Navegue pela Home do seu time
Fala muito!

Fala muito!

Mesmo com história comandando o New York Jets, Rex Ryan se mostra mais uma vez um péssimo adversário, e nomeia Ik Enemkpali capitão do Buffalo Bills para o jogo de quinta feira.

Um duelo de divisão, entre duas equipes que tem vários jogadores se destacando, e que com certeza será um ótimo jogo, está sendo ofuscado pelo treinador do Buffalo Bills, Rex Ryan. Sempre com um tom debochado, o treinador que é uma das estrelas do teaser do principal game de futebol americano Madden, tirou todo o foco do duelo em sua última entrevista. Disparando sua “metralhadora de bobagens”, falou que se Jace Amaro, tight end contundido do time de New York jogasse, o “jogo seria diferente”, que não espera nada dos fãs do Jets, além de acenos com o dedo médio. E o pior, anunciou o jogador Ik Enemkpali, que agrediu com um soco Geno Smith na pré-temporada, quando ainda era jogador do Jets, como capitão no jogo de quinta, pela décima rodada da temporada 2015-2016. Vale ressaltar que Rex teve seus melhores momentos como técnico no New York Jets, onde por duas vezes disputou o título da Conferência Americana. Tal atitude de desrespeito descredencia Ryan como profissional, e ele não poderá reclamar do tratamento hostil que receberá da Gang Green na próxima quinta.

Vitória contra o Jaguars:
O Jets vem de vencer o Jacksonville Jaguars no Metlife Stadium, por 28-23, em um jogo que parecia fácil, mas devido a falhas na defesa, principalmente na linha secundária, se tornou um jogo perigoso. O grande destaque da defesa foi Marcus Williams, que por duas vezes interceptou o quarterback adversário Blake Bortles, e o destaque negativo novamente foi Antonio Cromartie, que falhou em suas coberturas, cedendo pontos ao adversário.

No ataque, destaque para o contundido Ryan Fitzpatrick, que acertou 21 das 34 tentativas de passe, lançando 272 jardas, dois passes para touchdown, e nenhuma interceptação. Fitz jogou com uma luva na mão esquerda, protegendo seu polegar, que esta com um ligamento rompido. Chris Ivory, que está tendo suas rotas muito bem marcadas, somou apenas 26 jardas, porém na redzone fez a diferença, marcando dois touchdowns. Brandon Marshall, que era dúvida para este jogo, apesar de participar menos que o normal, também marcou seu touchdown. Mas o grande destaque nas recepções foi Erick Decker, que além de marcar um touchdown em linda recepção, foi o principal alvo de Fitzpatrick, se firmando como um dos principais nomes do time.

Desfalques:
Para o jogo desta quinta contra o Bills, o Jets vai ter desfalques importantes na sua defesa. Calvin Pryor, que ainda sofre com uma contusão no tornozelo fica de fora. Dion Bailey, que estava substituindo Pryor, também sofreu entorse no tornozelo é questionável, desfalcando ainda mais a secundária. Antonio Cromartie, que sofreu lesão no quadríceps, também é duvida. Vale ressaltar que Cromartie já sofria com problemas no joelho, justificando atuações tão fracas, tanto contra o Jaguars quanto contra o Raiders. Nosso kicker Nick Folk ficará de quatro a seis semanas fora, e o Jets já avalia substituto, e o favorito é Randy Bullock.

O adversário:
O Buffalo Bills era cotado como melhor defesa da divisão antes de começar a temporada, mas depois de um início bom, hoje empata em número de derrotas e vitórias (quatro), e a defesa que era tão superestimada, é apenas a número 16 da liga, e sétima na Conferência Americana. Vem de vitória em cima do Miami Dolphins, por 33-17, com destaque para seus corredores Le Sean McCoy e Karlos Williams, que juntos somaram 222 jardas e três touchdowns. Seu quarterback Tyrod Taylor consegue acertar bons passes em profundidade, e seu principal alvo é o ótimo Sammy Watkins, que contra o Dolphins, jogou para mais de 160 jardas e um touchdown.

Contra o Buffalo Bills, o Jets tem 51 vitórias, do total de 109 jogos. Em casa, o time de New York venceu 28 das 55 partidas, marcando 1155 pontos, tendo o maior score na temporada 1985-1986, quando venceu por 42-03. No último jogo em New York, pela temporada 2014-2015, o Jets perdeu por 43-23.

O jogo desta quinta, também será marcado pelos uniformes. A campanha da liga chamada ”color rush”, trará os dois times vestidos de uma cor só, desde a jersey, até as chuteiras. O anúncio foi feito pela liga a uma semana, e será um toque a mais neste tradicional duelo da Divisão Leste da Conferência Americana.

Posts Relacionados

NFC Leste pode ter três equipes nos playoffs. Veja... Para quem gosta de emoção o domingo que vêm está imperdível. Três equipes lutam por duas vagas nos playoffs da Conferência Nacional, e uma delas será ...
Paxton da Massa, o “Doutrinador de Nova York”. ... Carentes de um Franchise Quarterback desde 2009, tanto fãs quanto imprensa do New York Jets vislumbram o projeto da Universidade de Memphis vestindo a...
Pronto para jogar Quando contamos das ações que Colin Kaepernick vem fazendo em New York (leia aqui), ficou a dúvida de que ele não estaria mais interessado em jogar na...
O pior quarterback da liga? Não tem como negar, Ryan Fitzpatrick está tendo um início de temporada “quase” ridículo. Temos que ficar no “quase”, afinal, ele foi o “Jogador Ofensi...
Com Crabtree imparável, Raiders atropelam os Jets O Oakland Raiders estreou em casa na temporada 2017 após vitória na Semana 1 contra os Titans como visitante. E a equipe fez a festa da sua torcida ao...
O novo “camisa 6″ do Chicago Bears Você é uma pessoa supersticiosa? Acredita em sorte, azar, carma e todas estas outras coisas? Pois bem, parece que o quarterback Mark Sanchez não, e de...
Leopoldo Scremin

Leopoldo Scremin é jornalista com passagem por diversas plataformas de comunicação (rádio, jornais e televisão).

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014