Navegue pela Home do seu time
Especial finalistas do Troféu Heisman: Dede Westbrook

Especial finalistas do Troféu Heisman: Dede Westbrook

Dede Westbrook é a principal arma ofensiva dos Sooners. Neste ano ele formou uma dupla incrível com outro finalista do Heisman Trophy, o quarterback Baker Mayfield. Com 74 recepções, 1.465 jardas recebidas e 16 touchdowns, o jogador e o azarão da premiação desta noite. Aliás, será uma surpresa muito grande se um wide receiver vencer. O último jogador desta posição a vencer foi Desmond Howard em 1991 (em grande parte por causa de suas atuações como retornador) e o último finalista foi Amari Cooper em 2014. Cooper terminou em terceiro lugar, e as estatísticas de Westbrook são inferiores às dele. Somente 3 wide receivers venceram a premiação em 79 anos. Westbrook teve uma temporada muito boa mas nada acima da média de um bom recebedor.

Depois dos três primeiros jogos da temporada sem muito destaque, Westbrook transformou-se no playmaker central do décimo primeiro melhor ataque do College. O atleta obteve mais de 100 jardas e pelo menos um touchdown em cada jogo dentro de sua conferência. Contra Oklahoma State Cowboys na rivalry week, ele pegou quatro passes para 111 jardas e dois touchdowns. Seu stats de outubro foram quatro jogos, 35 recepções, 776 jardas, 10 touchdowns. Foi o desempenho individual mais espetacular de qualquer dos candidatos durante toda a temporada.

O College Football possui uma eletricidade e sempre da destaque a playmakers. Dede Westbrook jogou toda temporada somando jardas e ajudando Oklahoma a vencer 9 jogos. Quando ele tem a bola, sua agilidade e velocidade fazem dele uma das mais perigosas ameaças de campo aberto da NCAA. Ele é quase impossível de se parar com marcação individual, raramente deixa a bola cair, e é um dos jogadores mais difíceis de se enfrentar.

Highlights: Clique Aqui!

Especial finalistas do troféu Heisman: Jabrill Peppers

Especial finalistas do troféu Heisman: Jabrill Peppers

Peppers é o jogador mais versátil na lista do Heisman desse ano. Jogando originalmente como linerback, o jogador de Michigan ja atuou como safety, corner, running back , como retornador em punts e kickoffs e até como quarterback em algumas wildcat formations.

O ano de 2016 tem sido muito especial para ele. Ele já foi nomeado Nagurski-Woodson Defensive Player of the year, Butkus-Fitzgerald Linebacker of the year e Rodgers-White Return Especialist of the year. Se tornou o primeiro jogador na história da Big Ten a vencer 3 prêmios no mesmo ano. Peppers também foi nomeado para os All-Big Ten defensive first team, especialis team.

Jabrill Peppers ajudou a equipe a ter as melhores estatísticas em 8 quesitos diferentes, com 72 tackles, sendo 16 com perda de jardas, quatro sacks, uma intercepção e um fumble forçado. Ele também contribuiu nas equipes especiais, retornando 21 punts para 310 jardas (14,8 em média), 1 touchdown e teve 10 retornos de kickoff para 260 jardas (26,0 em média).

No ataque, Peppers, correu 27 vezes para 167 jardas e três touchdowns e recebeu 2 passes para 18 jardas.  No total, ele jogou 933 snaps nesta temporada, sendo 726 snaps na defesa, 53 no ataque e 154 em times especiais, atuando em 15 posições diferentes ao todo.

Nos últimos 20 anos, são os números mais baixos de um finalista de Heisman, as as chances de Jabrill Peppers são boas. Desde 1997 um jogador que atua na defesa não vence este prêmio. O último foi o lendário Charles Woodson que também jogava por Michigan.

Highlights - Clique Aqui!

Com o ataque pouco inspirado, Cowboys chega a 11ª vitória consecutiva

Com o ataque pouco inspirado, Cowboys chega a 11ª vitória consecutiva

Com a sua 11ª vitória consecutiva na noite de quinta-feira contra o Minnesota Vikings, os Dallas Cowboys permanecerão no topo de qualquer power ranking que você verá na próxima semana. também se verá muitos artigos e pautas sobre a possibilidade de Dak Prescott ou Ezekiel Elliott ou a linha ofensiva serem eleitos o MVP da temporada. A equipe caminha forte para se classificar em primeiro lugar para os playoffs da VFC.

Porém, no seu primeiro jogo de Dezembro, o ataque dos Cowboys não parecia estar totalmente preparado para enfrentar os playoffs. Tudo bem que  os Vikings possuem uma das melhores defesas da liga, mas isso não justifica a falta de poder ofensivo de Dallas em sua vitória por 17 a 15.

Dallas, que possui média de 407 jardas por jogo, conseguiu somente 265 contra os Vikings. Os sete primeiros pontos do Cowboys no primeiro tempo foram a pontuação mais baixa de toda a temporada. Prescott tem obtido a maioria dos elogios para a equipe desta temporada. Seus erros foram poucos e ele já tem três drives vencedores em seu primeiro ano. Mas ele só fez uma grande jogada na noite de quinta-feira, saindo do pocket e correndo 14 jardas em uma terceira para 13  no primeiro tempo. Seu passe de 56 jardas para Dez Bryant foi bom, porém ele teve uma excelente proteção da offensive line e seu principal wide receiver foi genial para se desmarcar de Harrison Smith.

