Navegue pela Home do seu time
Fitzpatrick reina na divisão de Brees, Matt Ryan e Cam Newton

Fitzpatrick reina na divisão de Brees, Matt Ryan e Cam Newton

MKC

Quem poderia imaginar que o veterano reserva do Tampa Bay Buccaneers  seria o grande astro da NFC Sul neste início de temporada. Pois está sendo. Ryan Fitzpatrick jogou sua segunda partida consecutiva para mais de 400 jardas e quatro passes para touchdowns, levando o Bucs a uma vitória por 27 a 21 em cima dos atuais campeões da NFL, o Philadelphia Eagles.

Na entrevista coletiva, a nova estrela da NFC Sul apareceu vestido como um rock star, emprestando as roupas de DeSean Jackson, que novamente fez grande partida. Fitz está trabalhando bolas em profundidade como nunca, uma vez que conta com Jackson, Mike Evans, OJ Howard (recebeu um passe para touchdown de 75 jardas) e Chris Godwin.

Com a atuação, ele entra para a história do Buccaneers como primeiro quarteback a lançar para quatro ou mais touchdowns em duas partidas de abertura de temporada, Também se torna o primeiro da franquia a dar dois ou mais passes de 75 jardas em uma partida. Enfim, Fitz está brilhando na divisão.

O que é de se espantar é a falta de protagonismo de outros grandes atletas da sua divisão. Drew Brees, futuro recordista da liga em jardas e Hall da Fama, amargou duas partidas difíceis em um início conturbado com o New Orleans Saints. Na estreia perdeu para o próprio Fitz, mesmo lançando para 3 touchdowns e jogando para 427 jardas. Mas ontem, enfrentando o Cleveland Browns sofreu para conquistar a primeira vitória, sendo pressionado o jogo inteiro e se salvando com um field goal no fim. Deu dois passes para touchdown, mas as 243 jardas chamam a atenção negativamente.

5b9ec1a786192.image

Já os MVPs da NFL em 2015 e 2016 se enfrentaram ontem e, mesmo fazendo um jogo movimentado, tanto Cam Newton quanto Matt Ryan ainda não se destacaram na temporada. Cam foi até melhor, jogando para 3 touchdowns e 335 jardas, porém o Carolina Panthers ainda não deslanchou.

Matt Ryan foi mais econômico, lançando para 272 jardas e 2 touchdowns, no entanto conseguiu a primeira vitória da equipe, que jogou em casa. Na estreia havia sido “engolido” pela defesa do Eagles, na derrota da equipe por 18 a 12. Na partida de ontem ambos foram interceptados uma vez.

Na semana 3 da temporada 2018 os confrontos das equipes da NFC Sul são: Falcons x Saints; Panthers x Bengals e Buccaneers x Steelers.

Quer comprar produtos originais da NFL no Brasil? Acesse www.firstdown.com.br .

TEST3

 

Depois da “Philly Special”, ontem teve a “Philly Philly”, assista:

Depois da “Philly Special”, ontem teve a “Philly Philly”, assista:

TEST3

Uma das jogadas mais icônicas do Super Bowl LII foi uma trick play em que o tight end Trey Burton do Philadelphia Eagles deu um passe para Nick Foles receber para touchdown. Aquela jogada, chamada de “Philly Special” marcou os fãs do Eagles, que na abertura da temporada na noite de ontem puderam ver novamente a equipe utilizar uma trick play.

Além de dar ânimo a torcida, toda trick play mexe com a cabeça dos adversários, uma vez que jogadas deste tipo são um pouco humilhantes. No Super Bowl a jogada deu um “banho de água fria” no New England Patriots e ontem não foi diferente. O que chamou a atenção nesta jogada foi que o Eagles utilizou a mesma jogada que o Patriots – sem sucesso – tentou no Super Bowl LII.

Outra curiosidade sobre o lance é que Nelson Agholor, que deu o passe ontem foi quarterback em seu primeiro ano na USC, quando em seu único passe em uma partida foi interceptado. A jogada chamou a atenção e inflamou a torcida, que pode comemorar um touchdown de Jay Ajayi ao fim deste drive.

