Navegue pela Home do seu time
Big Ben e Nate Peterman decepcionam na estreia

Big Ben e Nate Peterman decepcionam na estreia

Brock oficial

Dois quarterbacks que vivem situações completamente diferentes foram os grandes destaques negativos das partidas que começaram às 14 horas: Ben Roethlisberger e Nate Peternman. Um já está muito próximo da aposentadoria e é um contender para o Hall da Fama. O outro está começando sua caminhada na NFL, mas após uma estreia desastrosa no ano passado, novamente não deu sorte como titular de seu time.

Peterman e a derrota por 47 a 3: 

O placar elástico que o Buffalo Bills sofreu do Baltimore Ravens  não pode ser totalmente creditado ao quarterback, porém em grande parte ele ajudou, principalmente na ineficiência do ataque. O Bills não conseguiu nenhuma primeira descida no primeiro tempo inteiro. Em sua única chance de pontuar, após um fumble recuperado pela defesa, a equipe perdeu cinco jardas com um sack em Peterman e consequentemente a chance do field goal.

Peterman foi interceptado duas vezes, a primeira em um passe completamente fora da rota de seu recebedor sobrando limpa na mão do defensor adversário. A segunda foi até na rota certa, mas em uma péssima escolha, que acabou em um retorno até a linha de uma jarda do ataque do Ravens, posteriormente resultando em um touchdown.

Em três quartos atuando pelo Bills (Josh Allen entrou no final do terceiro período), ele completou apenas 5 dos 18 passes para miseras 24 jardas, somando um rating negativo e “entregando” a titularidade para Allen já na próxima partida.

NFL: Buffalo Bills at Baltimore Ravens

Big Ben soma 335 jardas e ainda sai como vilão: 

Ben Roethlisberger pode sim ser responsabilizado pelo empate da equipe – que poderia ter sido uma derrota – contra o Cleveland Browns, na tarde de hoje. Mesmo passando para o touchdown de Antonio Brown e lançando para 335 jardas, o quarterback do Pittsburgh Steelers foi interceptado por três vezes no primeiro tempo, além de sofrer dois fumbles, um deles quando a equipe estava próxima de marcar o field goal da vitória.

Big Ben foi interceptado pela primeira vez no primeiro quarto, mas no drive seguinte a equipe conseguiu um touchdown com James Conner, grande destaque da partida ao lado do defensor de Cleveland, Myles Garrett. Porém no drive seguinte veio nova interceptação, que mesmo não sendo aproveitada pelo Browns (punt) foi sucedida pela terceira. Isso mesmo, a sequência foi interceptação, touchdown, interceptação e interceptação.

O Browns reagiu após sua defesa forçar mais dois turnoevers, um em cima de Conner e outro com um fumble após sack em Big Ben. O adversário empatou o jogo e só não virou no último quarto graças a Cameron Sutton, que interceptou Tyrod Taylor em seu campo.

Na prorrogação, Roethlisberger ainda conseguiu colocar sua equipe na posição de 42 jardas para field goal, mas Chris Boswell errou. O Steelers parou o ataque do Browns e ainda teve o que seria a posse de bola da vitória, mas novamente Roethlisberger sofreu fumble, desta vez deixando o adversário com chances de marcar o field goal da vitória. Para a sorte do Steelers o field goal foi bloqueado por TJ Watt, sacramentando o empate.

Não foi um dia bom para Big Ben, que tem a chance de se recuperar em casa frente o Kansas City Chiefs. Já para Peterman deve ter sido sua última chance como titular da equipe, uma vez que a torcida do Bills fará pressão para ter o calouro Josh Allen como seu titular na semana 2.

Quer comprar produtos originais da NFL? Acesse www.firstdown.com.br .

TEST3

 

 

AFC Leste: Brady vs Calouros

AFC Leste: Brady vs Calouros

Traktor EJ (2)

Todos sabem que a hegemonia do New England Patriots na AFC Leste é gigantesca desde a chegada de Bill Belichick e Tom Brady. Para se ter uma ideia, em 17 temporadas da dupla em Foxborough foram 15 títulos da divisão, um número considerado absurdo e recorde na NFL. Mas esta era está chegando ao fim, uma vez que Tom Brady não deve jogar mais que duas temporadas, mesmo afirmando que quer se manter na liga até os 45 anos de idade.

