Navegue pela Home do seu time
Giants retira suspensão e reintegra cornerback ao elenco

Giants retira suspensão e reintegra cornerback ao elenco

O New York Giants conseguiu sua primeira vitória na temporada 2017 nesse domingo (15) contra o Denver Broncos. A vitória veio apesar dos vários desfalques que a franquia tinha. E um desses desfalques voltará a ficar à disposição para o próximo jogo. Os Giants retiraram a suspensão aplicada no cornerback Dominique Rodgers-Cromartie e reintegraram o defensor ao elenco.

Cromartie havia sido suspenso pelo próprio New York após chegar em um treinamento na última semana e simplesmente decidir ir embora sem treinar. Por isso o cornerback acabou sofrendo uma punição interna da franquia, sendo suspenso. Mas a punição foi breve e segundo a imprensa norte-americana o jogador já está reintegrado ao grupo.

Dominique Rodgers-Cromartie é um dos principais jogadores de uma unidade defensiva considerada como uma das melhores da NFL. Na temporada passada, Cromartie teve seis interceptações na temporada regular. Ele está na equipe desde a temporada 2014.

Calouro sensação dos Jaguars sofre lesão no tornozelo

Calouro sensação dos Jaguars sofre lesão no tornozelo

O Jacksonville Jaguars é um dos grandes destaques deste início de temporada 2017 da NFL. A equipe vem tendo bons resultados e a dominante defesa da equipe é uma das melhores da liga. No ataque, o grande nome do time é o running back calouro Leonard Fournette. Uma das sensações do ano, Fournette acabou sofrendo uma lesão no tornozelo na derrota dos Jags para os Rams.

Durante o jogo desse domingo (15), Fournette acabou torcendo o tornozelo enquanto tentava fazer um corte e deixou a torcida do Jacksonville apreensiva. No entanto, a torcida pode ficar mais tranquila, nesta segunda-feira (16) foi informado que a lesão do calouro não é grave. É esperado pela franquia que Fournette esteja em campo na próxima partida, contra o Indianapolis Colts.

Antes de sofrer a lesão no tornozelo, o novato contribuiu com ótimos números para os Jaguars. Leonard Fournette teve 21 carregadas para 130 jardas e um touchdown. O bom desempenho outra vez não impediu a derrota do Jacksonville em casa para os Rams por 27 a 17.

Com Mariota limitado, Titans vencem os Colts e freguesia contra o rival

Com Mariota limitado, Titans vencem os Colts e freguesia contra o rival

O Tennessee Titans conseguiu uma vitória bastante celebrada pelo torcedor. A equipe fechou a Semana 6 da NFL em um duelo de divisão contra o Indianapolis Colts e levou a melhor jogando em casa. Mesmo com o quarterback Marcus Mariota claramente limitado em campo, os Titans fizeram 36 a 22 e venceram os Colts e a freguesia diante do rival.

Entrando em campo no Nissan Stadium na noite dessa segunda-feira (16), Tennessee tinha um retrospecto recente terrível contra Indianapolis. Eram 11 vitórias seguidas para os Colts no confronto e seis anos sem uma vitória dos Titans sobre o rival de divisão. Apesar de claramente limitado e com mobilidade reduzida por conta da lesão na coxa que o tirou do último jogo, Mariota conseguiu ajudar sua equipe a interromper a freguesia.

Mesmo sem poder ameaçar com jogo terrestre, o quarterback dos Titans castigou a defesa dos Colts, principalmente no segundo tempo. O jogador acabou com sua melhor marca na temporada, passando das 300 jardas pela primeira vez em 2017, com as 306 lançadas. Apesar disso, os dois touchdowns do Tennessee na partida vieram pelo chão, com DeMarco Murray e Derrick Henry, esse para decretar a vitória no minuto final de partida.