“É uma boa jogada, eu acho”, disse Nick Foles a respeito da conversão que lhe rendeu 15 jardas de recepção.“Nesta liga há muitas jogadas ótimas, há muitas mentes que sabem pensar o jogo, então quando você vê algo assim e isso funciona bem você se sente realizado”.

Confira o passe de Nelson Agholor para Nick Foles.

Quer comprar produtos originais da NFL? Acesse www.firstdown.com.br .

Brock oficial

Destaques: Julio Jones e Jay Ajayi brilham na volta da NFL

Destaques: Julio Jones e Jay Ajayi brilham na volta da NFL

TEST3

Em um jogo espetacular, decidido no último lance, o Philadelphia Eagles venceu o Atlanta Falcons por 18 a 12 pela abertura da temporada da NFL. As duas equipes mostraram o porquê de serem consideradas favoritas na NFC, afinal, demonstraram um jogo muito interessante tanto no ataque quanto na defesa.

As defesas de ambas equipes apareceram muito bem na partida, tanto que o placar não foi muito elástico. Mas foi no ataque que dois atletas se destacaram e decidiram o jogo. Jay Ajayi marcou 2 touchdowns e correu para 62 jardas, com uma média de 4,1 jardas por tentativa. Já Julio Jones recebeu 10 passes para incríveis 169 jardas, mostrando que sua conexão com Matt Ryan continua afiada.

Ajayi é a “cereja do bolo” de um ataque muito físico do Eagles. Contando com Corey Clement e Darren Sproles na rotação,  equipe se destacou neste ponto correndo para 113 jardas na partida. Além disso, os corredores da equipe são ótimas opções para o jogo de passes curtos somando mais de 40 jardas em recepção. Ajayi marcou o touchdown da vitória em bela corrida diagonal.

ap-jalen-mills-eagles-falcons

Julio Jones foi o grande nome do ataque do Falcons, servindo de desafogo das conversões de terceira descida. Mohamed Sanu também fez boa partida, mas Jones provou que se não sofrer com nenhuma lesão pode liderar a NFL entre os recebedores.

Inclusive o último lance da partida, com apenas 1 segundo para zerar o cronômetro foi protagonizado por ele, que recebeu passe próximo a linha lateral dentro da end zone. A recepção foi muito boa, mas Ronald Darby conseguiu empurrá-lo para fora antes que a recepção fosse concluída.

Um ótimo jogo para a abertura da temporada 2018, que desde já mostra o equilíbrio e a força das equipes da NFC.

“Quer comprar produtos originais da NFL? Acesse www.firstdown.com.br” 

Brock oficial

 

 

 

O que esperar do Falcons a partir de hoje

O que esperar do Falcons a partir de hoje

MKC

Vai começar a temporada da NFL daqui a algumas horas e nós já estamos empolgados. E no jogo de hoje teremos uma “revanche” dos playoffs do ano passado, quando o Atlanta Falcons foi eliminado pelo Philadelphia Eagles. O Falcons prima pela regularidade nas últimas duas temporadas, onde conseguiu chegar aos playoffs e quase tudo está como no ano passado na franquia de Arthur Blank.

A equipe  mudou muito pouco em relação a temporada passada. Perdeu o recebedor Taylor Gabriel e o defensor Dontari Poe, mas supriu sua necessidade no ataque com sua primeira escolha o Draft, o recebedor Calvin Ridley.

Ataque: 

O ataque da equipe conta com o motivado Matt Ryan, que recebeu contrato novo e agora tem cinco anos para levar a equipe ao Super Bowl. Mesmo sem Gabriel, que foi para o Chicago Bears, seu ataque continua poderoso. Correndo Tevin Coleman e Devonta Freeman formam a melhor dupla da liga e no jogo aéreo os principais alvos continuam na ativa, com Julio Jones, Justin Hardy e Mohamed Sanu. Sem falar da linha ofensiva, que é uma das melhores da NFC.