Prescott terminou o jogo apenas com 12 passes completos para 18 tentados com 139 jardas. Ele completou passes para apenas quatro receptores, e nenhum deles foi Jason Witten. Witten, o futuro Hall of Fame, terminou a sua série de 130 jogos consecutivos com pelo menos uma recepção. Elliott teve 86 jardas correndo em 20 tentativas, mas esses números são baixos em comparação com a temporada histórica que ele vem tendo. Esses números são os menores desde a segunda semana contra o Washington Redskins.

Não foram apenas as estrelas de Dallas que deixaram o ataque abaixo do normal. Os Cowboys converteram apenas 1 terceira descida de 9 em todo o jogo. Além disso, 6 dessas tentativas eram acima de 7 jardas. Prescott, Elliott e todo os Cowboys tem jogado muito durante todo ano. Se querem levar o Super Bowl esse ano não devem poupar esforços por enquanto.

Highlights - Clique aqui!

Com head coach no hospital, defesa dos Vikings enfrenta a o forte ataque dos Cowboys

Com head coach no hospital, defesa dos Vikings enfrenta a o forte ataque dos Cowboys

O head coach do Minnesota Vikings, Mike Zimmer, foi submetido a uma cirurgia para corrigis uma ruptura na retina rasgada no início do mês de novembro. Na noite desta quarta feira ele precisou de outra cirurgia de emergência no mesmo olho. A equipe anunciou Zimmer não estará em campo no jogo desta noite contra os Dallas Cowboys, de acordo com um relatório da NFL.com.

o problema ocular surgiu quando o próprio treinador coçou seu olho durante um jogo contra Chicago Bears, no dia 31 de outubro. Foi quando ele foi diagnosticado com uma ruptura na retina. O Associated Press relatou que ele estava em risco de cegueira, se não recebesse tratamento imediato.

Voltando ao jogo, o head coach dos Vikings e ex-coordenador defensivo dos Cowboys, havia afirmado que conhecia o enorme talento de Elliott e de Dak Prescott, quarterback de Dallas. Mas não poupou elogios para a linha ofensiva de Dallas, creditando a ela o sucesso da equipe. O jogo desta noite aliás, sera um confronto de forças onde teremos um dos melhores ataques atuando contra uma das defesas mais fortes da liga.

Dallas possui o terceiro melhor ataque quando se analisa o número de pontos marcado, com média de 28,7 pontos por jogo, e é a quinta equipe mais jardas, 407,6 jardas por jogo. A defesa de Minnesota foi a segunda que menos cedeu  pontos, com média de 17,5 e é a terceiro que menos cede jardas, 307 jardas por o jogo.

Em uma liga onde os corredores foram desvalorizados, Elliott tem mostrado que a decisão de Dallas de draftá-lo na quarta escolha esse ano uma grande escolha. O jogador lidera a NFL com 1,199 jardas e é o segundo em touchdowns com 11 correndo com a bola. Peterson estreou com 1.341 jardas correndo e 12 touchdowns em 2007 depois de ser a sétima escolha no draft do seu ano. Atualmente se recuperando de grave lesão no joelho, o jogador estará no backfield torcendo para o seu time tentar frear o enorme talento de Elliott.

Além disso, a defesa dos Vikings já realizou 20 tournovers (12 interceptações e 8 recuperações de fumble). Prescott e Elliott tem protegido bem a bola e cometeram só 7 tournovers nessa temporada. Não será fácil parar os Cowboys. Vindo de 10 vitórias consecutivas, a equipe pode ser a primeira a se classificar os playoffs. Basta uma vitória que Tampa Bay Buccaneers ou Washington Redskins não vençam seus jogos.

Existe um ditado no futebol americano. Ataques ganham jogos, defesa vencem campeonatos. Isso será posto a prova na partida de hoje. Não deixe de acompanhar.

Duas finais do College para acompanhar nesta sexta

Duas finais do College para acompanhar nesta sexta

Chegamos às finais das conferências da NCAA. Após uma temporada extremamente emocionante e cheia de reviravoltas teremos às finas de conferência. Esses serão os últimos jogos antes do começo dos tradicionais bowls e das definições dos 4 melhores times que disputarão os playoffs da NCAA em janeiro.

Nesta sexta feira teremos os dois primeiros jogos. Na final da PAC 12 teremos dois times que estão entre os 10 melhores desta temporada. Temos o Nº8 Colorado Buffaloes enfrentando a quarta melhor equipe deste ano. O Washington Huskies. Na conferência MAC temos o número 17 do ranking e ainda invicto Western Michigan Broncos enfrentando a equipe do Ohio Bobcats. Vamos aos destaques da partida.

 

Nº 17 Western Michigan Broncos vs. Ohio Bobcats – sexta feira às 22 horas. Ford Field (estádio do Detroit Lions)

MAC-Championship-Western-Michigan-Broncos-vs-Ohio-Bobcats

Os Western Michigan Broncos possuem um time forte e competitivo. Liderados pelo eficiente quarterback Zach Terrell e pelo excelente wide receiver Corey Davis, o time tem um ataque extremamente produtivo e está invicto este ano. Só não estão em uma posição maior no ranking devido ao fraco nível de sua conferência. O mais impressionante desse time foi o seu poder de reação. Há três anos atrás a equipe teve a por campanha da história (1-11) e, graças ao grande poder de recrutamento e escolha de bons nomes, a equipe conseguiu se reerguer. Essa é a primeira vez desde o ano 2000 que os Broncos de Michigan chegam à decisão da MAC.