Em uma entrevista no programa da Oprah Winfrey no início do ano, ele falou muito a respeito dos pedidos de sua esposa, a brasileira Gisele Bundchen para que ele se aposente. Também falou do medo de perder a melhor fase do crescimento de seus filhos, enfim, Brady está próximo da aposentadoria.

E neste ano teremos uma grande renovação na AFC Leste, uma vez que dois quarterbacks calouros devem assumir a titularidade já no início da temporada. Buffalo Bills  e New York Jets vão ter quarterbacks novos e isso pode esquentar um pouco mais a divisão, hoje uma das mais “sem graça” da liga.

tom-brady-patriots-vs-jets-edelman

A última vez que o Jets começou uma temporada com um calouro foi em 2009 quando ficou a apenas 1 vitória do Patriots. A equipe de New York fechou a temporada regular com 9-7 e o Patriots com 10-6. Naquele ano, o Jets de Rex Ryan surpreendeu a todos e chegou à final da Conferência perdendo para o Indianápolis Colts. Nesta temporada Brady venceu uma perdeu outra contra o então calouro Mark Sanchez.

O Buffalo Bills contou pela última vez com um calouro abrindo a temporada em 2013, com o badalado EJ Manuel, mas a temporada não foi nada boa terminando com apenas 6 vitórias. Tom Brady se encontrou com o calouro por duas vezes, a primeira logo na semana 1 em um jogo duro que acabou 23 a 21 para a equipe de New England. Não houve segundo encontro, uma vez que na semana 17 quando o Patriots venceu por 34 a 20 quem lançou para o Bills foi Thad Lewis.

Nesta temporada provavelmente teremos Josh Allen e Sam Darnold encontrando Tom Brady. Os dois calouros, escolhidos na primeira rodada do Draft 2018 chamam a atenção pelo talento. Darnold é extremamente técnico e vem encantado todos em New York, já Allen tem uma força no braço descomunal e excelente trabalho de pernas, deixando ótima impressão nas partidas em que atuou na pré-temporada.

NFL: New England Patriots at Buffalo Bills

O primeiro encontro em Brady e Allen está marcado para o Monday Night Football da semana 8, com o segundo embate na semana 16. Já Darnold encontra Brady pela primeira vez apenas na semana 12, com o segundo duelo na semana 17. A AFC Leste está mudando, resta saber se estes calouros vão conseguir superar Brady ou se a hegemonia vai continuar.

 

Newton tira satisfações com Benjamin durante aquecimento

Newton tira satisfações com Benjamin durante aquecimento

Tivemos ontem na partida entre Buffalo Bills e Carolina Panthers o “capítulo final” de uma polêmica que durou algumas semanas. Cam Newton e Kelvin Benjamin se encontraram dentro de campo, mas parece que o agora recebedor do Bills não estava preparado para dar satisfações a Newton.

Nós contamos aqui que há algumas semanas em entrevista para um jornal, Benjamin disse que suas três primeiras temporadas na NFL foram atrapalhadas pela imprecisão de Cam Newton nos passes. Óbvio que isso não pegou bem, sendo que o tight end Greg Olsen veio a público criticar Benjamin e defender seu quarterback.

Ontem foi o encontro dos dois em campo e Cam não perdeu a oportunidade de tirar satisfação. Benjamin conversava com o defensor Thomas Davis. Cam foi chegando próximo e chegou a trombar com Benjamin. Eles trocaram algumas palavras e até se cumprimentaram. Mas Cam pediu que Thomas se afastasse e com as mão para trás começou a tirar satisfações com o ex-colega, que depois de algumas palavras começou a “fugir” de Cam.

Cam Newton continuou indo atrás de Kelvin o chamando e aparentemente falando algumas coisas, mas após perceber que não seria ouvido fez um gesto demonstrando frustração com o recebedor e voltou para seu aquecimento.