631699654.0

Defesa:

A defesa também não mudou muito, apenas foi acrescida pela chegada de Blidi Wreh-Wilson. As forças da secundária, como Ricardo AllenDesmond Trufant poderão ajudar muito a linha defensiva que conta com o ótimo Vic Beasley e Takkarist McKinley. O time se for longe pode fazer algo histórico: jogar o Super Bowl em casa.

Gráfico de profundidade:

A equipe que irá entrar em campo hoje é:

Ataque: Julio Jones, Mohamed Sanu (WR); Jake Matthews, Andy Levitre, Alex Mack, Wes Schweitzer e Ryan Schraeder (OL); Austin Hooper (TE); Devonta Freeman (RB). Ricky Ortiz (FB) e Matt Ryan (QB).

Defesa: Vic Beasley Jr., Terrell McClain, Grady Jarrett eTakkarist McKinley (DL); Duque Riley, Deion Jones e De’Vondre Campbell (LB); Robert Alford e Desmond Trufant (CB); Ricardo Allen e Keanu Neal (S).

Special Team: Matt Bryant (K), Matt Bosher (P), Josh Harris (LS), Matt Bosher (H), Justin Hardy e Calvin Ridley (KR), Justin Hardy e Marvin Hall (PR).

Brock oficial

 

Redskins superam defesa dos Giants e encostam na briga por playoffs

Redskins superam defesa dos Giants e encostam na briga por playoffs

Washington Redskins e New York Giants fecharam a rodada tripla de Dia de Ação de Graças da NFL. Jogando na capital norte-americana, os Redskins superaram a defesa dos Giants, que teve bom desempenho, para conseguir uma vitória que deixou a franquia viva na luta pelos playoffs. Washington encosta na briga pelos wild card e segue sonhando com a pós-temporada.

Em um jogo bastante disputado e marcado por muito equilíbrio, os Redskins conseguiram confirmar sua vitória apenas no último quarto. Após um 10 a 10 nos primeiros três períodos e um ótimo desempenho da defesa do New York, Washington parou o ataque inoperante dos Giants e garantiu a vitória. Um touchdown e um field goal nos últimos quatro minutos fecharam o placar em 20 a 10.

Com o resultado os Redskins chegaram ao 11º lugar dentro da NFC. Como o título da divisão está distante pela excelente campanha do Philadelphia Eagles, Washington briga pelo wild card. A franquia se posiciona na luta pela sexta colocação da conferência que atualmente é ocupada pelo Atlanta Falcons, de campanha 6-4.

Capítulo final define caso de suspensão de Ezekiel Elliott

Capítulo final define caso de suspensão de Ezekiel Elliott

Depois de se arrastar por um longo período, finalmente chegou ao final o caso envolvendo a suspensão do running back Ezekiel Elliott do Dallas Cowboys. O jogador pegou uma pena de seis partidas por se envolver em um suposto caso de violência doméstica e em meio à apelações e liminares, jogou quase todas os jogos da temporada até o momento. No entanto, o jogador decidiu desistir de apelar contra a pena e irá cumprir as partidas que faltam.

A decisão de não apelar mais e acatar a punição foi tomada por Elliott em consulta com a Associação de Jogadores da NFL (NFLPA) e seus advogados. O jogador ficara ainda cinco jogos sem poder jogar, já que cumpriu uma partida na última semana, na derrota do Dallas para o Atlanta Falcons.

Uma declaração oficial do agente Rocky Arceneaux e do advogado Frank Salzano anunciou a decisão a respeito do caso. “Em consulta com a NFLPA e seus advogados, e depois de uma deliberação cuidadosa e revisões das recentes decisões do Segundo Circuito, Sr. Elliott decidiu renunciar a novos recursos e cumprirá a suspensão restante. Esta decisão decorre de uma avaliação prática do cenário legal atua. O desejo do Sr. Elliott de encerrar este caso é do seu melhor interesse, bem como os melhores interesses de seus companheiros de equipe, familiares e amigos. Esta decisão não é de modo algum uma admissão de qualquer transgressão e o Sr. Elliott está satisfeito que a luta legal por ele e sua equipe resultou na divulgação de muitas verdades ocultas sobre este assunto, bem como a exposição pública da má gestão da NFL e seu processe disciplinar. O Sr. Elliott maximizará este tempo longe do jogo e voltará ainda mais forte tanto dentro como fora do campo. Ele pretende lançar uma declaração pessoal final nas próximas semanas e até então não temos mais comentários”.