A sincronia entre Terrell e Davis está magnífica nesta temporada dos sonhos. Até o momento, o quarterback completou 71,7% de suas tentativas de passe e já conseguiu  30 passes de touchdown e apenas uma interceptação. Seu alvo favorito, Davis, tem 83 recepções para 1,283 jardas e 17 touchdowns. O wide receiver bateu o recorde de jardas recebidas da MAC no último jogo com 5.068 jardas.

Os Bobcats também estão buscando sua primeira vitória no campeonato MAC. Eles foram derrotados pelo Northern Illinois, 23-20, em sua última viagem ao Ford Field em 2011 e são 0-3 em finais de conferência.

O calouro Quinton Maxwell assumiu a posição de quarterback durante a segunda metade da temporada, completando 55,9%o de seus passes com oito touchdowns e quatro interceptações. Outros destaques da equipe são os running backs Junior Dorian Brown (794 jardas, quatro touchdowns) e Sophomore Maleek Irons (426 jardas, cinco touchdowns).

 

Nº8 Colorado Buffaloes vs. Nº4 Washington Huskies – sábado às 00h – Levi’s Stadium (casa do San Francisco 49ers)

PAC-12-Championship-Colorado-Buffaloes-vs-Washington-Huskies

Uma vitória dos Huskies sobre os Buffaloes pode ser suficiente para a classificação para os playoffs do College Football. Mas talvez não.

Existe um forte indício de que tenhamos duas equipes do Big Ten nos playoffs (Ohio State, Michigan e Wisconsin estão no páreo) tirando a vaga de Washington (11-1), mesmo derrotando o surpreendente Buffaloes (10-2), que passou da pior campanha para liderar a Pac-12 Sul em uma temporada. Os fracos adversários de fora da conferência de Washington (Rutgers, Idaho, Portland State) podem se relevantes para o comitê de seleção tomar suas decisões, mas primeiro há a questão de encontrar uma maneira de vencer um time veterano e equilibrado como o do Colorado.

Os Buffaloes derrubaram grandes obstáculos nas duas últimas semanas, vencendo equipes bem ranqueadas. Primeiro venceram por 38-24 Washington State e derrotaram Utah por 27-22 contra Utah.

Washington tem o quarto melhor ataque com média de 44,5 pontos por jogo. Em seu segundo ano, o quarterback Jake Browning, está em terceiro lugar no país em número de touchdowns (40), quarto melhor rating (181.6) e nono em jardas por tentativa (14.78 em média).

O running back Myles Gaskin correu para 1,180 jardas na temporada regular, sua segunda temporada de pelo menos 1.000 jardas. Além dele temos dois bons wide receivers. O rápido John Ross que possui 16 recepções para touchdown e o alto Dante Pettis tem possui 14. Não deixe de acompanhar.

Com a sexta vitória consecutiva, Giants segue forte em busca do wildcard.

Com a sexta vitória consecutiva, Giants segue forte em busca do wildcard.

New York Giants não tiveram dificuldades para vencer seu jogo de domingo. Diante do fraco time do Cleveland Browns, o time de New York conquistou a vitória por 27 a 13 e caminha para uma vaga do wildcard da NFC. Sua campanha poderia render o título de divisão de  alguma conferência, porém, quando se tem o Dallas Cowboys jogando a melhor temporada de sua história, somente um fato muito atípico conseguiria mudar esse prospecto.

Analisando seus números, vemos que o ataque da equipe não está produzindo o esperado. A equipe possui o vigésimo primeiro ataque da liga no número de jardas e média de pontos por jogo. Com 79 jardas corridas em média por partida temos o segundo pior jogo corrido da liga. O que está movimentando o ataque é seu jogo aéreo. Após o início de temporada problemático, Odell Beckham Jr. já se aproxima mais um ano das 1.000 jardas recebidas. Um fato a se destacar é o baixíssimo índice de conversão de terceiras decidas. Somente 49 de 140.

A defesa tem sido o ponto forte da equipe. Liderada por Jason Pierre Paul e Olivier Vernon, a equipe já possui 25 sacks e é a sexta equipe que cede menos pontos. Apesar do alto número de jardas cedidas por passe (264,7 jardas por jogo em média) a equipe tem um trabalho eficiente na redzone com várias blitzes e uma grande pressão em cima do quarterback adversário, diminuindo o número de touchdowns marcados.

Na próxima semana os Giants enfrentarão o Pittsburgh Steelers no Heinz Field. Um jogo interessante, haja vista que os dois times lutam por vagas no wildcard e a promessa é de neve para o jogo. Não deixe de acompanhar.

Highlights - Clique Aqui!

Após vitória contra Bengals, Ravens assume liderança da AFC North

Após vitória contra Bengals, Ravens assume liderança da AFC North

Com um touchdown e o kicker Justin Tucker com a perna impecável, a equipe do Baltimore Ravens garantiu a vitória diante do Cincinnati Bengals por 19 a 14. Tucker acertou 4 field goals durante a partida e a defesa da equipe atuou de forma brilhante durante todo jogo. Esta foi a 3 vitória consecutiva dos Ravens após perderem 4 jogos.

O jogo foi extremamente resultado e só foi decidido a um minuto do fim, quando o quarterback dos Bengals, Andy Dalton sofreu um fumble na linha de 21 jardas do campo de ataque. Após essa jogada, os Ravens não avançaram e sofreram um safety proposital para zerar o cronômetro e encerrar a partida. Com o resultado a equipe assumiu a liderança da AFC North e tornou a disputa por uma vaga nos playoffs mais acirrada conta o Pittsburgh Steelers.

