Navegue pela Home do seu time
Belichick vê problemas para enfrentar o Chiefs

Belichick vê problemas para enfrentar o Chiefs

MKC

Depois de enaltecer o quarterback Patrick Mahomes, o treinador do New England Patriots não poupou elogios para seu adversário do Prime Time de domingo. Em entrevista na tarde de hoje, Belichick falou a respeito do Kansas City Chiefs e previu problemas, principalmente na defesa, para encarar um dos dois únicos invictos do campeonato.

Em rápida análise, o treinador do Patriots falou a respeito da dificuldade que será marcar os pontos individuais do adversário. Que além de contar com o líder da liga em passes para touchdown, também tem um ataque formado por Tyreek HillSammy Watkins, Chris Conley, Travis Kelce e Kareem Hunt.

“Todos eles são perigosos”, disse Belichick. “Você pode parar um desses caras no ataque. Mas eles têm muitos caras bons. O quarterback é um problema. Os corredores são um problema. O tight end é um problema. Os recebedores são um problema. Todos eles são um problema.”

E Belichick não está mentindo. Mesmo com a defesa do Jacksonville Jaguars conseguindo parar Patrick Mahomes na red zone, o ataque da equipe marcou trinta pontos.  O que chamou a atenção de Bill Belichick foi a efetividade do jogo tanto terrestre quanto aéreo, já que na última partida frente ao Jaguars, equipe que derrotou o Patriots, o seu adversário de domingo conseguiu 126 jardas correndo e 313 jardas passadas.

898565404.jpg.0

Belichick fez questão de falar a respeito dos dois principais alvos da equipe, Tyreek Hill e Travis Kelce. Segundo Belichick é difícil armar uma marcação – zona ou individual – que se adeque a eles, principalmente se tratando de Hill.

“O tigh end tem muita velocidade, equilíbrio e capacidade. Faz tudo perfeitamente dentro de campo, você não pode deixá-lo sozinho”, disse Belichick sobre Travis Kelce. “O outro (Hill) é um problema. Se você joga em zona você dá muito espaço para ele. Se você jogue em cima dele, ele vai ultrapassar você. Ele é um cara difícil de defender. O quarterback pode jogar a bola bem no fundo, pois ele alcança rodo o campo.”

O duelo entre New England Patriots e Kansas City Chiefs acontece no Sunday Night Football, domingo, no Gillette Stadium, com transmissão da ESPN.

Quer comprar produtos originais da NFL no Brasil? Acesse www.firstdown.com.br .

TEST3

 

Belichick e Brady falam pela primeira vez sobre Mahomes

Belichick e Brady falam pela primeira vez sobre Mahomes

anuncio_new_era_fundo

O invicto adversário da próxima semana do New England Patriots está chamando a atenção nos treinos da equipe. Pensando em parar o potente braço de Patrick Mahomes, Bill Belichick mostrou estrar impressionado com o quarterback do Kansas City Chiefs. Ele e Tom Brady estão de olho no atleta e, como de costume, vieram a púbico elogiar o talento do jovem ex-Texas Tech.

“Ele tem um grande braço, um braço fabuloso, pode jogar a bola para fora do estádio se quiser”, disse Belichick após o treino de hoje. “Ele me impressionou em quase tudo. Ele distribui a bola para todos os seus recebedores, rápido no lançamento, vê as coisas rapidamente, pode estender jogadas, faz boas decisões, precisas e ainda recebe a bola na hora certa.”

Realmente Mahomes tem números impressionantes na liga. Além de levar sua equipe à cinco vitórias nesta temporada, o quarterback acertou 112 dos 176 passes que tentou para 1.513 jardas e 14 touchdowns, sofrendo apenas duas interceptações. Elas vieram justamente contra a melhor defesa da liga, a do Jacksonville Jaguars. E o Patriots deve estudar muito o que a equipe de Doug Marrone fez, principalmente na red zone, pois Mahomes pela primeira vez no ano passou uma partida sem dar passe para touchdown.

Tom Brady teve uma primeira temporada semelhante a de Mahomes, quando ficou apenas assistindo Drew Bledsoe jogar. Ele diz que ainda não teve tempo de estudar o jovem quarterback, mas está impressionado com o que viu até aqui.

“Eu não o estudei muito, apenas vi alguns destaques que todo mundo vê, e obviamente ele incrivelmente impressionantes”, disse Brady. “Ele é muito talentoso. Ele tem ótimas ferramentas para trabalhar. “

NFL: Kansas City Chiefs at Atlanta Falcons

Além de falar sobre os predicados de Mahomes, Brady também comparou o NFL de 2001 quando ele estreou para hoje em dia. Brady disse que o jogo de agora é mais aéreo que quando ele entrou e vê muito mais similaridade com o que era feito no College em sua época.

“O futebol era diferente. Acho que agora, de certa forma, o futebol profissional é um futebol universitário mais glorificado. Talvez a transição do College para a NFL seja mais fácil do que costumava ser quando comecei”, comparou Brady. “Eu acho que o futebol agora, removendo alguns dos elementos físicos do jogo, é um jogo mais aéreo. Você vê muitas jogadas universitárias a mais na NFL do que eu me lembro quando comecei. É como as coisas foram evoluindo ao longo dos últimos anos.”