Ao fim do jogo foi perguntado a Benjamin o que Newton havia falado a ele, que respondeu: “Eu não sei. Eu nem estava tentando ouvir. Estou apenas seguindo em frente”.

Ao evitar a polêmica Kelvin Benjamin parece estar ouvindo seu novo treinador, que criticou sua atitude de desrespeito com o ex-colega. Já Cam Newton não quis falar com a imprensa, então o que foi dito permanecerá um mistério.

Cam jogou para 84 jardas acertando 6 dos 9 passes tentados, já Benjamin recebeu 4 passes para 59 jardas sendo um deles para touchdown.

Browns trocam escolha de primeira rodada com Bills

Browns trocam escolha de primeira rodada com Bills

Acabou de sair na imprensa americana e nós estamos dando a notícia em primeira mão: o Cleveland Browns irá trocar o recebedor Corey Coleman com o Buffalo Bills.

A notícia que acabou de sair nas principais mídias americanas dá conta que o recebedor vai em troca de uma escolha – ainda não determinada – no Draft 2019. Coleman foi a 15° escolha geral do Draft 2016, na troca que possibilitou o Philadelphia Eagles escolher Carson Wentz.

maxresdefault

Em duas temporadas o ex-jogador da Baylor University jogou 19 vezes, recebeu 56 passes de 130 tentativas para 718 jardas e 5 touchdowns. Na última temporada ele esteve em campo apenas 9 vezes, jogando para pouco mais de 300 jardas e 2 touchdowns.

Assim que surgirem novas informações atualizaremos.

O barraco continua, agora com Greg Olsen

O barraco continua, agora com Greg Olsen

Parece mesmo que a polêmica envolvendo Cam Newton e Kelvin Benjamin não vai ter fim! Depois das duras declarações do recebedor agora no Buffalo Bills, chegou a vez do tight end Greg Olsen entrar na confusão.

Em declaração dada a ESPN Americana, Olsen disse estranhar as declarações do recebedor, inclusive citando uma conversa que os dois tiveram no passado falando sobre os talentos de Super Cam. O tight end também deixou claro que “ninguém gosta de alguém falando mal de seu quarterback”.

A confusão começou quando Benjamin disse ao “The Athletic” que teria sido muito mais produtivo em seus primeiros três anos se jogasse com um quarterback com “melhor precisão” e “conhecimento” da equipe.

Newton evitou a imprensa para responder a respeito, mas gravou um vídeo no Instagram dizendo o seguinte: “Hey, eu sei quem eu sou. Eu vou continuar trabalhando. Você me entende? Isso é tudo, você sabe o que você é. Apenas trabalhe, baby”.

Cam-Newton-Kelvin-Benjamin

Segundo Greg Olsen, seu quarterback foi de grande significado para sua carreira e para suas três seleções para o Pro Bowl, inclusive credita a Newton sua marca de mil jardas durante três temporadas consecutivas. Olsen fez questão de desabonar as críticas de Benjamin deixando claro que já escolheu um lado para defender.

“Cam (Newton) foi o MVP, não foi?” disse Olsen. “Aqui temos a oportunidade de jogar com um quarterback MVP. Há quatro ou cinco deles na liga, certo? Cam sabe como os caras se sentem aqui e agora é tudo o que importa”. E continuou: “Nós gostávamos do Kelvin (Benjamin), na maioria das vezes ele era uma boa pessoa. As coisas não funcionaram aqui para ele. Gostaríamos de vê-lo avançar em sua nova equipe, abraçar sua nova oportunidade, e não ficar atacando um ex-companheiro.”

15198621828_035f46d0cb_b

Quem também não gostou das declarações foi o novo treinador de Benjamin, Sean McDermott. Ele disse em entrevista que “estas coisas tem lugar para serem resolvidas”, se referindo ao campo de jogo. Também ressaltou que não aprovou a atitude do recebedor e que sua equipe respeita todos os adversários e atletas da liga.

“Eu falei com Kelvin e não é assim que eu quero que ele lide com coisas”, contou McDermott. “Então vamos seguir em frente como um time, eu espero que isso já tenha sido resolvido.”