Na próxima semana o Baltimore Ravens fazem seu penúltimo jogo em casa contra o Miami Dolphins, dois times que estão em ascensão e, se a temporada acabasse hoje, fariam um dos jogos do wild card da AFC.

HighlightsClique Aqui!

Adrian Peterson treina forte para voltar ainda em Dezembro

Adrian Peterson treina forte para voltar ainda em Dezembro

Logo após realizar a cirurgia para recuperação do menisco em setembro, o running back Adrian Peterson declarou que esperava voltar ainda esta temporada. E, segundo fontes do site da NFL, isto esta mais próximo de acontecer do que se imagina. De acordo com várias pessoas ouvidas sobre sua reabilitação, o desejo do atleta de retornar antes do final da temporada ainda é realista. Ninguém sabe ao certo quando ele estará de volta – seu retorno é baseado em vários fatores – mas não houve complicações para sua recuperação em andamento.

Sem poder correr em campo por causa do impacto que seria causado na área cirúrgica, Peterson realiza treinamentos diários em um tipo de piscina chamado HydroWorx. Neste treinamento, há uma escada rolante subaquática onde ele consegue correr depositando somente 30% do seu peso corporal no seu joelho.

O atleta vem se cuidando bem e está com o seu peso normal e físico em dia. Quando seu joelho começar a aguentar sua carga muscular não haverá obstáculos para voltar ao treinamentos. Acredita-se que ele estará apto para jogar a partir do dia 22 de Dezembro. Será uma data decisiva pois o Minnesota Vikings jogam contra Green Bay Packers na Semana 16 em 24 de dezembro.

Sem ele, os Vikings ainda estão com 6 vitórias e 5 derrotas (contando a partida contra o Detroit Lions no Thanksgiving) e com chances reais de playoffs. O jogo corrido tem sido um dos grandes problemas da equipe com Jerick McKinnon correndo em média 2,9 jardas por corrida e Matt Asiata com 3,1 jardas.

#RivalryWeek. Duas grandes rivalidades definirão os playoffs do College Football

#RivalryWeek. Duas grandes rivalidades definirão os playoffs do College Football

Passado o Dia de Ação de Graças, temos o tradicional “rivelry week” do College Football. Nesta data, temos os encontros das maiores rivalidades de cada estado e, independente da posição no ranking, os atletas e equipes dão tudo de si, e os jogos são extremamente competitivos e marcantes. Neste ano, teremos dois jogos que definirão os playoffs da NCAA. Michigan Wolverines, atual número 3 do ranking enfrentará Ohio State Buckeyes, número 2. Teoricamente seriam os dois times que se enfrentariam nos playoffs. porém, uma derrota nesse final de semana causaria uma grande queda no ranking, dando lugar a outra equipe, como Washington Huskies que ocupa a quinta posição. Outro jogo de suma importância para a tabela é o Iron Bowl, encontro de maior rivalidade de todo o futebol americano, tanto NCAA quanto NFL. Neste jogo, Auburn Tigers irá a Alabama enfrentar o Crimson Tide. Vamos descrever mais detalhadamente cada jogo para vocês.

Nº3 Michigan Wolverines vs. Ohio State Buckeyes - Sábado às 15h

O jogo entre as duas equipes é conhecido nos Estados Unidos como “The Game”, tamanha sua importância e história. Nos últimos anos, este jogo tem definido o vencedor da conferência Big Ten e no ano 2000 foi classificado pela ESPN como a maior rivalidade norte americana. As equipes se enfrentaram pela primeira vez em 1897, e, desde 1918 se enfrentam anualmente (com exceção dos anos 1946, 1986 e 1998). Até 2010 as duas equipes disputaram o título de conferência neste jogo por 22 vezes e, o resultado influenciou o ranking nacional em 27. A rivalidade é tão grande que, durante esta semana, os alunos de Ohio State tamparam as letras M de todas as placas da universidade.

Ohio-State-no-m-sign

A edição deste ano do The Game traz peso extra. As duas equipes estão em posição alta no ranking e todas as esperanças de playoffs estão nesta partida. O vencedor dará um grande passo para o maior estágio do futebol universitário, enquanto o perdedor certamente será eliminado da disputa do título.

Este jogo não é tão esperado assim desde 2006, quando Ohio State e Michigan chegaram para esta partida como Nº 1 e Nº2 do ranking. O Buckeyes venceu a partida por 42-39 e conquistando o único título nacional da conferência Big Ten neste século. Os Wolverines foram para a outra direção, passando por dois treinadores diferentes e várias temporadas perdedoras. Mas o treinador Jim Harbaugh trouxe seu programa de volta aos holofotes, e uma vitória sobre o Ohio State poderia impulsionar Michigan para seu primeiro título nacional em quase 20 anos.

Para Michigan a vitória neste sábado depende do quão saudável o quarterback Wilton Speight. O jogador tem média de 62,3% de passes completos, 15 touchdowns contra apenas quatro interceptações. Os Wolverines fizeram uma média de 48 pontos por jogo, até o jogo contra Iowa há duas semanas, onde Speight sofreu uma lesão no ombro esquerdo. Essa lesão manteve Speight fora do último jogo. O quarterback reserva, John O’Korn o substituiu e não foi nada bem, completando apenas 7 de 16 passes para 59 jardas debaixo de muita neve. Será difícil bater a terceira melhor defesa de todo o college sem sem principal quarterback.

O qurterback de Ohio State, J.T Barret não foi bem no último jogo, quando completou apenas 10 dos seus 22 passes e tem uma grande tendência a passes curtos. Ele corre muito bem com a bola e abusa de play actions. Ele precisa estar em sua melhor forma para vencer a melhor defesa do país.

