Navegue pela Home do seu time
Filosofia diferente faz time despontar entre gigantes do futebol americano

Filosofia diferente faz time despontar entre gigantes do futebol americano

Traktor EJ (2)

Imagine você morar em uma cidade com 1.9 milhões de habitantes e mesmo se somar a região metropolitana não passa de 2,7 M. Pequena né? Agora imagine dividir a preferência do público que gosta de futebol americano – uma parcela pequena – com times que praticamente “fundaram” o full pads no Brasil. Times populares e vencedores a nível nacional…

Foi esta a missão do Moon Howlers Futebol Americano. Nascer entre Coritiba Crocodiles, Paraná HP, Brown Spiders dentre outros e conseguir se tornar um dos times mais populares da cidade. Os números dos jogos até agora assustam, em seus mandos o Moon Howlers tem as duas maiores bilheterias deste ano no Complexo Esportivo Brown Spiders, local onde TODAS as equipes da capital paranaense mandam seus jogos. Isso mesmo, a equipe mais jovem da cidade bateu em público o Paraná Bowl, final do estadual por duas vezes só este ano.

E isso tem um porquê. O CEO do Moon Howler é um especialista em branding e criou um estilo diferente de ver e fazer o futebol americano. Para ele é possível uma equipe se auto-sustentar e deixar os atletas serem atletas. Sem se preocupar em pagar pelos uniformes, viagens e taxas de federação. Só jogarem.

38008012_1291052124359242_6799668811436916736_o

“A cultura do futebol americano está em primeiro lugar”, explica Homero Meyer, fundador e administrador do time. “Nós colocamos o esporte em primeiro lugar e o próprio time em segundo lugar. O esporte só vai crescer quando tiver muito mais gente interessada no que acontece em campo, fora de campo. A gente precisa trazer e conquistar as pessoas, a gente precisa do público.”

Para Homero e o Moon Howlers o público é o essencial. Para isso a equipe só cobra uma coisa de seus atletas: que sejam embaixadores do esporte. A filosofia do time é espalhar a cultura do futebol americano primeiramente para a própria família, depois para os amigos e consequentemente atingir um grande público.

“Eu falo para os atletas: ‘Isso não vai dar certo se sua família não estiver envolvida’, porque o futebol americano cobra muito do atleta emocionalmente, fisicamente e psicologicamente. O convite de um atleta para um jogo do Moon Howlers é algo especial, não é apenas vender ingresso, é dividir aquele momento especial com os amigos. A cultura dos nossos atletas é mostrar o quanto o futebol americano é legal para quem ele está convidando para ir,” explica Homero.

37961338_1289603784504076_4590851832154161152_o

Para se ter uma ideia da seriedade que foi aplicada no esporte, quando foi criado o Moon Howler eles montaram um escritório para o front office. Visitas comerciais e todas as reuniões com clientes, atletas e comissão eram feitas em um espaço próprio para o time. Isso segundo Homero deu credibilidade. Não era só mais um time, era um time buscava algo dentro da cidade que promoveu o primeiro jogo full pads do Brasil. Cidade do bicampeão brasileiro Coritiba Crocodiles e do bicampeão paranaense Paraná HP. Cidade que ainda aporta o tradicional Brown Spiders, o Curitiba Lions e o Guardian Saints.

Com essa politica o Moon Howlers hoje tem mais de 80 atletas. E não joga nenhum campeonato nacional.  Disputando a Copa Sul pela segunda vez, a equipe estreou vencendo por 28 a 14 o Street Dogs, equipe da região metropolitana de Curitiba. Mas o impressionante é que grande parte de sua torcida rodou mais de 30 km para assistir e apoiar a equipe.

WhatsApp Image 2018-08-13 at 22.27.27

A evolução técnica do time vem crescendo. No ano passado disputou o Campeonato Paranaense e a Copa Sul e não conseguiu nenhuma vitória. Já no Paranaense deste ano a equipe venceu o tradicional Guardian Saints e esteve muito próxima de se classificar para os playoffs.

Agora, na Copa Sul a estreia foi com vitória, e, liderando sua divisão pode com mais uma vitória praticamente garantir a classificação para a próxima fase. Para Homero, esta evolução rápida da equipe está totalmente ligada ao que vem sendo feito fora de campo, onde a visibilidade da equipe está sendo tão grande a ponto de atrair atletas experientes para se juntarem ao time.