O próximo capítulo deste “barraco” é na próxima quinta-feira (09) no New Era Field, quando as equipes do Carolina Panthers e Buffalo Bills se encontram para a estreia na pré-temporada.

 

 

 

Franquia surpreende com mudança de quarterback

Franquia surpreende com mudança de quarterback

As mudanças de quarterback titular nas franquias não chegam a ser incomuns durante a temporada, principalmente naquelas que não possuem um jogador confiável para a posição. No entanto, uma decisão surpreendeu em um dos times que vinha fazendo bom papel na temporada. O Buffalo Bills decidiu colocar Tyrod Taylor no banco.

O ótimo início de temporada dos Bills, que chegou a ter campanha de 5-2, foi uma surpresa positiva na liga para a temporada. No entanto, depois de duas derrotas seguidas nas últimas semanas, Buffalo decidiu mandar Taylor para o banco e fazer o calouro Nathan Peterman assumir o posto de quarterback número um.

Selecionado na quinta rodada do último draft, Peterman ganha sua grande chance de liderar uma equipe que começou a temporada mostrando bom rendimento. Ele tem a missão de fazer os Bills voltarem a jogar o futebol das primeiras semanas e o técnico do time confia no calouro. “Estou impressionado com a maturidade dele e me sinto confortável para assumir esse risco calculado”, comentou Sean McDermott.

Para o antigo titular da posição a mudança obviamente não caiu bem. Tyrod Taylor declarou estar decepcionado com a decisão, mas garantiu que estará à disposição do novato para qualquer auxílio. “Tenho que ajudá-lo e quero ajudar esse time a ter sucesso”, afirmou Taylor.

Bills acertam troca por importante receiver dos Panthers

Bills acertam troca por importante receiver dos Panthers

Já nos minutos finais do prazo para trocas na NFL, o Buffalo Bills tratou de reforçar o seu ataque e deixar os torcedores empolgados na briga pelo título da divisão. A franquia acertou uma troca com o Carolina Panthers por um dos principais wide receivers da equipe da Carolina do Norte. Os Bills adquiriram Kelvin Benjamin em troca de uma escolha de terceira rodada e outra de sétima rodada no draft de 2018.

Selecionado em 2014 pelos Panthers na primeira rodada do draft, Benjamin se tornou um dos principais alvos do quarterback Cam Newton. Nesta temporada ele só teve menos passes em sua direção do que Devin Funchess, com cinco tentativas de conexão a mais. A partir da Semana 9 o jogador será alvo para Tyrod Taylor.

Para os torcedores do Buffalo e para o próprio Taylor, o dia com certeza foi de felicidade com a notícia. A torcida fica esperançosa na briga com o New England Patriots pelo título da AFC East e o quarterback ganha um alvo de elite para facilitar um pouco o seu trabalho. Os Panthers levam em troca duas escolhas no próximo draft, sendo uma delas em um importante terceiro round.

Bills seguem na briga com os Patriots pelo título da divisão

Bills seguem na briga com os Patriots pelo título da divisão

O Buffalo Bills recebeu o Oakland Raiders nesse domingo (29) e conseguiu uma boa vitória. Os Bills chegaram à sua quinta vitória na temporada ao baterem os Raiders por 34 a 14. A campanha deixa Buffalo na briga jogo a jogo pela liderança da AFC East com o New England Patriots.

Depois de sair atrás no primeiro período, os Bills reagiram e anotaram 27 pontos seguidos para virar a partida e abrir grande vantagem. Os Raiders chegaram a descontar no último quarto, mas Buffalo matou o jogo com LeSean McCoy, que teve grande desempenho com 151 jardas corridas e um touchdown.

Foi a quinta vitória dos Bills, que agora tem uma campanha 5-2 e aparece em segundo lugar na divisão. A liderança é dos Patriots com 6-2 e um jogo a mais por conta de o Buffalo já ter tido a sua semana de bye. Com o bom início de temporada, os Bills se credenciam a brigar pelo título da AFC East e tentar voltar aos playoffs. Miami Dolphins (4-3) e New York Jets (3-5) fecham a divisão.