A vitória deu aos Titans a liderança da divisão, que segue completamente embolada. Tennessee lidera com 3-3, mesma campanha de Jacksonville Jaguars e Houston Texans. Os Colts agora estão 2-4 e na última posição da divisão.

Kaepernick move ação judicial contra donos de franquias da NFL

Kaepernick move ação judicial contra donos de franquias da NFL

O quarterback Colin Kaepernick entrou com uma ação judicial contra os proprietários das franquias da NFL acusando os donos de conluio para prejudicar o jogador. A informação foi divulgada pelo advogado do atleta, Mark Geragos. A ação de Kaepernick afirma que a NFL e os proprietários estão em conluio para tirar o direito do jogador de conseguir um emprego na liga.

Responsável por iniciar os protestos que são realizados durante a execução do hino nacional, Kaepernick se viu envolvido em grande polêmica na temporada passada por sua manifestação. Para 2017, o jogador ficou sem time para atuar e viu as franquias o “ignorarem”, deixando o quarterback sem equipe para defender.

De acordo com a ação judicial movida por ele, a NFL e seus proprietários se uniram para privar Kaepernick de ter um emprego por conta de sua “liderança nas manifestações por igualdade e justiça social, e sua conscientização para instituições peculiares que ainda minam a igualdade nos Estados Unidos.

Segundo Geragos, essa decisão foi tomada após se esgotarem todas as vias possíveis com as franquias da NFL. A reclamação de Kaepernick também foi enviada pelo seu advogado à Associação de Jogadores da NFL (NFLPA) e à NFL. A NFLPA emitiu um comunicado declarando apoio à Kaepernick e que irá apoiá-lo “assim como faz com todos os jogadores”.

Na offseason e mesmo no início da temporada, vários outros jogadores e analistas já chegaram a afirmar que pela sua qualidade, Kaepernick teria lugar na NFL. Ele jogou pelo San Francisco 49ers de 2011 a 2016 e levou os Niners ao Super Bowl em seu primeiro ano como titular, em 2012. Em 2013 Kaepernick e os 49ers foram até a final da NFC.

Adrian Peterson estreia com dois touchdowns e vitória dos Cardinals sobre os Bucs

Adrian Peterson estreia com dois touchdowns e vitória dos Cardinals sobre os Bucs

O Arizona Cardinals viu uma estrela da NFL estrear com a sua camisa na Semana 6 da temporada 2017. O running back Adrian Peterson foi trocado pelos Saints para os Cardinals e estreou com uma atuação promissora no Arizona. Com dois touchdowns, o astro ajudou sua nova equipe a vencer o Tampa Bay Buccaneers por 38 a 33 em jogo bastante disputado.

Com Peterson, outros dois pilares do ataque dos Cardinals também tiveram grandes números na partida. O quarterback Carson Palmer e o wide receiver Larry Fitzgerald foram os outros dois destaques da vitória da equipe. São dois jogadores que sentiram falta do jogo corrido no Arizona após a lesão do running back David Johnson.

Diante dos Buccaneers, Adrian Peterson começou bem sua trajetória na nova casa. O jogador anotou dois touchdowns, um de 27 e outro de uma jarda, e contribuiu para a vitória da equipe com 134 jardas em 26 carregadas. O quarterback Carson Palmer teve 18 de 22 em passes para 283 jardas, três touchdowns e uma interceptação. O wide receiver Larry Fitzgerald teve 138 jardas e um touchdown em 10 recepções.

Pelo lado dos Bucs a apreensão pela lesão do quarterback Jameis Winston, que saiu com um problema no ombro. O jogador passou por exames e a lesão não é grave, mas ele deve jogar com dores de estiver em campo na próxima semana. Ryan Fitzpatrick que entrou em seu lugar teve 22 de 32 em passes para 290 jardas, três touchdowns e duas interceptações.