Ezekiel Elliott terá mais cinco jogos a cumprir, ficando de fora dos confrontos dos Cowboys contra Philadelphia Eagles, Los Angeles Chargers, Washington Redskins, New York Giants e Oakland Raiders. O running back estará liberado para voltar a atuar na véspera de Natal, quando Dallas enfrenta o Seattle Seahawks, no dia 24 de dezembro, em casa.

Estrela de ataque lamenta lesão de Richard Sherman: “Amo jogar contra ele”

Estrela de ataque lamenta lesão de Richard Sherman: “Amo jogar contra ele”

Não foram só os torcedores do Seattle Seahawks que ficaram devastados com a grave lesão no tendão de aquiles do cornerback Richard Sherman. Toda a NFL lamentou a ausência do defensor por todo o restante da temporada. Mesmo quem tem que enfrentar o jogador se mostrou triste com a lesão, como é o caso do wide receiver Julio Jones do Atlanta Falcons.

Uma das estrelas de ataque da liga e colocado entre os melhores receivers da NFL na atualidade, Jones teria um duro embate com Sherman na próxima semana, quando Seahawks e Falcons se enfrentarem. Seria mais um duelo entre os dois em suas carreiras, mas a lesão do defensor impediu mais um confronto entre dois dos principais atletas da liga.

E para o wide receiver, a ausência de Sherman em campo na próxima segunda-feira (20) será sentida por todos. “Eu amo jogar contra o Richard, comentou Julio Jones à ESPN americana. “Eu amo enfrentar ele, é um grande concorrente. Ele é, obviamente, um líder em sua defesa, em sua equipe. Vai ser difícil para eles não o terem lá fora”, destacou Jones.

Matt Ryan alcança marca histórica de jardas na NFL

Matt Ryan alcança marca histórica de jardas na NFL

O quarterback Matt Ryan jamais esquecerá a derrota no Super Bowl LI para o New England Patriots na última temporada. Mas o jogador do Atlanta Falcons vem alcançando grandes marcas individuais. MVP da temporada 2016, Ryan não vive uma fase como a da temporada passada, mas na vitória sobre o Dallas Cowboys, o quarterback chegou em uma marca histórica de jardas na NFL.

Lançando 215 jardas na partida, Ryan passou a marca de 40 mil jardas aéreas na carreira em 10 anos na liga. Foram necessários 151 jogos para que o quarterback chegasse na marca, o que significa que Ryan foi o mais rápido a conseguir o feito. Ele superou a antiga marca de Drew Brees, que precisou de 152 jogos para passar das 40 mil jardas.

Na lista histórica de jardas passadas na NFL, Matt Ryan é agora o 19º colocado com 40.073 jardas. Ele está logo atrás de Johnny Unitas (40.239), Joe Montana (40.551) e Kerry Collins (40.992).

Defensor dos Falcons castiga Prescott com recorde de sacks em vitória sobre os Cowboys

Defensor dos Falcons castiga Prescott com recorde de sacks em vitória sobre os Cowboys

O Dallas Cowboys teve uma dura jornada visitando o Atlanta Falcons na Semana 10. Mas o quarterback Dak Prescott foi de longe quem mais sofreu na derrota dos Cowboys por 27 a 07. Além da dor de sair derrotado de campo, provavelmente Prescott também teve que lidar com a dor física, já que o jogador foi castigado pelo defensive end Adrian Clayborn.