Bills trocam jogador para os Jaguars

Bills trocam jogador para os Jaguars

Uma troca pegou de surpresa o mercado da NFL no final de semana. Jacksonville Jaguars e Buffalo Bills acertaram uma troca envolvendo um atleta dos Bills que irá defender os Jaguars. O Buffalo recebe uma escolha de sexta rodada de draft e manda para Jacksonville o defensive tackle Marcell Dareus.

Dono de uma das melhores e mais temidas defesas da atual temporada, o Jacksonville Jaguars parece não estar satisfeito ainda. Mandando uma escolha de sexta rodada que pode se tornar uma seleção de quinta rodada dependendo do desempenho de Dareus, a franquia reforça ainda mais seu lado defensivo da bola.

Selecionado em 2011 pelos Bills, Marcell Dareus passou toda a carreira no Buffalo e pela primeira vez irá vestir outra camisa. Em Jacksonville ele reencontrará o técnico Doug Marrone, com quem trabalho nos Bills em 2013 e 2014. Os dois anos em que esteve com o treinador foram justamente o período em que Dareus apresentou seus melhores números com 17.5 sacks, 81 tackles e dois fumbles forçados.

Kicker dos Bills é eleito melhor jogador de special team da semana

Kicker dos Bills é eleito melhor jogador de special team da semana

A cada rodada que se encerra a NFL divulga os jogadores que foram eleitos os melhores da semana nas duas conferências. Após a Semana 4 não foi diferente, e o Buffalo Bills teve um representante entre os melhores da AFC. Com três chutes no último quarto, o kicker Stephen Hauschka foi escolhido melhor jogador de special teams da conferência.

Foram três field goals e dois extra-points no jogo, mas dois chutes foram especiais para Hauschka. Quando Bills e Atlanta Falcons empatavam em 17 a 17 no último período, o kicker acertou dois field goals para dar a vitória e a liderança isolada da divisão ao Buffalo. E ambos os chutes decisivos foram de mais de 50 jardas, o primeiro de 56 e o segundo de 55 jardas.

Na atual temporada, Hauschka tem 88,9% de aproveitamento nos field goals, com oito acertos em nove tentativas. Nos extra-points o kicker está 100% com sete de sete. Os Bills têm três vitórias e uma derrota e lideram a AFC East.

Kicker dos Bills acha importante jogadores brancos apoiarem protestos na NFL

Kicker dos Bills acha importante jogadores brancos apoiarem protestos na NFL

Os protestos durante a execução do hino nacional já se espalharam pela NFL com vários jogadores se ajoelhando ou sentando durante o ato para contestar os problemas de desigualdade e racismo nos EUA. A grande maioria desses jogadores é de negros e o kicker do Buffalo Bills Stephen Hauschka acredita que é importante jogadores brancos apoiarem os protestos.

Dentre todos os protestos vistos até agora, uma manifestação em grupo do Cleveland Browns teve o primeiro jogador branco participando do ato. O tight end Seth DeValve se ajoelhou junto aos demais companheiros que protestavam antes de uma partida de pré-temporada. O defensive end Chris Long do Seattle Seahawks reconheceu que mais jogadores brancos deveriam se juntar às manifestações e apoiou o colega Malcolm Jenkins ficando com o braço junto a Jenkins durante seu protesto. O center dos Seahawks também apoiou Michael Bennett, ajoelhado durante o hino.

“Eu acho que muitas pessoas brancas não entendem e tem medo de se envolver”, comentou Stephen Hauschka ao Buffalo News. “E acho importante que os brancos vejam a desigualdade em todo o país e no mundo”, afirmou o kicker do Buffalo Bills.

Tirar o exemplo dos vestiários para a vida, é o que destaca Hauschka, que espera que os jogadores se unam para tentar fazer mudanças positivas também fora do esporte. “É daí que vem, um lugar de amor e carinho querendo ver o mundo como um lugar melhor”, ressaltou Hauschka. “Eu não tenho todas as respostas. Mas estou aberto a falar sobre isso e estou aberto a aprender sobre isso com a esperança de que um dia, nossa geração ou gerações futuras, possam melhorar a desigualdade racial e como as pessoas são tratadas em todo o mundo”, declarou o kicker.