Defesa “estreia”, Giants derrubam Broncos fora e vencem a primeira

Defesa “estreia”, Giants derrubam Broncos fora e vencem a primeira

O New York Giants finalmente venceu sua primeira partida na temporada 2017 da NFL. E não foi qualquer jogo, a equipe derrubou o Denver Broncos jogando fora de casa. Em horário nobre, a defesa dos Giants “estreou”, forçou turnovers, anotou pontos e garantiu a primeira vitória da equipe no ano.

Considerada uma das melhores unidades defensivas da liga, a defesa do New York ainda não havia feito uma grande partida na temporada. Somado ao desempenho fraco do ataque até o momento, os Giants somavam cinco derrotas em cinco jogos. Contra os Broncos, o ataque foi efetivo e a defesa dominante para vencer.

Forçando três turnovers – um fumble recuperado e duas interceptações – e conseguindo quatro sacks em Trevor Siemian, a unidade defensiva dos Giants foi o grande nome da partida. A defesa ainda ajudou somando pontos com uma pick six de Janoris Jenkins. No ataque, Eli Manning utilizou bem o running back Orleans Darkwa e conectou com o tight end Evan Engram para o touchdown ofensivo do time.

Com mais graçolas, Bears vencem Ravens em primeira vitória de Trubisky na NFL

Com mais graçolas, Bears vencem Ravens em primeira vitória de Trubisky na NFL

O quarterback calouro Mitch Trubisky, uma das sensações do último draft e um dos personagens da última semana da NFL conseguiu sua primeira vitória na liga. Titular do Chicago Bears contra o Baltimore Ravens fora de casa, o novato ajudou os Bears a vencerem por 27 a 24. E mais uma vez o ataque do Chicago contou com “graçolas” para vencer o jogo.

Em uma partida bastante disputada e com prorrogação, os Bears levaram a melhor. Depois de um empate em 24 a 24 no tempo normal, um field goal de Connor Barth na prorrogação definiu a vitória. Durante a partida, Trubisky ainda teve a ajudar do running back Tarik Cohen, que lançou um touchdown em uma uma jogada engraçadinha do Chicago.

Pelo lado dos Ravens, destaque para um retorno de kickoff de Bobby Rainey de 96 jardas para touchdown. O jogador chegou a ser “tackleado” no caminho, mas por um companheiro, o que não para a jogada. Ele levantou e correu para a end zone. Com “inveja” de Rainey, Michael Campanaro retornou um punt para um touchdown de 77 jardas que deu a chance do Baltimore empatar o jogo no final e levar para a prorrogação.

Mais uma vez envolvido em um jogo movimentado e cheio de alternativas, assim como na sua estreia contra os Vikings, Trubisky dessa vez conseguiu a vitória. Os seus números individuais foram médios, com 8-16 em passes para 113 jardas e um touchdown. Mas o quarterback usou bem o jogo corrido com Jordan Howard que correu 167 jardas em 36 carregadas.

Bell “ensaboado” e defesa dominante: Steelers derrubam invencibilidade dos Chiefs

Bell “ensaboado” e defesa dominante: Steelers derrubam invencibilidade dos Chiefs

Não há mais invictos na temporada 2017 da NFL. A última invencibilidade do ano foi derrubada na tarde desse domingo (15) na Semana 6. O Pittsburgh Steelers foi até o Arrowhead Stadium e venceu o Kansas City Chiefs por 19 a 13. O resultado acabou com o último invicto da temporada.

Com uma defesa dominante que impôs a Alex Smith, Kareem Hunt e Travis Kelce desempenhos bem abaixo do que vinham tendo na temporada, os Steelers neutralizaram o forte ataque dos Chiefs. Quando teve a bola, a principal arma do Pittsburgh voltou a ser o running back Le’Veon Bell, em tarde “ensaboada”, encontrando espaços que só ele viu e aproveitando os bloqueios ofensivos para ganhar muitas jardas.