Durante a vitória dos Falcons, Clayborn foi o pesadelo de Prescott e massacrou o quarterback do Dallas com nada menos do que seis sacks. O número é recorde histórico da franquia da Geórgia. A marca anterior era de cinco sacks em uma partida, pertencente a Claude Humphrey e Chuck Smith. O jogador do Atlanta Falcons ficou ainda a um sack de atingir o recorde histórico da NFL. Com os seis sacks, Clayborn ameaçou a marca de Derrick Thomas, que conseguiu sete sacks em um mesmo jogo em 1990, pelo Kansas City Chiefs.

A vitória sobre o Dallas Cowboys dá aos Falcons uma campanha 5-4. A franquia é terceira colocada na NFC Sul, atrás de New Orleans Saints (7-2) e Carolina Panthers (6-3) e à frente do Tampa Bay Buccaneers (3-6). Já os Cowboys estão em segundo na NFC Leste também com 5-4. Philadelphia Eagles lidera com 8-1, Washington Redskins é terceiro com 4-5 e o New York Giants último com um desastroso 1-8.

Após levar mais uma virada, Matt Ryan reforça confiança em ataque dos Falcons

Após levar mais uma virada, Matt Ryan reforça confiança em ataque dos Falcons

O Atlanta Falcons abriu a temporada 2017 com bons resultados e três vitórias em sequência, dando a entender que a equipe não sofreria com a ressaca pela perda do Super Bowl LI. Mas o time acabou caindo de rendimento e tem quatro derrotas nos últimos cinco jogos. Após sofrer mais uma virada na partida contra o Carolina Panthers, o quarterback Matt Ryan reforça a confiança no ataque dos Falcons.

Vice-campeão do Super Bowl na temporada passada, Atlanta teve o melhor ataque de 2016, mas encontra algumas dificuldades na atual temporada. Apesar do desempenho abaixo do esperado após a brilhante campanha que terminou no vice do Super Bowl, o quarterback segue confiante.

Para Matt Ryan, os jogadores de ataque dos Falcons têm condição de desempenhar um bom papel na metade final da temporada regular. “Eu permaneço muito confiante”, destacou o quarterback à ESPN americana. “Eu realmente sinto que temos um bom grupo de jogadores, que estão trabalhando duro e fazendo as coisas certas durante a semana”, afirmou Ryan.

Nos últimos oito jogos da temporada regular, os Falcons enfrentam apenas adversários da NFC. No momento, apenas duas partidas seriam contra equipes de campanha negativa, justamente os dois confrontos de divisão com o Tampa Bay Buccaneers.

Tom Brady fala sobre forte névoa no jogo contra os Falcons: “Foi louco”

Tom Brady fala sobre forte névoa no jogo contra os Falcons: “Foi louco”

Uma neblina densa tomou conta do Gillette Stadium na noite desse domingo (22) durante a partida entre New England Patriots e Alanta Falcons no Sunday Night Football da Semana 7 da temporada. A névoa obrigou a televisão a utilizar a spidercam por um longo tempo durante a transmissão pela falta de visibilidade. O quarterback dos Patriots Tom Brady falou sobre a sensação de atuar nessas condições.

Além de ter chamado atenção pela televisão pelo efeito e também pela dificuldade de visibilidade da partida, a névoa também gerou repercussão com belas imagens nas redes sociais. O que se tornou uma das atrações da partida vencida pelos Patriots, naturalmente virou assunto também com os jogadores.

Em geral os que foram questionados a respeito de uma possível dificuldade no jogo negaram que tenha afetado a maneira de jogar. O tight end Rob Gronkoswki chegou a admitir que a visibilidade ficou prejudicada em jogadas longas, mas que não afetou a forma de levar a partida. O quarterback Tom Brady também comentou sobre o assunto. “Foi louco. Eu nunca vi isso, a névoa não tinha para onde sair. Eu não acho que isso afetou muito no final das contas. Mas tenho que certeza que na TV parecia legal”, disse Brady.