Panthers vencem os Bills em jogo sem touchdown

Panthers vencem os Bills em jogo sem touchdown

Carolina Panthers e Buffalo Bills se enfrentaram em Charlotte pela Semana 2 e o time da casa venceu em uma partida sem touchdowns. Com as defesas dominando os ataques os Panthers fizeram 9 a 3 sobre os Bills e conquistaram sua segunda vitória na temporada 2017.

Logo na primeira campanha da partida Carolina já mostrou como seria o jogo. Os Panthers abriram o placar com um field goal de 34 jardas de Graham Gano. Cinco punts depois, Gano entrou em campo novamente já no segundo quarto e aumentou para o time da casa com um chute de 28 jardas.

No segundo tempo as defesas foram ainda mais superiores aos ataques e o terceiro quarto passou em branco. No último período os Bills conseguiram descontar com Stephen Hauschka chutando de 45 jardas. Mas logo na sequência os Panthers voltaram a marcar com outro field goal de Gano, dessa vez chutando de 20 jardas.

O quarterback Cam Newton terminou com 20/32 em passes para 228 jardas. O wide receiver Kelvin Benjamin teve seis recepções para 77 jardas na partida. Pelo lado dos Bills Tyrod Taylor teve 17 de 25 em passes para 125 jardas. Taylor ainda anotou 55 jardas terrestres em oito corridas.

Bills vencem os Jets e lideram a divisão

Bills vencem os Jets e lideram a divisão

O Buffalo Bills recebeu em casa o New York Jets em um confronto dentro da divisão na Semana 1. Com boa mistura de jogo aéreo e terrestre o time da casa venceu por 21 a 12. Contando com a derrota do New England Patriots na abertura da temporada os Bills agora lideram a AFC East.

Logo no início o quarterback Tyrod Taylor conduziu um bom ataque para os Bills até a red zone, mas acabou interceptado por Juston Burris quando tentava o touchdown. No retorno Burris acabou tackleado por um próprio companheiro e caiu no chão, o que não dá a jogada como terminada. Um jogador dos Bills veio em seguida e acertou Burris, que soltou a bola configurando um fumble recuperado por Buffalo em uma jogada bastante estranha.

No início do segundo quarto os Bills abriram o placar com passe de Tyrod Taylor para Charles Clay na end zone. Os Jets descontaram ainda antes do intervalo com dois field goals de Chandler Catanzaro, encostando no placar. Mas na volta dos vestiários após grande jogada de Jordan Matthews, Taylor lançou para Andre Holmes anotar o segundo touchdown dos Bills no jogo.

Ainda no terceiro período os Jets mostraram que estavam vivos no jogo e o quarterback Josh McCown usou as próprias pernas para entrar na end zone. Na tentativa de dois pontos fracassada Buffalo seguiu em vantagem. No último período de jogo Mike Tolbert ainda fez mais um touchdown para os Bills, encerrando o placar.

Com boa combinação entre os ataques aéreo e terrestre Tyrod Taylor terminou com 16-28 em passes, 224 jardas, dois touchdowns e uma interceptação. O running back LeSean McCoy correu 110 jardas em 25 carregadas e ainda somou outras 49 jardas de recepção. Mike Tolbert contribuiu com mais 42 jardas corridas e 12 aéreas. Para os Jets Josh McCown terminou com 26-39 em passes para 187 jardas, um touchdown corrido e duas interceptações. Jermaine Kearse estreou com sete recepções para 59 jardas.

Vitória sobre os Jets, derrota dos Patriots para o Kansas City Chiefs e adiamento da partida do Miami Dolphins contra o Tampa Bay Buccaneers. Esses são os fatores que fazem do Buffalo Bills o líder da AFC East e o torcedor nem liga se estamos apenas na Semana 1.

