equipe venceu por 37 a 32) e outras muito abaixo da média (Na semana 1 perdeu por 28 a 0 para o San Francisco 49ers), a torcida deposita todas as suas esperanças em Goff, afinal ele foi a primeira escolha geral do draft, vamos acompanhar e ver se o jogador se sai tão bem quanto Dak Prescott e Carson Wentz (outros quarterbacks escolhidos nessa temporada).

Jogo de defesas

Jogo de defesas

Nem só de ataque vive o futebol americano, muito pelo contrário, ultimamente são as defesas que têm garantido campeonatos consistentes, por isso, aqui não vamos falar só da fragilidade ofensiva de New York Jets e Los Angeles Rams, iremos exaltar suas defesas.

Como foi dito aqui no pré jogo, os dois quarterbacks entraram na semana 10 como os mais interceptadas da liga, pelo lado dos Jets, porém, quem jogou foi o novato Bryce Petty que manteve o mau rendimento de Ryan Fitzpatrick e também foi interceptado já na reta final do jogo, acabando com as esperanças dos Jets.

Ambos os ataques apostaram em um jogo corrido para vencer a partida, pelo lado dos Jets o destaque mais uma vez foi Matt Forte que correu 20 vezes para um ganho total de 98 jardas, já pelo lado dos Rams também tivemos um jogador com uma temporada consistente como destaque, Todd Gurley correu 21 vezes para 64 jardas.

Os Rams estão se estabelecendo ainda na temporada em que se mudaram de St. Louis para Los Angeles, apesar dos pedidos dos torcedores para que Jared Goff seja o quarterback titular o técnico Jeff Fisher segue apostando em Case Keenum.

Os torcedores dos Jets preferem esquecer a atual temporada, o time vinha embalado da temporada passada quando quase chegaram aos playoffs e hoje amargam uma campanha de 3 vitórias e 7 derrotas e a última colocação na AFC East.

Na semana 11 os Rams recebem mais um adversário da AFC East, Miami Dolplins enquanto os Jets entram na sua semana de descanso e depois enfrentam o New England Patriots.

Procura-se uma defesa em Green Bay

Procura-se uma defesa em Green Bay

Nem mesmo o mais pessimista dos torcedores do Green Bay Packers imaginaria uma temporada com tantos aspectos negativos e tantos tropeços.

Após perderem em casa para o Indianapolis Colts a expectativa era que mesmo jogando fora de casa contra mais um adversário da AFC South a vitória reencontraria o time de Aaron Rodgers, porém, o que se viu foi mais uma vez uma defesa inconsistente e um ataque improdutivo.

O Tennessee Titans começou o jogo anotando um touchdown com DeMarco Murray em uma corrida de 75 jardas na qual nenhum defensor encostou no running back, este, aliás, foi um fator fundamental para o sucesso dos Titans na partida, dos 5 touchdowns anotados pela equipe em apenas um o jogador de ataque recebeu algum tipo de contato da defesa.

Além de sofrer com a defesa, os Packers não estavam inspirados no ataque, foram duas interceptações de Aaron Rodgers e mais uma exibição para tirar da memória, o quarterback tido como um dos melhores da liga está com uma temporada muito abaixo do que acostumamos a ver desde que ele virou titular em Green Bay.

Já o Tennessee Titans vem evoluindo semana após semana e ainda sonha com playoffs, já que a divisão está completamente embolada. A torcida dos Titans começam a ver em campo o que se esperava quando Mariota foi draftado, o quarterback vem em uma clara evolução nas últimas semanas e com os reforços conseguidos no draft deste ano a equipe começa a se estabelecer depois de muitos anos ruins na liga.

Os Titans enfrentam na semana 11 o Indianapolis Colts fora de casa e a vitória pode significar que o time realmente irá brigar até a última rodada pela classificação, já para os Packers o que pode confortar o torcedor é que mesmo com as péssimas atuações a briga continua dentro da divisão, na semana 11 o confronto será contra o Washington Redskins também fora de casa.