Foram 179 jardas terrestres para o corredor dos Steelers, que anotou um dos touchdowns da equipe. O wide receiver Antonio Brown foi novamente o alvo preferido de Big Ben e terminou com um touchdown e 155 jardas em oito recepções. Roethlisberger se recuperou da péssima atuação contra os Jaguars e terminou com 17 de 25 em passes para 252 jardas, um touchdown e uma interceptação.

Tom Brady bate recorde histórico em virada dos Patriots sobre os Jets

Tom Brady bate recorde histórico em virada dos Patriots sobre os Jets

Tudo parecia que daria errado para o New England Patriots. Tudo parecia que daria certo para o New York Jets. Mas a tarde dos sonhos dos Jets acabou virando uma jornada histórica para Tom Brady. Depois de ver New York abrir 14 a 00, Brady e os Patriots conseguiram uma virada para vencerem por 24 a 17. E o quarterback ainda arrebatou mais um recorde histórico para sua carreira.

Depois de abrir a partida com uma campanha de touchdown e ainda forçar um turnover que virou outro touchdown logo no primeiro quarto, os Jets chegaram a abrir 14 a 00 no placar. Mas a conexão Tom Brady-Rob Gronkowski funcionou e carregou os Patriots à uma virada para vencerem o jogo.

Com dois touchdowns de Gronk, um dos seus alvos preferidos, Brady chegou à sua vitória de número 187 em temporada regular. A marca é agora um recorde absoluto da história da NFL. Para se isolar na liderança da estatística, Tom Brady deixou outras duas lendas para trás, Peyton Manning e Brett Favre.

Aaron Rodgers sofre lesão grave e pode perder a temporada

Aaron Rodgers sofre lesão grave e pode perder a temporada

Muito pior do que a derrota para o rival Minnesota Vikings por 23 a 10. O domingo (15) foi devastador para o torcedor do Green Bay Packers. Jogando fora de casa em um confronto de divisão, os cabeças de queijo não tiveram nenhum motivo para comemorar. O resultado de campo ainda ficou em segundo plano ao ver o quarterback Aaron Rodgers sair do gramado com uma grave lesão no ombro.

Em seu quarto passe tentado na partida, Rodgers foi atingido e acabou derrubado. Ao cair, o quarterback teve todo seu peso apoiado em seu braço direito. Com dores, ele foi levado direto para a lateral do campo para exames, dali saiu para o vestiário no carrinho maca e não voltou mais ao jogo. Confirmada mais tarde, uma fratura na clavícula foi o resultado da pancada.

Ainda que os Packers e Rodgers esperem por mais exames para terem uma projeção de tempo de recuperação, é bastante improvável que o quarterback volte a jogar ainda nesta temporada. Com isso, Green Bay pode ficar sem seu principal jogador pelo restante das partidas de 2017. Sem Rodgers, as possibilidades para os Packers são reduzidas ao mínimo e a lesão pode representar o “fim” da temporada da franquia.

Lions colocam quarterback como dúvida para pegar os Saints

Lions colocam quarterback como dúvida para pegar os Saints

O Detroit Lions viaja até New Orleans para encarar os Saints na Semana 6 da NFL. Com um confronto importante e difícil pela frente, os Lions podem ter ainda um grande problema para a partida. A franquia listou o quarterback Matthew Stafford como questionável para o jogo. O jogador sente uma lesão no tornozelo.

Depois da última partida contra o Carolina Panthers, Stafford sofreu com dores no seu tornozelo e virou dúvida nos Lions. A situação clínica do quarterback não o impediu de treinar normalmente, mas foi o suficiente para colocar o jogador como questionável para o confronto contra os Saints.

Participando de forma normal dos treinamentos, é difícil acreditar que Matthew Stafford fique fora da partida, dada até a importância do jogo para as pretensões do Detroit Lions na temporada. Ele deve estar em campo, mas a lesão no tornozelo deve limitar os movimentos de Stafford na partida.