Duas semanas após fechar com os Bills, veterano anuncia aposentadoria

Duas semanas após fechar com os Bills, veterano anuncia aposentadoria

O veterano wide receiver Anquan Boldin anunciou que está deixando o futebol americano. O jogador decidiu pela sua aposentadoria duas semanas após fechar com o Buffalo Bills para a temporada 2017. Boldin encerra a carreira após 14 temporadas na liga e com um anel de Super Bowl.

Boldin era um grande reforço para o ataque dos Bills nesta temporada e também fazia parte de um objetivo da franquia colocando uma mentalidade vencedora na comunidade. O gerente geral Brandon Beane divulgou um comunicado oficial sobre a decisão do ex-jogador. “Respeitamos a decisão de Anquan de se aposentar da NFL. Agradecemos o tempo que ele passou conosco nas últimas duas semanas. Ele é um dos melhores receivers que já jogaram esse jogo e desejamos o melhor para ele e sua família no futuro”, declarou Beane.

Anquan Boldin esteve na NFL por 14 temporadas e defendeu quatro times diferentes, além do Buffalo Bills, franquia que defenderia em 2017. Ele foi selecionado em 2003 e estreou pelo Arizona Cardinals sendo eleito calouro ofensivo do ano. Depois de sair dos Cardinals em 2009, foi jogador do Baltimore Ravens entre 2010 e 2012 e lá conquistou seu único título, no Super Bowl XLVII. No ano seguinte foi para o San Francisco 49ers, justamente o time derrotado por ele e os Ravens no Super Bowl anterior, e ficou até 2015 nos Niners. Na última temporada esteve no Detroit Lions.

Confira o comunicado oficial do agora ex-wide receiver, divulgado pelo repórter Jim Trotter da ESPN:

“Futebol americano em sua pura forma é o que nós todos lutamos como uma nação. Pessoas de diferentes raças, religiões e histórico trabalhando juntos por um objetivo compartilhado. Os principais valores ensinados no futebol americano são alguns dos mais importantes que você pode ter na vida. Estar sempre lá com o cara do seu lado e nunca deixar seu companheiro caído. Você faz o que for preciso para ter a certeza de que seu irmão está bem.

O futebol americano me proporcionou uma plataforma durante a minha carreira para ter um grande impacto no trabalho humanitário. Neste momento sinto a vontade de fazer da grande luta pelos direitos humanos uma prioridade. Meu propósito de vida é maior que o futebol americano.”

Em dois minutos os Bills anunciam duas trocas com Rams e Eagles

Em dois minutos os Bills anunciam duas trocas com Rams e Eagles

O Buffalo Bills se envolveu em duas trocas nesta sexta-feira (11) e movimentou o mercado na NFL. Em dois minutos a franquia anunciou as duas transações envolvendo Los Angeles Rams e Philadelphia Eagles. Nos dois negócios os Bills adquirem escolhas dos rivais para o próximo draft.

Com os Rams o negócio dos Bills envolve a ida do wide receiver Sammy Watkins, um dos principais jogadores de ataque da franquia para Los Angeles, além de uma escolha de sexta rodada para o draft 2018. Em troca, os Rams mandam para Buffalo o cornerback E.J. Gaines e uma escolha de segunda rodada para o próximo draft.

Um minuto depois a franquia anunciou outra troca, dessa vez envolvendo o Philadelphia Eagles. O wide receiver Jordan Matthews vai para Buffalo e o cornerback Ronald Darby se muda para a Philadelphia. Os Bills também ficam com a escolha de terceira rodada dos Eagles no draft.

Jogador dos Falcons vira mais bem pago da posição na NFL

Jogador dos Falcons vira mais bem pago da posição na NFL

O Atlanta Falcons renovou o contrato de um de seus principais jogadores e uma de suas grandes armas de ataque. Mais que isso, a franquia transformou o atleta no mais bem pago de sua posição na NFL. De acordo com a imprensa norte-americana, são 41,25 milhões de dólares por cinco anos para o running back Devonta Freeman.

Uma das principais armas do poderoso ataque de Atlanta nas últimas temporadas, Freeman passa a ser o running back mais bem pago da liga, superando LeSean McCoy do Buffalo Bills e seus 40 milhões de dólares.