Já é outubro e os Patriots seguem castigando os Falcons

Já é outubro e os Patriots seguem castigando os Falcons

New England Patriots e Atlanta Falcons foram a campo no Gillette Stadium no Sunday Night Football da Semana 7 para um dos encontros mais esperados da temporada. Os dois protagonistas do maior Super Bowl de todos os tempos se enfrentavam novamente pela primeira vez após a virada épica do New England. Na “revanche” do Super Bowl LI, melhor outra vez para os Patriots que amassaram os Falcons.

Em um jogo marcado por uma forte neblina, que obrigou a transmissão da televisão a usar a spidercam, dando ar de Madden à partida, Atlanta parece não ter visto a bola. Depois de o zero prevalecer no placar no primeiro quarto, os Patriots trataram de abrir vantagem antes do intervalo. Touchdown de Brandin Cooks, field goal de Stephen Gostkowski e touchdown de James White colocaram 17 a 00 no placar.

Voltando dos vestiários New England seguiu somando, enquanto os Falcons, que haviam tido field goal bloqueado no primeiro tempo, ainda não haviam conseguido marcar pontos nos Pats desde o fatídico 28 a 03 no Super Bowl. Mais dois field goals de Gostowksi abriram 23 a 00 para New England. No final da partida Julio Jones tratou de tirar a seca do ataque dos Falcons e arrancou a bola das mãos de Malcolm Butler em uma interceptação que parecia garantida e ficou com ela dentro da end zone para fazer o touchdown de honra, fechando em 23 a 07.

O quarterback dos Patriots Tom Brady teve 21 de 29 em passes para 249 jardas e dois touchdowns. Mas a boa notícia para New England foi sua defesa, que teve um desempenho bem acima do que vinha demonstrando. Pela primeira vez na temporada, os Pats não permitiram mais de 300 jardas aéreas ao quarterback adversário. O quarterback dos Falcons Matt Ryan terminou com 233 jardas e um touchdown em 23 passes conectados.

Perto de reencontro, técnico dos Falcons descarta “revanche” contra Patriots

Perto de reencontro, técnico dos Falcons descarta “revanche” contra Patriots

Atlanta Falcons e New England Patriots estão prestes a ficar frente a frente pela primeira vez após o Super Bowl LI. As franquias se enfrentam no próximo Sunday Night Football pela Semana 7 da temporada no Gillette Stadium. Para o técnico dos Falcons, o jogo não terá clima de revanche e o que importa é vencer para somar mais uma vitória na temporada.

Depois de ver uma vantagem de 28 a 03 se desmanchar em pouco mais de um quarto de partida na última decisão da NFL, seria natural para os Falcons encararem a partida contra os Pats de maneira diferente. A vontade de derrubar New England será grande por parte da torcida, pelo menos, que com certeza enxerga o jogo com um gostinho especial.

Mas se para os torcedores do Atlanta o jogo deverá ser diferente, para o técnico Dan Quinn o passado ficou no passado. “Um dos ditados que temos é que ‘a única luta que importa é a que você está agora’”, afirmou o técnico à ESPN americana. “Então é nisso que nosso foco está. Mesmo mais profundo que isso, nosso foco é para jogar o nosso melhor. Ainda não estamos lá, então é isso que estamos perseguindo. Nós não queremos ir par ao lado da revanche porque aprendemos nossas lições e você não consegue aplicá-las até que volte a estar nelas novamente. Se continuarmos olhando para trás, não estaremos onde queremos estar”, avaliou Quinn.

Com algumas novidades importantes no time que não estavam no Super Bowl LI, os Falcons terão uma equipe diferente daquela que perdeu a partida decisiva da última temporada. Atlanta ainda tem um coordenador ofensivo diferente, já que Kyle Shanahan deixou a franquia e assumiu o papel de técnico principal do San Francisco 49ers. Do outro lado, o New England Patriots também tem peças diferentes e terá nesta partida o tight end Rob Gronkowski, que não atuou no Super Bowl por conta de uma lesão nas costas. Com várias novidades em campo, ao menos na preparação e provavelmente no desenvolvimento do jogo, as coisas não devem ser parecidas com o que aconteceu em Houston em fevereiro.

