Navegue pela Home do seu time
Como conter o hype de “Broadway Sam”?

Como conter o hype de “Broadway Sam”?

Brock oficial

Um velho ditado diz que “para quem não tem nada, pouco é muito” e isso se encaixa perfeitamente com a atual situação de Sam Darnold.  Não que o jovem quarterback seja pouco, afinal, já cansamos de falar aqui que ele é o melhor quarterback da classe. Mas ele jogou apenas uma partida e ainda é cedo para o “hype” que a imprensa de New York vem dando ao atleta.

Tudo passa pela cidade – considerada a capital do mundo – e principalmente pela carência que o New York Jets tinha na posição desde Joe Namath. A equipe não tem um quarterback realmente bom desde Brett Favre, que chegou em 2008 e conduziu a equipe a 8 vitórias antes de se lesionar. Mark Sanchez foi bem, mas entrou no “hype” da imprensa, sendo mais visto nos bares badalados de New York que treinando. Enfim, o Jets, seus fãs e a imprensa veem em Darnold o grande nome da franquia pelos próximos 10 anos.

Mas este exagero da imprensa para com Darnold não é novidade. Não precisamos ir muito longe para perceber que em New York as manchetes são mais importantes que os fatos. Com Sanchez era até normal o “Sanchize Maniac”, uma vez que em sua primeira temporada venceu as três primeiras partidas e em dois anos venceu quatro jogos de playoff.

No entanto, quando Geno Smith venceu sua primeira partida na franquia o New York Daily News estampou: “Nasce uma estrela”. Veio a primeira temporada e mais interceptações que passes para touchdown, deixando a “estrela” largada  e sendo dispensada anos depois.

nydn-sports-new-york-daily-news-back-pages-2018-1-3734673

Com Darnold foi parecido. Na terça-feira, após a vitória esmagadora frente ao Detroit Lions o New York Post colocou o atleta na contracapa com o título: “Insanity”. Já o Daily News, um pouco mais exagerado publicou uma foto da clássica edição da Sport Illustrated que tinha Namath na capa, alterando o rosto para o de Darnold. A manchete: “Broadway Sam”.

Bowles agora precisa baixar este “hype” e não deixar que o jovem quarterback se iluda, afinal, jogou contra um time sem bons pass rushers e com uma defesa fraca. Enfrentar o Miami Dolphins  no domingo é uma tarefa bem mais ingrata, e talvez esta expectativa criada não seja cumprida imediatamente. Bowles fez questão de deixar claro que todo este “hype” criado pela imprensa não chegou a ele.

“Foi apenas um jogo. Para sentar aqui e dizer se ele é ótimo ou se ele é um lixo é muito cedo para isso. Ele jogou apenas um jogo. Ele tem ainda muitos anos para se construir como atleta profissional”, disse Bowles na coletiva de ontem. “Nós ganhamos um jogo, então eu não posso dizer a vocês se ele é nosso franchise quarterback,  depois de mais 100 jogos eu vou poder responder, mas agora é um pouco cedo.”

Darnold foi o quarterback mais jovem da história desde 1970 a começar uma partida pela NFL (20 anos e 97 dias), então é claro que existe a preocupação dele se iludir com os elogios. Porém, o próprio atleta desconsidera isso, uma vez que veio da USC, um dos programas mais populares do College e foi titular por dois anos lá, além claro, de desde sua aparição no Rose Bowl 2017 ser diretamente cotado como escolha de primeira rodada do Draft.

“Só por ser da USC já estava acostumado com alguma atenção”, disse ele. “Eu sei que o meu último ano na USC foi meio agitado, você sabe, com as conversas sobre o Heisman e o Draft. Estou muito acostumado com isso, mas agora é diferente porque é na NFL. Estou tranquilo, vou continuar sendo eu mesmo. Tenho sido assim minha carreira inteira e não me vejo mudando tão cedo.”

Com sensacionalismo ou não, Sam Darnold mostrou muita qualidade e liderança na partida de segunda. Após sofrer uma pick six em seu primeiro snap como profissional, o calouro guiou sua equipe para uma vitória espetacular, com destaque para um ótimo passe de 41 jardas para touchdown (foram dois na partida). Ele ainda precisa amadurecer, mas com certeza a Gang Green deve estar muito empolgada em finalmente vislumbrar um quarterback franchise com muito talento.

Quer comprar produtos originais da NFL no Brasil? Acesse www.firstdown.com.br .

TEST3

 

Posts Relacionados

Andrew Luck é a grande novidade contra o Jets O Indianapolis Colts entra em campo na segunda-feira (5) para enfrentar o New York Jets no MetLife Stadium, e se algo pode animar os torcedores em Ind...
O que esperar do Falcons a partir de hoje Vai começar a temporada da NFL daqui a algumas horas e nós já estamos empolgados. E no jogo de hoje teremos uma "revanche" dos playoffs do ano pas...
Jets dispensa três e abre quase US$ 17 milhões no ... Depois de uma campanha sofrível na última temporada, parece que o Gerente Geral Mike Maccagnan resolveu liberar espaço para novas contratações em seu ...
O duelo das doze derrotas Uma das piores partidas – pode ser que pelo equilíbrio seja muito disputada – da semana acontece este domingo em Ohio. O Cleveland Browns recebe o New...
Mixon deve perder apenas a partida contra o Panthe... Um dos destaques do Cincinnati Bengals nas duas vitórias da equipe foi operado com sucesso. Segundo o insider Ian Rapoport, o corredor passou por ...
Divisão de um só time. Ok, vamos aceitar que vai doer menos: O New England Patriots é o único time da AFC Leste com força na NFL. É claro que o Miami Dolphins tem história, ...
Leopoldo Scremin

Leopoldo Scremin é jornalista com passagem por diversas plataformas de comunicação (rádio, jornais e televisão).

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014