Em Atlanta, a decisão de oferecer o longo e generoso contrato a Freeman é o reconhecimento pela importância do jogador nos últimos anos. São três temporadas na NFL para o jogador, as últimas duas como titular, com 11 touchdowns em cada, mais de mil jardas corridas em cada ano, mais de 500 jardas recebidas de média nesses dois anos e cinco touchdowns de passe entre 2015 e 2016.

Apesar de ser considerado arriscado oferecer um alto contrato para running backs pelo grande risco de lesões dos atletas, Freeman é o primeiro a “virar o jogo” a favor dos corredores, que estão ganhando espaço nas últimas temporadas. Nesta offseason, Le’Veon Bell do Pittsburgh Steelers não entrou em acordo com a franquia e ainda não se apresentou para os training camps justamente porque buscava um contrato mais vantajoso para mudar o mercado para os running backs.

Bills querem que Boldin construa uma cultura vencedora em Buffalo

Bills querem que Boldin construa uma cultura vencedora em Buffalo

O Buffalo Bills confirmou essa semana a contratação do veterano wide receiver Anquan Boldin. O jogador tem a experiência de 14 temporadas na NFL e é dono de um anel de Super Bowl, conquistado com o Baltimore Ravens. A intenção dos Bills, além de adicionar experiência e qualidade ao elenco, é de que Boldin possa auxiliar na construção de uma cultura vencedora em Buffalo.

Para o general manager da franquia Brandon Beane, o recebedor é o homem certo para ajudar não só dentro de campo, mas em toda a comunidade. Beane ainda revelou ao Pro Football Talk da NBC que conversou com o técnico Sean McDermott a respeito da influência que Boldin pode exercer fora dos gramados.

Sean e eu estamos tentando construir uma cultura aqui”, destacou Brandon Beane. Anquan, como o homem que é dentro e fora de campo – para mim esse cara é um Hall da Fama – esse era o homem do ano. Ensinando os caras a viver e conduzir suas vidas, não só no vestiário, no campo, mas na comunidade. Ele será um grande trunfo para nós em Buffalo, afirmou o gerente geral da franquia.

Aos 36 anos e entrando em sua 15ª tempodada, Anquan Boldin é o receiver mais antigo da NFL. O jogador foi eleito calouro ofensivo do ano em 2003 jogando pelo Arizona Cardinals e também já levou o prêmio Walter Payton Man of the Year em 2015, quando jogada pelo San Francisco 49ers. Em 2012 ele venceu seu único Super Bowl até o momento, defendendo o Baltimore Ravens.

Buffalo Bills contrata veterano receiver campeão do Super Bowl

Buffalo Bills contrata veterano receiver campeão do Super Bowl

O Buffalo Bills adicionou uma grande dose de experiência ao seu ataque com a contratação de um veterano receiver. A equipe anunciou o acordo com o campeão do Super Bowl XLVII Anquan Boldin. O jogador defendeu o Detroit Lions na última temporada.

A contratação de Boldin vem logo após um susto dado pelo receiver Sammy Watkins em um treinamento em que sentiu o tornozelo. O jogador trabalha normalmente, mas deixou os Bills aflitos e o caso pode ter acelerado a busca da franquia por mais um recebedor.

Na temporada passada Anquan Boldin teve apenas 67 recepções para 584 jardas pelos Lions e anotou oito touchdowns. Espera-se que o jogador seja um alvo confiável para os quarterbacks em Buffalo, como foi em Detroit.

Experiência não falta ao atleta de 36 anos e 15 temporadas na NFL. Boldin começou sua trajetória no Arizona Cardinals em 2003 e fez história ao vencer o Super Bowl em 2012 pelo Baltimore Ravens. O jogador foi três vezes eleito para o Pro Bowl e ganhou o prêmio de calouro ofensivo do ano em sua primeira temporada na liga. Ele também levou o Walter Payton Man of the Year em 2015. Boldin passou ainda pelos 49ers antes de chegar aos Lions, no último ano.

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014