Navegue pela Home do seu time
Dois jogadores protestam durante hino: “Continue lutando”

Dois jogadores protestam durante hino: “Continue lutando”

Os protestos iniciados pelo quarterback Colin Kaepernick na pré-temporada passada e que se estenderam pela temporada seguem fazendo parte da NFL. Durante os jogos no final de semana, dois jogadores se sentaram no momento da execução do hino nacional em protesto. O running back Marshawn Lynch do Oakland Raiders e o defensive end Michael Bennett do Seattle Seahawks protestaram.

Protestando contra o racismo e o preconceito no país, Kaepernick iniciou uma série de manifestações de muitos jogadores durante a última temporada. Mas as suas posições políticas estão claramente impedindo que o quarterback consiga uma equipe para atuar. No entanto, alguns jogadores seguem protestando.

Foi o caso do running back Marshawn Lynch dos Raiders e do defensive end Michael Bennett dos Seahawks. Lynch preferiu não falar a respeito da manifestação, mas ganhou o apoio do técnico Jack Del Rio. “Eu vou respeitá-lo como homem”, comentou o treinador.

Ao contrário de Lynch, Bennett falou sobre sua manifestação durante o jogo dos Seahawks. “Meu pai está no exército, eu amo cachorros quentes como qualquer americano, amo futebol como qualquer americano. Mas não amo a segregação, não amo motins ou opressões. Eu só que que as pessoas tenham a igualdade que merecem. E eu quero poder usar essa plataforma para pressionar continuamente essa mensagem”, afirmou Bennett à ESPN americana.

Na temporada passada, o defensive end foi um defensor claro das manifestações de Colin Kaepernick e aparentemente ele não pretende recuar. “Estou sendo vulnerável agora. Há um monte de pessoas sentadas em casa agora me julgando, mas nunca chegarão a esse ponto onde elas se tornam vulneráveis. Deixe as pessoas me atacarem porque não acreditam no que eu acredito, mas no final do dia, estou sendo vulnerável a mostrar a cada pessoa que não importa o que você acredita, continue lutando por isso. Continue lutando pela igualdade. Continue lutando por pessoas oprimidas. E continue tentando mudar a sociedade”, declarou Michael Bennett.

Encontrando dificuldades para assinar contrato com uma nova equipe por conta de suas posições políticas, Kaepernick não tem presença garantida na NFL nesta temporada. Embora ele já tenha declarado por meio de representantes que não planeja protestar durante o hino, outros jogadores poderão seguir fazendo o seu papel.

Posts Relacionados

Pronto para jogar Quando contamos das ações que Colin Kaepernick vem fazendo em New York (leia aqui), ficou a dúvida de que ele não estaria mais interessado em jogar na...
Colts podem ter estreia de importante jogador cont... O torcedor do Indianapolis Colts pode ver uma importante novidade em campo no próximo domingo (1) quando a equipe for até o CenturyLink Field encarar ...
Escolha de primeira rodada é interrogada na delega... Uma escolha de risco. É assim que podemos classificar a escolha de primeira rodada do Oakland Raiders no Draft 2017. O cornerback Gareon Conley, 24...
Raiders e Seahawks iniciam tratativas por Lynch Está acontecendo mesmo, Marshawns Lynch está voltando a NFL. Segundo fontes o running back já deu entrada nos documentos necessários para voltar da ap...
Vikings podem colocar running back calouro para re... O coordenador de special teams de Minnesota, Mike Priefer, revelou a intenção de utilizar o running back para retornos de chutes. Dalvin Cook, selecio...
Efeito Grinch: Dois quarterbacks sofrem fratura na... Nesta véspera de Natal nem tudo foi alegria para os fãs de duas equipes da NFL, e parece que o Grinch, personagem famoso por estragar o Natal fez das ...
Redação Entre Jardas

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014