Kicker dos Bills é eleito melhor jogador de special team da semana

Kicker dos Bills é eleito melhor jogador de special team da semana

A cada rodada que se encerra a NFL divulga os jogadores que foram eleitos os melhores da semana nas duas conferências. Após a Semana 4 não foi diferente, e o Buffalo Bills teve um representante entre os melhores da AFC. Com três chutes no último quarto, o kicker Stephen Hauschka foi escolhido melhor jogador de special teams da conferência.

Foram três field goals e dois extra-points no jogo, mas dois chutes foram especiais para Hauschka. Quando Bills e Atlanta Falcons empatavam em 17 a 17 no último período, o kicker acertou dois field goals para dar a vitória e a liderança isolada da divisão ao Buffalo. E ambos os chutes decisivos foram de mais de 50 jardas, o primeiro de 56 e o segundo de 55 jardas.

Na atual temporada, Hauschka tem 88,9% de aproveitamento nos field goals, com oito acertos em nove tentativas. Nos extra-points o kicker está 100% com sete de sete. Os Bills têm três vitórias e uma derrota e lideram a AFC East.

Líder da defesa dos Falcons deve ficar fora por um mês

Líder da defesa dos Falcons deve ficar fora por um mês

O Atlanta Falcons terá um desfalque importante nas próximas partidas da NFL. Durante a vitória sobre o Green Bay Packers por 34 a 23 no domingo (17) a equipe viu um de seus principais jogadores sair de campo com uma lesão. Líder da defesa dos Falcons, o linebacker Vic Beasley deverá ficar de fora por um mês.

De acordo com informações do repórter Ian Rapoport da NFL Network, Beasley sofreu uma ruptura no músculo posterior da coxa e com isso deverá ficar pelo menos um mês afastado. Vic Beasley é o líder da defesa do Atlanta e será uma baixa importante na equipe nas próximas semanas.

Mesmo sem confirmar a gravidade da lesão e sem revelar um cronograma para retorno de Beasley, o técnico Dan Quinn já confirmou a ausência do linebacker para o jogo contra o Detroit Lions no próximo domingo (24).

Vic Beasley foi o líder da NFL em sacks na temporada passada com 15.5 em 16 jogos. Beasley ainda liderou a liga em fumbles forçados na última temporada com seis, ao lado de Bruce Irvin dos Raiders. Nessa temporada nas primeiras duas semanas Beasley já soma dois sacks e um fumble forçado.

Falcons inauguram estádio com vitória tranquila sobre os Packers

Falcons inauguram estádio com vitória tranquila sobre os Packers

Atlanta Falcons e Green Bay Packers entraram em campo para o Sunday Night Football da Semana 2 inaugurando o Mercedes-Benz Stadium, nova casa do time da Georgia. E na primeira partida em seu novo estádio os Falcons venceram os Packers com tranquilidade por 34 a 23, conseguindo sua segunda vitória na temporada 2017.

Logo nas primeiras campanhas as equipes já agitaram os torcedores. Atlanta começou anotando um touchdown com Devonta Freeman correndo uma jarda. Green Bay respondeu na mesma moeda com Ty Montgomery também correndo uma jarda para a endzone. O equilíbrio acabou no segundo período, quando os Falcons pontuaram três vezes em sequência. Devonta Freeman anotou mais um touchdown, Matt Bryant acertou um field goal de 51 jardas e Tevin Coleman também anotou um touchdown antes do intervalo.

Com boa vantagem no segundo tempo Atlanta ainda aumentou o placar com Desmond Trufant aproveitando um fumble originado de um passe para trás de Aaron Rodgers e deixou os Falcons em ótima situação. Os Packers interromperam a sequência de pontos do Atlanta com um field goal de Mason Crosby, mas Matt Bryant também fez mais um field goal para os donos da casa.

No último período Green Bay ainda esboçou uma reação, mas a equipe estava perdendo por 34 a 10 e os touchdowns de Devante Adams e Ty Montgomery não foram suficientes para que os Packers entrassem no jogo novamente. Com isso os Falcons garantiram a vitória em sua primeira partida na nova casa.