Confira como foi o duelo entre Falcons e Eagles

Confira como foi o duelo entre Falcons e Eagles

Atlanta Falcons e Philadelphia Eagles se enfrentaram neste domingo (13) pela semana 10 na NFL, o time da Philadelphia levou a vantagem e venceu por 24-15. Vamos analisar alguns pontos cruciais.

Ainda no primeiro quarto os Eagles abriram a contagem com uma corrida de 4 jardas de Ryan Mathews, saber explorar o jogo corrido foi fundamental para Carson Wentz, a equipe teve um total de 208 jardas enquanto os Falcons conseguiram conquistar apenas 48, isso fez com que a defesa chegasse muito mais desgastada ao último período e assim, um jogo que estava completamente equilibrado na pontuação teve sua rota determinada pela diferença nos números, os Eagle conseguiram manter por muito mais tempo seu time ofensivo em campo, dando oportunidades para Wentz e cia. definirem a partida.

Em jardas aéreas o duelo foi disputado, de um lado a juventude de Carson Wentz que lançou para 231 jardas e completou quase 70% dos passes tentados, do outro o candidato a MVP Matt Ryan que foi interceptado uma vez e conquistou 267 jardas contando com um passe incrível para o touchdown de Taylor Gabriel já no último período.

A bruxa dos kickers continua solta e ambos os times não tiveram pontuação maior por conta de erros de seus jogadores.

Os Falcons seguem na liderança da NFC South e terão pela frente uma semana de descanso, já na semana 12 a equipe terá um jogo decisivo contra o Arizona Cardinal em casa. Já os Eagles seguem na última posição dentro da NFC East, porém, com chances reais de classificação já que, com uma campanha de 5 vitórias e 4 derrotas estão muito próximos dos rivais de divisão que atualmente estão se classificando para o wild card com campanhas de 5 vitórias e 3 derrotas (New York Giants) e5 vitórias, 3 derrotas e 1 empate (Washington Redskins), na próxima semana os Eagles enfrentam o Seattle Seahawks.

Defesa contra ataque

Defesa contra ataque

A briga pela classificação aos playoffs fica cada vez mais acirrada a cada semana que passa na NFL, já passamos da metade da temporada e muitos times ainda brigam para manter a esperança viva, pelo lado da AFC a classificação do New England Patriots já parece certa e no lado da NFC o Dallas Cowboys também tem a classificação muito bem encaminhada, com campanhas de 4 vitórias e 4 derrotas (New Orleans Saints) e 6 vitórias e 3 derrotas (Denver Broncos) teremos um duelo interessante no domingo (13/11).

Os Saints batalham para manter a regularidade nos jogos, um ataque potente com uma temporada exemplar do veterano e futuro integrante do Hall Of Fame Drew Brees, porém, uma defesa que falha muito e acaba deixando algumas vitórias escaparem, uma das chaves para o jogo será o fator casa, Brees é um dos melhores quarterbacks da liga já a algum tempo, jogando em casa as boas atuações se tornam ótimas e fica difícil bater os Saints. Para uma possível vitória os Saints precisam utilizar o jogo corrido por um motivo além de conseguir o controle do relógio do jogo, será preciso manter sua defesa frágil fora do campo pelo maior tempo possível, a defesa dos Saints hoje é a pior da liga em situações de passes.

Já pelo lado dos Broncos Gary Kubiak continua apostando em Trevor Siemian, o técnico e a torcida esperam que o quarterback consiga manter um jogo sólido contra os Saints fora de casa, com uma defesa bem consistente caberá ao ataque se manter em campo e cansar a defesa adversária, podemos esperar Siemian soltando a bola de forma rápida para que seus recievers consigam boas jogadas, os Saints são o time que mais cedem jardas após a recepção, jogando contra uma defesa tão frágil poderá ser a chance de Siemian mostrar que pode ser o titular da franquia e tirar um peso das costas de John Elway na busca por um quarterback.