Fique de olho em Jabrill Peppers 

maxresdefault

O jogador é uma maquina em campo. Atua na defesa (LB), Ataque (RB) e times especiais (KR e PR). Ele terá que parar o jogo corrido de J.T. Barrett,  e ele vai realizar a cobertura primária sobre o slot receiver mais explosivo de toda NCAA, Curtis Samuel. Simplificando, se Peppers tiver um bom dia, Michigan terá uma grande chance de deixar Columbus com uma vitória. Único jogador defensivo que concorre ao Heisman esse ano.

Iron Bowl – Nº13 Auburn Tigers vs. Alabama Crimson Tide – Sábado às 18h30

espnapi_dm_131125_ncf_genoessay_ironbowl_wmain

Jogo disputado entra as duas equipes fundadoras do conferência SEC, o jogo tem o nome de Iron Bowl pois era disputado antigamente em Birmingham, Alabama, cidade que tem um grande papel histórico na indústria siderúrgica norte americana. Alabama leva a melhor no confronto com 44-35-1. A rivalidade tem sido considerada como uma das mais acaloradas, se não a mais acalorada, das rivalidades de todo país. As duas escolas contam por 33 títulos SEC (25 por Alabama e 8 por Auburn) e ambos estão entre os programas mais vencedores na história do futebol universitário (Alabama é sétimo, Auburn é 16). As duas equipes jogaram nos cinco jogos finais BCS do campeonato nacional, com Alabama vencendo em 2009 e 2011, e em Auburn vencendo em 2010 (com Cam Newton comendo a bola) e perdendo em 2013. Desde a criação do playoffs, Alabama nunca ficou de fora, jogando a semifinal em 2014 e vencendo o título ano passado.

Para o jogo de sábado, Auburn terá um campo totalmente hostil e enfrentará muita dificuldade contra a melhor equipe do país. Para vencer o jogo o fundamental será ter drives longos e manter o ataque de Alabama longe do campo. Fato difícil de se conseguir, afinal, os Tigers convertem em média 52,7% de suas terceiras decidas. Outro fator importante é não cometer tuornovers. Somente em um jogo dos últimos 10 Auburn venceu a batalha dos tuornovers. Na sua última vitória. Em 2013.

Pelos lados de Alabama, a melhor maneira da vitória aparecer é forçando Auburn a lanças a bola. O jogo corrido de Auburn é muito bom, porém seus dois quarterbacks se mostraram instáveis durante o ano. Fique de olho em Jalen Hurts, quarterback extremamente versátil de Alabama. Ele corre muito bem com a bola e, geralmente não arrisca passes longos. Jogando sem muitos erros. Jogão para definir a primeira posição do ranking e o título da SEC.

Seis Jogos Marcantes do dia de Ação de Graças

Seis Jogos Marcantes do dia de Ação de Graças

2012 – New England Patriots 49 vs. 19 New York Jets - Highlights - Clique Aqui!

O último jogo de Ação de graças do ano de 2012 se tornou marcante pela péssima partida de Mark Sanchez e o famoso “Butt fumble”. Um incidente no qual o quarterback correu de cabeça nas nádegas de seu próprio offensive lineman. Ele acabou cometendo um fumble, recuperado pelos Patriots e retornado para touchdown.

2011 – San Francisco 49ers 06 vs. 16 Baltimore Ravens - Highlights - Clique aqui!

Em um jogo extremamente defensivo, os Ravens superam os Niners em jogo conhecido como “Harbaugh Bowl“, pois foi o primeiro encontro entre os treinadores e irmãos John e Jim Harbaugh, um preview do Super Bowl XLVII.

2008 – Tennessee Titans 47 vs. 10 Detroit Lions - Highlights - Clique Aqui!

detroit

No ano de maior vergonha da história do Lions, eles enfrentaram os Titans que vinham de uma campanha 10-1 até ali. O placar final foi um dos mais elásticos da história do Dia de Ação de Graças e a temporada do Lions ficou em nenhuma vitória e 16 derrotas.

1998 – Minnesota Vikings 46 vs. 36 Dallas Cowboys - Jogo Completo - Clique Aqui!

Infelizmente não encontramos highlights decentes desse jogo, mas caso tenha tempo assista o jogo completo. O então rookie Randy Moss destruiu a defesa dos Cowboys com três touchdowns, sendo um deles com uma recepção de 50 jardas.

1994 – Green Bay Packers 31 vs. 42 Dallas Cowboys - Highlights- Clique Aqui!

qb-cow

O quarterback titular dos CowboysTroy Aikman se lesionou e o terceiro quarterback Jason Garrett foi forçado a começar para Dallas contra o Green Bay Packers. Com 2 passes para touchdown e um bom jogo, Garrett comandou os Cowboys a vitória sobre os Packers do rookie Brett Favre.

1994 – Miami Dolphins 16 vs. 14 Dallas Cowboys - Highlights- Clique Aqui!

Em um dos mais famosos jogos de Dia de Ação de Graças na história recente, os Cowboys lideravam a partida por 14-13 com apenas alguns segundos restantes em um jogo cheio de neve no Texas Stadium, algo raro de se acontecer. O kicker do Miami Dolphins, Pete Stoyanovich tentou um fieldgoal de 40 jardas que foi bloqueado por Jimmie Jones do Dallas Cowboys. O narrador da NBC, Dick Enberg chegou a proclamar “The Cowboys will win“. No entanto, o jogador do Cowboys, Leon Lett perseguiu a bola e a tocou, tornando uma bola viva. Miami recuperou a posse em uma posição extremamente favorável no campo e Stoyanovich tentou outro chute, desta vez de 19 jardas. Acabou convertendo com o tempo finalizando, e os Dolphins venceram o jogo por 16-14.