O quarterback do Atlanta Matt Ryan fez um bom jogo com 19 de 28 em passes para 252 jardas e um touchdown. Os running backs Devonta Freeman e Tevin Coleman combinaram para 145 jardas totais e três touchdowns em 29 toques na bola. O receiver Julio Jones teve 108 jardas em cinco recepções. Pelos Packers Aaron Rodgers terminou com 33 de 50 em passes para 343 jardas, dois touchdowns, uma interceptação e um fumble. O running back Ty Montgomery somou 110 jardas totais e dois touchdowns em 16 toques na bola.

Sem ressaca, Falcons vencem os Bears em Chicago

Sem ressaca, Falcons vencem os Bears em Chicago

Atlanta Falcons e Chicago Bears se enfrentaram em Chicago na Semana 1 com os Falcons sob expectativa após a derrota no Super Bowl LI para os Patriots. Mas Atlanta parece ter deixado para trás a virada sofrida na decisão do ano passado e estreou com vitória em um jogo duro contra os Bears. No fim a equipe visitante levou a melhor pelo placar de 23 a 17.

O time visitante começou marcando e abriu o placar ainda no primeiro quarto com um field goal de 48 jardas de Matt Bryant. Já nos primeiros segundos de segundo período Connor Barth respondeu empatando para os Bears com um chute certeiro de 54 jardas. Mas em seguida Matt Ryan conduziu uma bela campanha que terminou com corrida de Devonta Freeman para a end zone. Antes do intervalo os Bears tiveram um drive terrestre sensacional que acabou com corrida de Jordan Howard para touchdown e os times foram para o intervalo empatados.

Voltando dos vestiários o kicker Matt Bryant anotou mais um field goal para os Falcons que voltaram a liderar o placar por 13 a 10. Já no último período o quarterback Matt Ryan se viu com as costas na parede, mas achou Austin Hooper livre no meio do campo e lançou para o tight end que se livrou do tackle com um stiff arm e correu para a end zone. A resposta dos Bears veio em passe de Mike Glennon para Tarik Cohen entrar na end zone ignorando o tackle. Mas Atlanta confirmou sua vitória fora de casa com o terceiro field goal de Matt Bryant na partida.

Mostrando que não pretende ter nenhuma ressaca pela derrota no Super Bowl nessa temporada, Matt Ryan acertou 21 de 30 passes para 321 jardas e um touchdown. Austin Hooper teve apenas duas recepções, mas anotou um touchdown e 128 jardas. Já os Bears viram seu jogo terrestre bem mais uma vez com Jordan Howard fechando com 52 jardas e um touchdown e Tarik Cohen 66 jardas e um touchdown, além de outras 47 jardas recebidas. O quarterback Mike Glennon teve 26-40 em passes para 213 jardas e um touchdown.

Concussão tira jogador dos Falcons de jogo contra os Steelers

Concussão tira jogador dos Falcons de jogo contra os Steelers

O Atlanta Falcons tem um desfalque para sua próxima partida de pré-temporada e os treinamentos das próximas semanas. Após ser retirado das atividades nesse domingo (13), o running back Devonta Freeman seguirá de fora por algum tempo. O jogador sofreu uma concussão e não estará à disposição para o jogo contra o Pittsburgh Steelers no próximo domingo (20).

Quando foi retirado das atividades foi relatado que Freeman estava sentindo algum problema relacionado ao calor, mas o técnico Dan Quinn confirmou que o jogador foi para o protocolo de concussão. Portanto, o running back não enfrenta os Steelers na próxima partida amistosa dos Falcons. Até que ele seja liberado por um médico independente, o jogador fica afastado das atividades.

Na última semana Devonta Freeman assinou uma extensão de contrato com o Atlanta Falcons. O jogador se tornou o running back mais bem pago da liga e está com a motivação renovada para mais uma temporada ajudando o ataque da franquia.

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014