Mais um duelo entre juventude e experiência e mais uma oportunidade de ver a lenda Drew Brees em campo batalhando para levar seu time para os playoffs.

Em busca de recuperação

Em busca de recuperação

Dois times em má fase se enfrentam neste domingo (13) pela semana 10 da NFL. O Washington Redskins não vence desde a semana 6, quando bateu o rival de divisão Philadelphia Eagles, por 27 a 20. Já o Minnesota Vikings não vence desde a quinta semana, após duelo contra o Houston Texans, completando um mês sem um resultado positivo.

Apesar das derrotas, os Vikings contaram com tropeços do Green Bay Packers para se manter na liderança da NFC North, porém perderam a folga que tinham e veem o Detroit Lions e o Green Bay Packers se aproximarem. Sam Bradford está sofrendo com as críticas e o ataque do Vikings já não é mais tão produtivo quanto no início da temporada. As corridas não são tão efetivas sem Adrian Peterson e as contusões estão dificultando o caminho da equipe de Minnesota para os playoffs. Três jogadores da linha defensiva treinaram de forma limitada na sexta-feira e são dúvida para o jogo de domingo. O defensive tackle Linval Joseph (Ombro), o guard Zac Kerin (Mão) e o cornerback Captain Munnerlyn estão entre os questionáveis, e sem eles os Vikings terão que se superar se não quiserem perder a liderança da divisão.

Já pelo lado do Redskins será preciso manter uma regularidade. O time está com uma vitória a menos que o New York Giants e a busca para chegar aos playoffs será incessante. Os Redskins folgaram após o empate frente ao Cincinnati Bengals em Londres, e esperam uma tarde inspirada de Kirk Cousins para vencer os Vikings em casa. A baixa pelo lado do time de Washington é o wide receiver DeSean Jackson, que não treinou durante a semana sentindo um problema no ombro.

Podemos esperar um jogo bem movimentado nas defesas, com o jogo corrido sendo importante para decidir a partida. Uma vitória dos Redskins embola tudo na NFC East, e uma derrota do Vikings, aliada a uma vitória do Packers, pode deixar três equipes dividindo a liderança da NFC North. 

Pré jogo Cincinnati Bengals vs. New York Giants

Pré jogo Cincinnati Bengals vs. New York Giants

Nesta segunda feira o MNF promete guardar emoções até o final do jogo, New York Giants e Cincinnati Bengals se enfrentam ainda com muitas pretensões para o restante da temporada regular. O Bengals vem de uma semana de descanso e estão vendo a temporada ir por água abaixo tendo que tirar uma vantagem de duas vitórias do Baltimore Ravens, enquanto os Giants tiveram um jogo disputado contra um rival de divisão e saíram do jogo com uma vitória, moral para as próximas semanas e esperanças renovadas.

A chave do jogo para a equipe dos Bengals está em A.J. Green, o jogador está próximo de alcançar pela sexta vez a marca de 1.000 jardas recebidas em uma temporada, a torcida espera ver um Andy Dalton como no primeiro tempo do jogo contra o New England Patriots, na oportunidade Dalton teve muita precisão nos passes e não deu folga para a defesa adversária. Se conseguir parar Odell Beckham Jr os Bengals podem sair vitoriosos.

Já para os Giants o segredo está em fazer o jogo fluir e saber controlar o relógio, apesar de o jogo corrido não ser o forte será necessário alternar as jogadas para não ter um ataque unidimensional e previsível. Os Giants tem a melhor defesa dentro da red zone, cedendo o touchdown em apenas 39.3% das posses adversárias, e contam com um dos melhores Wide Recievers da liga, Odell Beckham Jr tem uma média de 3 recepções para touchdown em jogos de MNF.

Jogo que promete emoções até o seu final, de um lado Andy Dalton, A.J. Green e Giovani Bernard e do outro Eli Manning, Odell Beckham Jr, façam suas apostas.

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014