Dia de Ação de graças e a NFL.

Dia de Ação de graças e a NFL.

O Dia de Ação de Graças foi comemorado pela primeira vez em 1620, sendo uma data onde os primeiros colonos da América do Norte celebravam as boas colheitas realizadas durante o verão. No entanto, durante muitos anos, o Dia de Ação de Graças não foi instituído como feriado nacional, sendo observado como tal em apenas certos estados, como Nova York, Massachusetts e Virgínia. No ano de 1863, o então presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln, declarou que a quarta quinta-feira de novembro seria o Dia Nacional de Ação de Graças.

Thanksgiving_1900

Tanto nos Estados Unidos e no Canadá, Dia de Ação de Graças é geralmente um dia quando as pessoas usam seu tempo livre para estar com a família, fazendo grandes reuniões e jantares familiares. É também um dia em que muitas pessoas dedicam seu tempo para pensamentos religiosos, orações e missas. O feriado desta quinta feira também é muito importante para os fãs da bola oval. Neste dia, tradicionalmente, temos 3 jogos sendo 2 deles sempre do Dallas Cowboys e Detroit Lions

O conceito do futebol americano sendo praticado no Dia de Ação de Graças data de 1876, pouco depois do jogo ter sido inventado, como era um dia que a maioria das pessoas tinha folga do trabalho. Naquele ano, as equipes de futebol das universidades de Yale e Princeton começaram uma tradição anual de disputar uma partida no feriado. Michigan também começou esta tradição disputando 19 partidas entre 1885 a 1905. Aliás, os jogos entre Michigan e extinto  Chicago Maroons  na década de 1890 foram citados como “The Beginning of Thanksgiving Day Football” (O começo Futebol americano no Dia de Ação de Graças). Em algumas regiões, equipes de high-school jogam em nesta data, geralmente para encerrar a temporada regular.

Quando o futebol se tornou um evento profissional, jogar no dia de ação de graças já se tornou uma instituição. Registros datam que partidas são disputadas no feriado desde a década de 1890, com a primeira equipe profissional, a Allegheny Athletic Association de Pittsburgh, Pensilvânia. Porém, foi o primeiro proprietário dos Lions, G.A. Richards, que começou a tradição do jogo do Dia de Ação de Graças como um truque para levar as pessoas a ir a jogos de futebol da equipe e continuar uma tradição iniciada pelas equipes anteriores da NFL. Em 1966, os Dallas Cowboys, que havia sido fundado seis anos antes, adotaram a prática de hospedar jogos de Ação de Graças. Desde então, sempre temos um jogo de Detroit Lions e um dos Dallas Cowboys. No ano de 2006 a NFL colocou mais um jogo durante a noite sem equipes fixas. Portanto, temos mais de 10 horas de programação voltada ao futebol americano.

Nas próximas publicações falaremos dos diversos jogos memoráveis que aconteceram nessa data. Não deixe de conferir.

Dolphins e Bills lutam por vaga no wildcard em conferência dominada por Patriots

Dolphins e Bills lutam por vaga no wildcard em conferência dominada por Patriots

2008. Este foi o último ano que algum time conseguiu superar o New England Patriots e ser campeão. Naquela temporada, Tom Brady sofreu um grave lesão no ligamento cruzado anterior e no ligamento colateral medial no jogo contra o Kansas City Chiefs, a primeira partida daquele ano. O Miami Dolphins, lançando a wildcat formation, ganhou 11 jogos e perdeu 5, passando para a pós temporada e acabou sendo eliminado pelo Baltimore Ravens.

Daquele ano em diante o Pats tem sobrado. Ganhando a conferência com grande facilidade em cima dos rivais. Esse ano não está sendo diferente. Após a vitória de sábado diante do San Francisco 49ers, o time comandado por Belichick alcançou a oitava vitória na temporada e deixou bem encaminhado o título pelo oitavo ano seguinte. Porém, tanto Miami Dolphins quanto Buffalo Bills realizaram bons jogos contra times de outras conferências e, um deles podem pintar em uma das vagas de wildcard.

A equipe de Miami, depois de um começo de temporada ruim, conquistou sua quinta vitória consecutiva e pode chegar aos playoffs pela primeira vez nos últimos 8 anos. A grande mudança da equipe nos últimos jogos foram as voltas de alguns jogadores de lesão, além de uma aposta maior no jogo corrido. O que tirou um pouco do peso de cima do quarterback Ryan Tannehill. Os próximos jogos poderão definir as pretensões dos Dolphins para a temporada. Os próximos jogos serão contra 49ers, Ravens (fora), e Cardinals. Dos três jogos, o mais importante será contra Ravens, que está em uma temporada com 5 vitórias e 5 derrotas e é um concorrente direto para a vaga de wildcard.

O Buffalo Bills não chega a um jogo de playoffs desde 1999. A equipe vem de vitória diante do Bengals e está com 5 vitórias e 5 derrotas na temporada, mas está oscilando entre bons e maus jogos. O que está dificultando muito os jogos dos Bills são as lesões de Lesean Mccoy. Os próximos jogos também podem ser decisivos para a equipe. Os jogos serão contra Jaguars, Raiders (fora) e Steelers, sendo os dois últimos também concorrentes diretos para o wildcard.

