Navegue pela Home do seu time
Duas semanas após fechar com os Bills, veterano anuncia aposentadoria

Duas semanas após fechar com os Bills, veterano anuncia aposentadoria

O veterano wide receiver Anquan Boldin anunciou que está deixando o futebol americano. O jogador decidiu pela sua aposentadoria duas semanas após fechar com o Buffalo Bills para a temporada 2017. Boldin encerra a carreira após 14 temporadas na liga e com um anel de Super Bowl.

Boldin era um grande reforço para o ataque dos Bills nesta temporada e também fazia parte de um objetivo da franquia colocando uma mentalidade vencedora na comunidade. O gerente geral Brandon Beane divulgou um comunicado oficial sobre a decisão do ex-jogador. “Respeitamos a decisão de Anquan de se aposentar da NFL. Agradecemos o tempo que ele passou conosco nas últimas duas semanas. Ele é um dos melhores receivers que já jogaram esse jogo e desejamos o melhor para ele e sua família no futuro”, declarou Beane.

Anquan Boldin esteve na NFL por 14 temporadas e defendeu quatro times diferentes, além do Buffalo Bills, franquia que defenderia em 2017. Ele foi selecionado em 2003 e estreou pelo Arizona Cardinals sendo eleito calouro ofensivo do ano. Depois de sair dos Cardinals em 2009, foi jogador do Baltimore Ravens entre 2010 e 2012 e lá conquistou seu único título, no Super Bowl XLVII. No ano seguinte foi para o San Francisco 49ers, justamente o time derrotado por ele e os Ravens no Super Bowl anterior, e ficou até 2015 nos Niners. Na última temporada esteve no Detroit Lions.

Confira o comunicado oficial do agora ex-wide receiver, divulgado pelo repórter Jim Trotter da ESPN:

“Futebol americano em sua pura forma é o que nós todos lutamos como uma nação. Pessoas de diferentes raças, religiões e histórico trabalhando juntos por um objetivo compartilhado. Os principais valores ensinados no futebol americano são alguns dos mais importantes que você pode ter na vida. Estar sempre lá com o cara do seu lado e nunca deixar seu companheiro caído. Você faz o que for preciso para ter a certeza de que seu irmão está bem.

O futebol americano me proporcionou uma plataforma durante a minha carreira para ter um grande impacto no trabalho humanitário. Neste momento sinto a vontade de fazer da grande luta pelos direitos humanos uma prioridade. Meu propósito de vida é maior que o futebol americano.”

Posts Relacionados

Joe Flacco pode terminar recuperação antes do espe... Nas últimas semanas as especulações a respeito do interesse do Baltimore Ravens em diferentes nomes para a posição de quarterback levantaram uma dúvid...
Por amor a pátria Uma das coisas mais admiráveis nos esportes e na cultura americana é o patriotismo. As homenagens e o respeito prestado aos símbolos do país são incrí...
Ele está de volta Muito se falou durante a semana sobre a escolha de tentar uma quarta descida e de esta escolha ter custado à vitória contra o Minnesota Vikings na seg...
Artigo: Do protagonismo a mediocridade A NFL mostra que ficar muito tempo na elite é para poucos. Equipes como Pittsburgh Steelers, New England Patriots e Green Bay Packers, que frequentam ...
Niners perde seis jogadores – quatro titular... Quando começa a pré-temporada os treinadores das equipes ficam em uma "sinuca de bico". Por um lado eles precisam que seus atletas dêem o máximo e...
Steelers vencem os Lions com JuJu “complican... O Pittsburgh Steelers engatou a terceira vitória consecutiva na temporada ao bater o Detroit Lions fora de casa no Sunday Night Football da Semana 8. ...
Redação Entre Jardas

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014