“O Moon Howlers é uma escola de futebol americano, então aqui nós ensinamos a cultura e a prática do esporte”, conta o CEO do Moon Howlers. “Hoje atraímos muitos talentos para a equipe através do projeto praticado aqui. Nossa comissão técnica é composta por seis membros que se dedicam a estudar o esporte e a evoluir nosso jogo. Os atletas que já faziam parte da equipe – cerca de 60% do elenco atual -  também tem papel muito importante na evolução dos novos atletas, ensinado nosso jogo em campo e a filosofia da equipe fora dele.”

O público – como dito acima – vem chamando a atenção de todos. Na estreia do campeonato paranaense a equipe em parceria com o HP Futebol Americano colocou mais de 1.600 pessoas no estádio, em um jogo de fase de classificação, público maior que o da final (Paraná Bowl). Mas o recorde do ano em Curitiba foi – pasmem – em um amistoso: 2.100 pessoas.

Em parceria com a Traktor Sports, o Moon Howlers se aliou ao HP Futebol Americano para lançar em conjunto os novos uniformes das equipes, chamando o evento de Traktor Bowl. O sucesso foi tão grande que uma semana antes da partida já tinham sido vendidos mais de mil ingressos. No dia o Complexo Esportivo Brown Spiders lotou, com mais de 2.100 pessoas, recorde de público do ano.

38072461_1291120501019071_5007576711995326464_o

“No modelo tradicional dos times os atletas fazem parte de uma espécie de cooperativa”, explica Homero. “Pagam por seus uniformes, taxas mensais para cobrir gastos, pelo seu equipamento e por suas viagens. Enfim, tem um gasto muito alto para praticar o esporte. Então fica complicado o atleta ainda se motivar a vender ingressos, por tudo que ele já passa para estar em campo. No Moon Howlers é diferente, como os atletas não tem estes custos a forma deles verem a partida é completamente diferente, é algo maravilhoso. Eles querem que o máximo de pessoas próximas estejam junto à eles neste momento especial que é o jogo. “

É claro que ainda não se chega perto de uma estrutura profissional, mas esta gestão profissional está fazendo dos jogos do Moon Howlers a grande atração do futebol americano em Curitiba. E para setembro a equipe planeja algo ainda mais especial: o Independence Football.

Já que a equipe vai jogar contra o HP Tigers pela Copa Sul logo no dia 7 de setembro, a equipe está promovendo  em parceria com o próprio HP Tigers e com o Guardian Saints – e vendendo ingressos – um “Open Costelão de Chão”. Isso mesmo, para o próximo jogo o Moon Howlers em parceria com as equipes citadas acima vai promover Costela de Chão e acompanhamentos livres durante uma rodada dupla.

WhatsApp Image 2018-08-14 at 09.58.06

São estas e outras coisas que estão fazendo o Moon Howlers crescer tão rapidamente em número de torcedores mesmo tendo menos de dois anos. Uma filosofia diferente de pensar o futebol americano para o público e não para os resultados dentro de campo, fazendo com que acompanhar os jogos se torne uma cultura e que o esporte se desenvolva e cresça cada vez mais fora de campo. E claro, quando duas mil pessoas vão ao estádio fica muito mais fácil de atrair investidores para garantir o futuro do esporte.

*Fotos por Adriana Ferrari.

Posts Relacionados

Entre Jardas premiará atletas e leitores a partir ... O Entre Jardas e seus anunciantes começarão algo inédito no #FABR. A partir da próxima quarta-feira (03), o site mais querido do Brasil começará a...
Mulheres em campo pela Copa do Brasil O fim de semana no FABR estará cheio de mulheres praticando o esporte, tudo porque acontece a segunda rodada da Copa Sport América do Brasil de Fu...
Jerseys personalizadas: Você já escolheu seu númer... O mercado do futebol americano nacional vem crescendo absurdamente nos últimos dois anos, e claro, com mais gente consumindo os produtos as empresas e...
Vasco vence Storm em virada sensacional Um jogo repleto de emoções aconteceu esta tarde em São Paulo. Jogando pela segunda rodada da Liga BFA, o São Paulo Storm recebeu o Vasco da Gama P...
Dez times brasileiros que você tem que conhecer &#... Como o Entre Jardas é um portal que apoia o futebol americano nacional, continuamos com nosso especial sobre as equipes que vocês precisam conhecer. O...
Saiba tudo sobre a transmissão ao vivo da BFA Como havíamos contado  aqui a Brasil Futebol Americano - BFA, antiga Superliga Nacional e que vai gerir o campeonato brasileiro deste ano irá começar ...
Leopoldo Scremin

Leopoldo Scremin é jornalista com passagem por diversas plataformas de comunicação (rádio, jornais e televisão).

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014