Analisando as outras conferências da AFC pode-se afirmar que, uma das vagas do wildcard ficará na AFC West. Raiders está com 7 vitórias e 2 derrotas. Broncos e Chiefs com 7 vitórias e 3 derrotas. No páreo pra outra vaga temos Dolphins, Bills, Ravens, Steelers, Texans, Colts e Titans lutando por uma vaga. Podemos ter certeza que a briga por essa vaga será intensa.

Com Elliott aparecendo nos minutos finais, Cowboys chegam a vítoria em Pittsburgh

Com Elliott aparecendo nos minutos finais, Cowboys chegam a vítoria em Pittsburgh

Dallas Cowboys vivem uma temporada histórica até aqui. Em um jogo extremamente difícil, Ezekiel Elliott consegue 2 touchdowns nos minutos finais da partida para levar o time de Dallas para a oitava vitória consecutiva. E o jogo não começou bem para eles. Na primeira posse de bola Dak Prescott sofreu grande pressão e cometeu um fumble após sack de L.J. Fort. Uma posse de bola depois, Big Ben passa a bola para Le’Veon Bell abrindo o placar na partida. Após um field goal dos Cowboys, os Steelers conseguem uma longa campanha concluída em um passa de touchdown de 3 jardas de Ben Roethlisberger para Eli Rodgers.

Depois disso tivemos um dos lances mais lindos da partida. em uma segunda descida para 18 jardas de Dallas, Prescott realiza um passe curto para Elliott que costura a defesa inteira e recebe bons bloqueios para um touchdown de 86 jardas. Os Cowboys chegaram a virar a partida faltando menos de dois minutos para o fim do terceiro quarto com um longo passe de 50 jardas para Dez Bryant. Com uma corrida de 1 jarda de Bell os Steelers assumiram a ponta em 24 a 23 mais erraram pela segunda vez uma conversão de 2 pontos. A partir desse ponto Elliott brilhou! Com uma corrida de 18 jardas ele virou a partida novamente. Os 2 minutos finais foram eletrizantes. Fatando um minuto para o fim da partida, Big Ben fingiu um spike e lançou para Antonio Brown fazer um touchdown de 15 jardas a 42 segundos para o fim da partida. Com pouco tempo no relógio, os Cowboys avançavam com passes curtos e uma falta de facemask de Sean Davis sobre Jason Witten a 15 segundos do fim deu um novo fôlego para o ataque. Onde todos esperavam um passe e com o meio da defesa aberta Ezekiel Elliott corre para 40 jardas definindo a partida.

Além de Elliot e Prescott, podemos destacar também a boa partida de Dez Bryant com 116 jardas e – um touchdown e a ótima linha ofensiva de Dallas aparecendo nos minutos finais para abrir os gaps necessários.

Highlights - Clique Aqui!

 

Texans chega a primeira vitória fora de casa após bater os Jaguars

Texans chega a primeira vitória fora de casa após bater os Jaguars

Apesar das 99 jardas de Brock Osweiler em toda partida, o Houston Texans tiveram uma partida sem dificuldades em Jacksonville. Com dois touchdowns por passe, e um retorno de interceptação de 42 jardas de Kareen Jackson, o time de Houston chegou a 3ª vitória na AFC South, se mantendo na ponta desta conferência com uma vitória acima do Tennessee Titans.

O Jacksonville Jaguars (2-7) perdeu sua quarta partida consecutiva nesta temporada e está 0-4 em casa. A equipe do treinador Gus Bradley reagiu muito tarde nesta partida, com Blake Bortles passando para um touchdown e conseguindo conversão de 2 pontos para diminuir a diferença para três pontos faltando 3 minutos para o final da partida. Porém o Texans conseguiu avançar e queimaram o relógio até o fim da partida. A derrota deixou o recorde de Bradley para 14-43 em quatro temporadas e levou até mesmo os mais leais partidários de Jacksonville a questionarem por que o dono Shad Khan não fez uma mudança.

Highlights - Clique aqui!

Defesa dos Dolphins conseguem 4 interceptações e deixam o time com chances de playoffs

Defesa dos Dolphins conseguem 4 interceptações e deixam o time com chances de playoffs

A fraca secundária do Miami Dolphins definiu o jogo deste domingo. Com 4 interceptações no último quarto da partida, a defesa segurou o forte ataque dos Chargers dentro de San Diego. E o linerbacker Kiko Alonso realizou sua primeira interceptação da carreira da melhor maneira possível. Com o jogo empatado e faltando menos de um minuto para seu final, Alonso leu bem a jogada e se antecipou à frente de Tyrell Willians, pegando a bola e correndo 60 jardas para o touchdown que definiu a partida.

Philip Rivers consegui 3 passes para touchdown, chegando a incrível marca de 301 touchdowns e passou John Elway com a oitava melhor marca de toda NFL. No jogo ele completou 23 dos seus 44 passes para 326 jardas, sendo 125 para Tyrell Willians. Melvin Gordon não foi bem diante do bom jogo da linha defensiva de Miami, com 70 jardas em 24 corridas.

Apesar de um fumble no primeiro tempo, tivemos Ryan Tannehill em uma boa partida, com 17 passes completos de 24 para 240 jardas e 2 touchdowns. Não são grandes números, mas quando o time precisou ele correspondeu, como em uma corrida de 18 jardas em uma terceira descida e um passe de 56 jardas para DeVante Parker no momento em que o time perdia a partida. Jay Ajayi correu 79 jardas em 19 tentativas quebrando sua ótima sequencia de mais de 100 jardas nas últimas 3 partidas.

HighlightsClique Aqui!

