Navegue pela Home do seu time
Duas semanas após fechar com os Bills, veterano anuncia aposentadoria

Duas semanas após fechar com os Bills, veterano anuncia aposentadoria

O veterano wide receiver Anquan Boldin anunciou que está deixando o futebol americano. O jogador decidiu pela sua aposentadoria duas semanas após fechar com o Buffalo Bills para a temporada 2017. Boldin encerra a carreira após 14 temporadas na liga e com um anel de Super Bowl.

Boldin era um grande reforço para o ataque dos Bills nesta temporada e também fazia parte de um objetivo da franquia colocando uma mentalidade vencedora na comunidade. O gerente geral Brandon Beane divulgou um comunicado oficial sobre a decisão do ex-jogador. “Respeitamos a decisão de Anquan de se aposentar da NFL. Agradecemos o tempo que ele passou conosco nas últimas duas semanas. Ele é um dos melhores receivers que já jogaram esse jogo e desejamos o melhor para ele e sua família no futuro”, declarou Beane.

Anquan Boldin esteve na NFL por 14 temporadas e defendeu quatro times diferentes, além do Buffalo Bills, franquia que defenderia em 2017. Ele foi selecionado em 2003 e estreou pelo Arizona Cardinals sendo eleito calouro ofensivo do ano. Depois de sair dos Cardinals em 2009, foi jogador do Baltimore Ravens entre 2010 e 2012 e lá conquistou seu único título, no Super Bowl XLVII. No ano seguinte foi para o San Francisco 49ers, justamente o time derrotado por ele e os Ravens no Super Bowl anterior, e ficou até 2015 nos Niners. Na última temporada esteve no Detroit Lions.

Confira o comunicado oficial do agora ex-wide receiver, divulgado pelo repórter Jim Trotter da ESPN:

“Futebol americano em sua pura forma é o que nós todos lutamos como uma nação. Pessoas de diferentes raças, religiões e histórico trabalhando juntos por um objetivo compartilhado. Os principais valores ensinados no futebol americano são alguns dos mais importantes que você pode ter na vida. Estar sempre lá com o cara do seu lado e nunca deixar seu companheiro caído. Você faz o que for preciso para ter a certeza de que seu irmão está bem.

O futebol americano me proporcionou uma plataforma durante a minha carreira para ter um grande impacto no trabalho humanitário. Neste momento sinto a vontade de fazer da grande luta pelos direitos humanos uma prioridade. Meu propósito de vida é maior que o futebol americano.”

Posts Relacionados

Análise: O que muda com a volta de Colin Kaepernic... Todos sabem que a campanha do San Francisco 49ers vem sendo assustadora neste início de temporada, e se somar com os fracassos do ano passado, a equip...
“Saudável eu me sinto o melhor defensor da N... O safety Tyrann Mathieu sofreu com lesões na última temporada, ficou de fora de alguns jogos e em outros atuou sem estar em 100% de suas condições fís...
Com mais graçolas, Bears vencem Ravens em primeira... O quarterback calouro Mitch Trubisky, uma das sensações do último draft e um dos personagens da última semana da NFL conseguiu sua primeira vitória na...
Melhores e piores quarterbacks da semana 9 Chegamos com o ranking dos melhores e piores quarterbacks da semana 9, e pela segunda vez no ano o calouro Dak Prescott se mostrou o mais completo. Le...
Campeão do Super Bowl pelo Patriots morre aos 38 a... Um dos grandes jogadores do Miami Hurricanes no final da década de 90 e campeão do Super Bowl XXXVI pelo New England Patriots, morreu na última sexta-...
Quem tem a tabela mais fácil este ano? Vocês sabem que a tabela da NFL saiu ontem a noite e todos os jogos estão disponíveis em nossa página inicial do portal, assim como os jogos que serão...
Redação Entre Jardas

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014