Navegue pela Home do seu time
O dia que Manning humilhou o campeão do Super Bowl

O dia que Manning humilhou o campeão do Super Bowl

Traktor EJ (2)

Já que estamos chegando próximos da abertura da temporada regular da NFL, hoje vamos relembrar um NFL Kickoff histórico e inesquecível para os fãs do Denver Broncos. O ano era 2013 e a equipe que na época era comandada dentro de campo pelo lendário Peyton Manning “deu uma surra” no então atual campeão do Super Bowl. 

Mas para começar a contextualizar este jogo temos que primeiro voltar ao dia 13 de janeiro de 2013, na segunda rodada dos playoffs da AFC da temporada de 2012. O Broncos jogava em casa e era o favorito para vencer o Super Bowl, mas o Baltimore Ravens estava pronto para estragar a festa (e estragou). Um passe de 70 jardas de  Joe Flacco para Jacoby Jones nos últimos segundos do último quarto levou a partida para a prorrogação e lá, com um chute de Justin Tucker eliminou o Broncos e abriu caminho para vencer o Super Bowl.

Com este enredo a partida de abertura de temporada de 2013 lotou, tudo para poder saborear a vingança em cima do time que os havia eliminado. Peyton Manning era o mais concentrado, afinal, ele tinha “dado” a vitória para o adversário quando foi interceptado na segunda prorrogação. Mal imaginavam os fãs que ele devolveria aquela interceptação com “juros e correção monetária”.

maxresdefault

A partida iniciou com o Baltimore Ravens se impondo frente ao grande corpo recebedor do Broncos. Além de contar com Manning lançando, a equipe ainda tinha Demaryus Thomas, Julius Thomas, o calouro Eric Decker e o recém chegado Wes Welker. A vantagem de sete pontos durou apenas até Manning ter chances reais de levar a equipe para a frente. Em uma jogada muito bem arquitetada pelo ataque, Julius Thomas ficou livre para receber um passe de 24 jardas e empatar a partida.

Mesmo sofrendo o segundo touchdown do Ravens, na posse seguinte Manning parecia querer ainda mais o jogo. Em apenas três passes, sendo um para Demaryus Thomas e dois para Julius Thomas, a equipe chegava a seu segundo touchdown, desta vez com um passe lindo de 23 jardas.

Veio o segundo tempo e o que era um jogo totalmente igual começou a se modificar. Manning já tinha sido muito efetivo no primeiro tempo, mas o que aconteceu no segundo tempo foi inacreditável. Logo no início do 3° quarto uma série de passes completos até encontrar Andre Caldwell em um flat pass de 28 jardas. Dois minutos depois Manning estava novamente no campo de ataque para dar um passe de 5 jardas para Wes Welquer. Era seu quarto passe para touchdown na partida.

20130905_ajl_aq2_379.0

Atônitos, os jogadores do atual campeão viram Manning percorrer 63 jardas em 2 minutos e marcar o quinto touchdown na partida, novamente passando para Welker. Manning ultrapassava Brett Favre e se tornava o jogador a atingir o maior número de partidas com 4 ou mais passes para touchdown. Mas não parou por aí.

Em um passe maravilhoso no início do último quarto, Manning chegava a seu sexto touchdown na partida, desta vez para Demaryus Thomas, em jogada muito plástica. Foram 26 jardas, mas deu a impressão que a bola ficou por minutos no ar até “queimar” a cobertura do cornerback. Peyton Manning, o vilão dos playoffs do ano anterior proporcionava um noite inesquecível aos fãs do Broncos.

O Ravens estava entregue em campo e no “desespero” Joe Flacco foi interceptado novamente. Com quatro minutos no relógio, era só acionar os corredores e gastar o cronometro para confirmar a vitória. Era isso que todos estavam pensando, inclusive a defesa de Baltimore, que viu Manning encontrar Demaryus Thomas livre e passar para que ele corresse até a end zone. Uma flag foi jogada pela arbitragem, mas era para a defesa que havia cometido um holding. Touchdown confirmado, o SÉTIMO de Peyton Manning na partida.

Manning se tornava o primeiro jogador da história da NFL a passar para seis ou mais touchdowns em pelo menos três partidas, além de ser o primeiro quarterback desde 1969 a realizar o feito de dar sete passes para touchdown. Naquela noite ele passou para 462 jardas, 7 touchdowns e nenhuma interceptação. Um dos maiores jogos da história de um quarterback na temporada regular, principalmente por se tratar de uma vitória em cima do atual campeão da NFL.

 

 

 

 

Posts Relacionados

Carr esbraveja nas redes sociais após troca de Kha... Grande estrela do Oakland Raiders. Este agora é o papel de Derek Carr na franquia que vive diversos conflitos internos desde a demissão de Jack De...
Chiefs e Broncos saem na frente na AFC Oeste Duas equipes chamaram a atenção por suas vitórias na tarde de domingo, Kansas City Chiefs e Denver Broncos. O Chiefs apresentou um quarterback dom...
Quem precisa de Peyton Manning? Nesse ano de 2015, a defesa dos Broncos carregou o time em seis jogos resultando em seis vitórias e nenhuma derrota. Isso é uma surpresa, pois desde a...
Última chance Um dos jogadores mais polêmicos da última década está de volta. Josh Gordon finalmente se apresentou para os treinos com o Cleveland Browns neste ...
Mais um jogador dos Jaguars acredita que equipe ch... Não, o Jacksonville Jaguars não é um dos favoritos ao Super Bowl LII, ao menos não antes de a temporada começar. Sabemos que em campo as probabilidade...
Quatro equipes terão disputa pela posição de quart... Estamos próximos dos primeiros treinos táticos em campo das equipes em conjunto. Primeiro tivemos os veteranos se apresentando voluntariamente e no úl...
Leopoldo Scremin

Leopoldo Scremin é jornalista com passagem por diversas plataformas de comunicação (rádio, jornais e televisão).

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014