Cowboys e Steelers duelam em momentos distintos

Cowboys e Steelers duelam em momentos distintos

Duas franquias que estão entre as mais vencedoras, mais orgulhosos e mais populares da NFL, vivem momentos distintos. O Dallas Cowboys estão com uma campanha de 7 vitórias e apenas 1 derrota, e têm feito coisas incríveis esse ano. Já abriram grande folga para o New York Giants, segundo colocado em sua conferência. Já o Pittsburgh Steelers não tem bons números, estão com 4 vitórias e 4 derrotas esse ano, mas, analisando o elenco, vemos que tem grande potencial para crescer.

Os Cowboys têm sido melhor surpresa desta temporada, conseguindo sete vitórias consecutivas, incluindo a surra da semana passada diante do frágil Cleveland Browns. Além disso, possuem os melhores rookies da temporada. Ezekiel Elliott lidera a NFL na corrida e está no ritmo para quebrar a marca de Eric Dickerson de 1.808 jardas. Dak Prescott substituiu Tony Romo, que sofreu uma fratura na coluna há quase três meses, antes do início da temporada. Prescott tem 2.020 jardas, 12 touchdowns e 2 interceptações. Romo se recuperou e há uma grande dúvida em Dallas a respeito do seu quarterback titular. Além dos dois, temos uma maravilhosa linha ofensiva atuando pelos Cowboys. O tempo dado ao quarterback e os gaps abertos para o jogo corrido são incríveis.

No lado Steelers da bola, não há nenhuma pergunta sobre quem é o quarterback. Quando saudável, Ben Roethlisberger estará dentro de campo. Mesmo quando ele não está 100 por cento, Roethlisberger é homem de Pittsburgh. Ele retornou na semana passada após uma cirurgia no joelho e estava enferrujado no início de uma derrota de 21-14 para o Baltimore Ravens. Roethlisberger superou um começo lento e completou 23 de 45 passes para 264 jardas com um touchdown e interceptação. Nessa temporada, o ataque dos Steelers possui uma média de 32,6 pontos com Big Ben em campo. Foram 12 touchdowns e 2 interceptações. Além dele temos Le’Veon Bell, voltando e podendo aparecer bem no jogo. Será uma grande batalha de dois times extremamente ofensivos.

Texans visita os Jaguars para manter a liderança da AFC South

Texans visita os Jaguars para manter a liderança da AFC South

O Houston Texans está com 5 vitória,s 3 derrotas e liderando a AFC South, com uma vitória e meia na frente do Indianapolis Colts e Tennessee Titans. Apesar do fraco desempenho de Brock Osweiler nesta temporada, a equipe encontra maneiras de vencer, principalmente quando o running back Lamar Miller encontra-se inspirado. As três derrotas da equipe nesta temporada vêm contra o New England Patriots, Minnesota Vikings e Denver Broncos, todos os quais estão perto do topo de sua conferência.

Jacksonville Jaguars não são muito bons, nem são ruins. Eles são terríveis. Depois de abrir a temporada com três derrotas consecutivas, os Jags pareciam estar virando as coisas com vitórias consecutivas contra os Colts e Chicago Bears. No entanto, Jacksonville perdeu três jogos seguidos nas mãos dos Oakland Raiders, Tennessee Titans e Kansas City Chiefs e agora está na última posição de sua conferência.

Analisando somente os números ofensivos, os Jaguars possuem bons números. Com 345,4 jardas em média por partida e com 19,1 pontos. O grande problema da equipe são as grandes quantidades de tournovers e a dificuldade para conversão de terceiras decidas. Se T.J. Yeldon estiver em grande dia há uma pequena chance para vitória de Jacksonville.

Buscando o Wildcard, Dolphins e Chargers duelam em jogo que pode ser decidido por running backs

Buscando o Wildcard, Dolphins e Chargers duelam em jogo que pode ser decidido por running backs

Dois dos melhores corredores da NFL estarão em campo em San Diego no domingo. E ambos jogadores foram considerados grandes pontos de interrogação entrando na temporada após decepcionantes primeiros anos. Melvin Gordon do San Diego Chargers está finalmente jogando o que se espera de uma estrela de seu calibre, enquanto Jay Ajayi do Miami Dolphins saiu do nada para se tornar um dos melhores corredores da NFL.

Gordon teve o melhor jogo de sua carreira no último domingo. Correu para 196 jardas de corrida contra os Tennessee Titans que o impulsionou à terceira melhor marca da NFL na temporada, com 768 jardas. Ele também lidera o campeonato com 11 touchdowns (nove correndo, dois de recepção). Ajayi está no meio de um frenesi soberbo de três jogos em que ele correu para 529 jardas. Ele ocupa o sexto lugar na NFL com 646 jardas de corrida e está calculando uma média de 6,0 jardas por tentativa.

Será uma batalha difícil para o running back dos Dolphins, afinal, os Chargers possuem a quinta melhor defesa contra o jogo corrido de toda a NFL, cedendo apenas 85,3 jardas por jogo. Os grandes destaques dessa defesa são o rookie Joey Bosa com 4 sacks em 5 jogos, o cornerback Casey Hayward que lidera a NFL com 5 interceptações e o linerbacker Melvin Ingram com 5 sacks.

A defesa dos Dolphins tem evoluido nos últimos jogos mas ainda é a 30º contra jogo corrido (136,1 jardas por jogo) apesar da presença do defernsive tackle Ndamukong Suh. O veterano defesa Cameron Wake tem cinco sacks, incluindo quatro nos últimos três jogos.

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014