Cam Newton é o quarterback com mais touchdowns corridos na história da NFL

Cam Newton é o quarterback com mais touchdowns corridos na história da NFL

Cam Newton usou as próprias pernas para correr 16 jardas e anotar um touchdown na derrota do Carolina Panthers para o Philadelphia Eagles, na última quinta-feira (12). O quarterback dos Panthers correu para seu 51º touchdown terrestre na carreira. O número é um recorde absoluto entre os jogadores da posição na história da NFL.

Ameaça com os seus passes, Newton trouxe ao ataque dos Panthers, desde que entrou na liga, uma alternativa nova e uma ameaça constante aos adversários pelo chão. Com excelente mobilidade, o quarterback é por muitas vezes a principal arma terrestre da equipe. E os números comprovam o impacto de Cam Newton no jogo usando as próprias pernas.

São 51 touchdowns corridos em sua carreira, que começou em 2011. Com esta marca, Newton lidera de longe a estatística em comparação com jogadores de sua posição. O segundo quarterback com mais touchdowns terrestres é Steve Young, com 43 touchdowns em 15 anos de carreira por Tampa Bay Buccaneers e San Francisco 49ers entre 1985 e 1999. Entre os quarterbacks em atividade, Aaron Rodgers do Green Bay Packers é o segundo, com 25 touchdowns corridos.

Mas se a comparação com outros quarterbacks já torna o desempenho terrestre de Newton impressionante, é outra comparação que deixa os números do quarterback assustadores. Desde que entrou na NFL ele é o segundo jogador entre todas as posições com mais touchdowns corridos. Desde 2011, apenas o running back Marshawn Lynch anotou mais touchdowns pelo chão. Foram 53 por Seattle Seahawks e Oakland Raiders, time que defende atualmente. Newton supera os números de running backs como LeSean McCoy (49 touchdowns por Eagles e Bills) e Adrian Peterson (45 touchdowns por Minnesota Vikings), agora Arizona Cardinals.

Chiefs podem ter desfalques importantes contra os Steelers

Chiefs podem ter desfalques importantes contra os Steelers

O Kansas City Chiefs ainda não sabe o que é perder na temporada 2017 da NFL. São cinco jogos e cinco vitórias para os Chiefs até o momento e o time já se prepara para a Semana 6. A invencibilidade será colocada à prova novamente diante do Pittsburgh Steelers, em casa, no domingo (15). E o time ainda pode ter desfalques importantes na partida.

Apesar de não ser a tendência, três jogadores de grande importância na equipe ainda podem ficar de fora do confronto contra os Steelers. O tight end Travis Kelce, o wide receiver Tyreek Hill e o linebacker Justin Houston estavam com problemas após o último jogo. O técnico Andy Reid afirma que eles estarão em campo, mas até que haja uma confirmação oficial o torcedor segue aflito em relação ao trio.

Durante o jogo contra o Houston Texans, o tight end Travis Kelce sofreu uma pancada na cabeça e acabou indo para o protocolo de concussão. Ele perdeu o treino de quarta-feira (11), mas retornou às atividades na quinta (12) e deve estar em campo contra o Pittsburgh. Tyreek Hill e Justin Houston sentiram problemas de contusão e tiveram participação limitada durante a semana e são dúvidas.

Se garantiu que o trio entra em campo no domingo, o técnico Andy Reid também confirmou alguns desfalques. O center Mitch Morse segue de fora, apesar de ter voltado aos treinos. O safety Steven Tarrell, com uma concussão, e o guard Laurent Duvernay-Tardif, com lesão no joelho, também não jogam.

49ers dispensan veterano defensor da franquia

49ers dispensan veterano defensor da franquia

Foram oito temporadas de serviços prestados ao San Francisco 49ers. Nessa sexta-feira (13) a franquia confirmou a dispensa de um veterano defensor que vestia a camisa dos Niners desde 2010. A equipe anunciou o corte do linebacker NaVorro Bowman, após não conseguir fazer uma troca pelo jogador.

