Navegue pela Home do seu time
Pintura nova, mas capacetes antigos

Pintura nova, mas capacetes antigos

Brock oficial

É normal ver no #FABR algumas equipes usando capacetes diferentes. Não com cores tão diferentes, mas muitas vezes os helmets já estão completamente desfigurados devido às pancadas (estamos falando da tinta) e mesmo assim os jogadores vão para o jogo. Os de linha ofensiva e defensiva são os que mais chamam a atenção, as vezes com o símbolo da equipe totalmente desgastado.

Mas esta introdução não é para falar sobre a repintura de algum capacete de uma equipe aqui do Brasil, mas sim do Jacksonville Jaguars, equipe do milionário Shad Khan e que ao trocar seus helmets nesta temporada não comprou novos, mais recondicionou.

O gasto previsto era de U$ 300 mil para que a equipe, que agora não utilizará capacetes em duas cores os troca-se para o novo, em um preto espelhado. Considerado o capacete mais feio da história – até mais feio que o verde do Jets da década de 80 e do Patriots de sua fundação – foi abolido este ano, mas só foram lixados e repintados, sem nenhuma troca e material.

O grande nome por trás da troca de cor dos capacetes do Jaguars foi seu vice-presidente de futebol, o icônico Tom Caughlin. Na última reunião de proprietários da liga ele chegou a tocar no assunto, dizendo que a equipe iria utilizar “adereços” novos. Perguntado se o capacete de duas cores não o agrava ele não respondeu, apenas sorrindo e acenando com a cabeça.

Mas existem fãs do “capacete mas feio da história da liga”, como o linebacker Myles Jack, que declarou essa semana que comprou da equipe o seu capacete antes de repintarem para guardar como adereço e decoração em sua casa na Flórida.

“Eu sou um fã com do capacete de dois tons”, disse Jack. “Eu comprei a versão de 2016, mas definitivamente, para fins retro, eu comprei o último.”

Sem título

As equipes dão aos jogadores a opção de comprar seus capacetes ao final de cada temporada. Alguns compram e pedem para que seus companheiros assinem como lembrança, principalmente quando a temporada é vitoriosa. 

“Eu sempre compro meus capacetes. Isso é um hábito que guardo ano após ano”, disse Calais Campbell. “Eu tento fazer com que toda a equipe assine e depois guardo. É um troféu agora. Vai na parede um dia. Vou fazer uma sala só para eles um dia.”

A verdade é que Campbell e Jack estão com “relíquias”, que apesar de não serem do agrado da grande maioria ficarão como lembrança da fase que colocou o Jaguars na final da Conferência Americana do ano passado.

Traktor EJ (2)

 

Posts Relacionados

Por que eles não encontram emprego? Kyle Shanahan ... Quando olhamos para Colin Kaepernick e Robert Griffin III ainda disponíveis na agência livre a primeira coisa que vem a cabeça é a pergunta: "Como jog...
Quatro equipes terão disputa pela posição de quart... Estamos próximos dos primeiros treinos táticos em campo das equipes em conjunto. Primeiro tivemos os veteranos se apresentando voluntariamente e no úl...
A volta do melhor linebacker de 2015 O melhor linebackers do College de 2015 está muito perto de voltar aos treinamentos com a equipe após uma contusão que normalmente acabaria com a carr...
Pronto para ser referência O treinador do Chicago Bears deu uma grande notícia para os fãs da equipe na última sexta-feira: Kevin White, primeira escolha da equipe no Draft 2015...
Impressionante! Hoje foi um dia especial para Patrick Mahomes II e principalmente para os fãs do Kansas City Chiefs, afinal, eles puderam ver - mesmo que por fotos - ...
As dúvidas sobre Bridgewater As vezes a vida é cruel conosco não é mesmo? Estamos muito bem em um dia e no outro algo acontece é nossa vida vira "de cabeça para baixo". E foi isso...
Leopoldo Scremin

Leopoldo Scremin é jornalista com passagem por diversas plataformas de comunicação (rádio, jornais e televisão).

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014