Interessado em realizar um negócio envolvendo Bowman, os 49ers foram atrás de outras franquias que quisessem o jogador, mas acabaram sem conseguir negociar o atleta. O salário 6,75 milhões de dólares não facilitou uma transação pelo linebacker e foi decidido pela dispensa.

Por todos esses anos de casa, o gerente geral do San Francisco 49ers, John Lynch, fez um comunicado oficial agradecendo a Bowman. NaVorro deu seu coração e alma a este time nos últimos oito anos e por isso estamos extremamente gratos. Durante este tempo, NaVorro foi um componente chave de uma das melhores equipes da liga e sua paixão pelo jogo permitiu que ele se tornasse rapidamente um dos ídolos de nossa torcida. Na quinta-feira à noite Kyle (Shanahan, técnico) e eu nos encontramos com NaVorro, e da nossa conversa tornou-se evidente que ir em direções diferentes era o melhor para ele e para nossa equipe. Embora NaVorro esteja indo, ele sempre será olhado como um dos grandes jogadores que vestiram vermelho e dourado. Desejamos a ele e sua família um grande sucesso”, declarou Lynch.

Apesar de não ter sido trocado e do salário considerado alto, NaVorro Bowman deverá ser visto vestindo outra camisa antes de terminar sua carreira. Na NFL desde 2010, Bowman somou bons números defensivos. Sua melhor temporada foi em 2013, com duas interceptações, seis fumbles forçados, dois fumbles recuperados, cinco sacks e 120 tackles, além de ter anotado um touchdown.

Panthers perdem seu principal jogador de defesa

Panthers perdem seu principal jogador de defesa

O Carolina Panthers teve um problema maior do que a derrota para o Philadelphia Eagles na noite dessa quinta-feira (12). A equipe viu o seu principal jogador defesa sair de campo com uma concussão. O linebacker Luke Kuechly foi encaminhado ao vestiário no final do segundo quarto e não retornou ao jogo. O tempo de parada do jogador é indeterminado.

Principal defensor dos Panthers, Kuechly tem um histórico recente de concussões. O linebacker perdeu seis jogos na temporada passada e outras três partidas em 2015 após sofrer concussões.

Caso seja desfalque por um período maior, Kuechly será uma sentida baixa para o Carolina Panthers. A saída do atleta na partida contra os Eagles já abriu caminho para a vitória do Philadelphia. Nesta temporada o linebacker tem uma interceptação, um fumble forçado e 29 tackles em seis cinco jogos completos, mais o tempo que ficou em campo nessa quinta.

 

Giants têm seis desfalques para enfrentar os Broncos

Giants têm seis desfalques para enfrentar os Broncos

O New York Giants perdeu todas as partidas que fez até o momento na temporada 2017 da NFL. E a equipe terá uma série de problemas para buscar sua primeira vitória no ano. O time vai até Denver enfrentar os Broncos e terá seis desfalques para o jogo. Isso sem contar os atletas que estão fora da temporada e outro que está suspenso pela franquia.

São três jogadores de defesa e outros três de ataque indisponíveis para a partida contra o Denver Broncos. Do lado defensivo os Giants não poderão contar com o linebacker Jonathan Casillas, o defensive end Oliver Vernon e o defensive end Romeo Okwara. No ataque, os desfalques são do center Weston Richburg, do running back Paul Perkins e do wide receiver Sterling Shepard.

Esses são os jogadores que estão de fora da partida da Semana 6, isso sem contar os atletas que acabaram se lesionando com maior gravidade  no último jogo, casos dos receivers Odell Beckham Jr., Brandon Marshall e Dwayne Harris. Outro desfalque será do cornerback Dominique Rodgers-Cromartie, que foi suspenso pelos Giants após ir embora sem treinar na última quarta-feira (11).

“Nunca vi alguém jogar como ele”, diz veterano dos Browns sobre calouro

“Nunca vi alguém jogar como ele”, diz veterano dos Browns sobre calouro

O Cleveland Browns ainda não venceu na temporada, com cinco derrotas em cinco partidas disputadas, mas os torcedores tiveram motivo para comemorar no último jogo. Após um tempo de espera que gerou ansiedade à torcida, finalmente o calouro Myles Garrett fez sua estreia na NFL. O jogador já mostrou que tem qualidade em sua primeira partida, mas pelo que fala o veterano Joe Thomas o torcedor por esperar ainda mais.

Na sua primeira experiência na liga, Garrett já terminou com dois sacks diante do New York Jets. Mas esse será só o começo, pelo menos pelo que o left tackle Joe Thomas afirma. “Desde que comecei a assistir NFL nos anos 1990 nunca vi um jogador que jogue como ele”, disse o veterano ao Cleveland.com.

Com uma estreia impactante, apesar da derrota dos Browns, Garrett deixou a torcida ainda mais esperançosa e Thomas impressionado. “As coisas que ele pode fazer, e você viu, ele estava jogando em uma perna e teve dois sacks. Conseguir dois sacks como ele fez é bastante impressionante, mas não é grande surpresa para nós da linha ofensiva porque vemos sua habilidade semana a semana”, destacou o jogador.

Diante dos Jets, Garrett teve 19 snaps e conseguiu dois sacks, o primeiro já em seu primeiro snap na carreira. Na próxima partida, contra o Houston Texans, Myles Garrett deve ganhar ainda mais espaço e estar em campo em mais jogadas defensivas da equipe, que busca sua primeira vitória em 2017.

Eagles batem os Panthers com Wentz inspirado e Cam Newton descalibrado

Eagles batem os Panthers com Wentz inspirado e Cam Newton descalibrado

O Philadelphia Eagles segue mostrando força na temporada 2017 e conquistou uma vitória importante na abertura da Semana 6. Os Eagles foram até Charlotte e venceram o Carolina Panthers em uma noite que viu o quarterback Carson Wentz inspirado. Por outro lado, Cam Newton esteve descalibrado na vitória do Philadelphia por 28 a 23.

Jogando fora de casa, os Eagles abriram o placar com um field goal de 50 jardas de Jake Elliott e os Panthers devolveram na mesma moeda dom Graham Gano chutando certeiro de 39 jardas. Já no segundo período Carolina passou a liderar o placar após corrida de Cam Newton para touchdown. Mas antes do intervalo Newton acabou interceptado pela primeira vez no jogo e os Eagles aproveitaram o turnover para na sequência empatarem o jogo com passe de Carson Wentz para Zach Ertz.

Voltando do intervalo Cam Newton foi interceptado mais uma vez, logo na primeira campanha, e outra vez o Philadelphia aproveitou o vacilo. A conexão Wentz-Ertz funcionou de novo e ainda com LeGarrette Blount conseguindo entrar na end zone para conversão de dois pontos. Na sequência dois field goals para os Panthers e um para os Eagles fizeram o time da casa diminuir.

No último quarto Carson Wentz continuou mostrando que estava em boa noite e conectou com Nelson Agholor para outro touchdown abrindo vantagem. Os Panthers encostaram novamente com Cam Newton lançando para Christian McCaffrey. Mas quando tentava a virada no final da partida, Carolina parou em mais uma interceptação sofrida por Cam Newton, que decretou a vitória dos Eagles em Charlotte.

Em uma noite inspirada, Carson Wentz teve 16 de 30 em passes para 222 jardas e três touchdowns para os Eagles. O tight end Zach Ertz foi alvo confiável na zona final do campo e anotou dois touchdowns em duas recepções. Do lado dos Panthers, Cam Newton teve 28 de 52 em passes para 239 jardas, um touchdown e três interceptações, além de um touchdown e 71 jardas correndo com a bola. O running back Christian McCaffrey contribuiu no jogo aéreo com 10 recepções para 56 jardas e um touchdown.

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014