O duelo entre New England Patriots e Kansas City Chiefs é o mais aguardado da semana 6, que acontece – para a alegria de todos – no Sunday Night Football. A partida será no Gillette Stadium, casa do Patriots.

Quer comprar produtos originais da NFL no Brasil? Acesse www.firstdown.com.br .

TEST3

 

 

Chiefs e Seahawks tinham acordo por Earl Thomas

Chiefs e Seahawks tinham acordo por Earl Thomas

Brock oficial

Uma semana. Era tudo que Earl Thomas precisava para vestir a camisa do invicto Kansas City Chiefs e quem sabe chegar a mais uma edição de Super Bowl. Segundo o insider Ian Rapoport da NFL Network, o Seattle Seahawks havia baixado sua oferta e o Chiefs apenas aguardava a liberação de mais espaço em seu salary cap para aportar os U$ 8,5 milhões do salário do safety.

“Esta era a situação até domingo: o Seahawks queria duas escolhas de segunda rodada, porém baixaram seu preço para uma escolha na segunda rodada”, disse o insider americano no programa The Aftermath, da NFL Network. “Os Chiefs estavam no processo de liberar dinheiro, criando espaço para dar lugar ao salário de US $ 8,5 milhões de Thomas. Isso é algo que provavelmente teria acontecido e Earl Thomas teria sido um membro do Chiefs . Ele só precisava de mais tempo .”

Como é de conhecimento púbico, no domingo passado (30) Earl Thomas sofreu uma fratura na perna e está fora da temporada, o que o transforma automaticamente em um agente livre no ano que vem. Assim, podemos concluir que Thomas não foi o único prejudicado com a lesão, uma vez que a equipe de Seattle perdeu uma escolha de segunda rodada.

1043863410.jpg.1538348318

O relatório também informa que o Chiefs não planejava uma extensão de contrato, utilizando-o apenas nesta temporada. Thomas poderia reforçar ainda mais a equipe de Kansas, que surge com uma das favoritas ao Super Bowl deste ano. O troca só não havia sido efetivada pelo pequeno espaço no teto salarial da equipe, que hoje é de U$ 6,6 milhões.

Talvez tenha faltado um pouco de agilidade do Chiefs, ou, como citado por Rapoport no programa, o front office da equipe quisesse ter uma conversa com o atleta e seu agente antes. Mas o que fica claro é a lesão prejudicou a todos. O Chiefs, já que Thomas é um Pro Bowl de respeito, o próprio atleta, que perde valor na agência livre do ano que vem e o Seahawks, que poderia ter lucrado uma escolha de segunda rodada para a próxima temporada.

Quer comprar produtos originais da NFL no Brasil? Acesse www.firstdown.com.br .

TEST3

 

Atletas do Broncos se revoltam com erro da arbitragem

Atletas do Broncos se revoltam com erro da arbitragem

Brock oficial

O Kansas City Chiefs  conseguiu uma virada muito impressionante na noite de ontem. Porém, uma lance manchou um pouco a partida. Em uma jogada que influenciou diretamente no resultado final, um dos árbitros – que fica exclusivamente cuidando do relógio de campo – perdeu um “delay of game” do Chiefs que terminou em um passe que colocou a equipe na red zone, causando a revolta dos defensores do Denver Broncos.

A bola estava na linha de de 46 jardas e o Broncos vencia por 23 a 20. Era uma terceira descida para 7 jardas e a bola foi movida após zerar o relógio de campo, caracterizando um delay of game, que colocaria o time de Patrick Mahomes 5 jardas mais atrás em uma terceira para 12. Porém os árbitros não marcaram.

Sem a marcação, a jogada valeu culminando em um passe de 35 jardas para Demetrius Harris, que colocou a equipe de Kansas na linha de 11 jardas. Logo após o lance o Chiefs viraram a partida, vencendo o jogo por 27 a 23. Que o relógio estava zerado é um fato, o grande problema foi o que os jogadores de defesa relataram após a partida.

“Definitivamente estava zerado. O replay mostrou isso”, disse o linebacker Brandon Marshall“O árbitro de campo nos disse que o árbitro responsável pelo relógio perdeu o lance. Ele nos disse isso. O árbitro nos disse que o cara que deveria estar olhando o relógio apenas não viu. Então, talvez ele estivesse assistindo o jogo, porque era um bom jogo, mas você tem que fazer o seu trabalho. Isso foi uma falha enorme.”

Não foi só Marshall que garantiu que o árbitro assumiu o erro. Baseado nas novas regras, o árbitro de campo disse que não poderia voltar a jogada, mesmo com todos no estádio e no campo vendo no telão o replay, que realmente acusava a falha. Chris Harris Jr era o mais revoltado nas entrevistas pós-jogo.

“Isso foi uma loucura, cara”, disse Harris, “Estava zerado o relógio antes dele começar a jogada. E o pior é que você não pode revisá-la. Eu implorei para ele assistir o vídeo. Se um juiz está confuso em uma chamada, você deve consertá-la. Cara, olha quanto tempo o relógio estava no zero. Isso foi uma coisa muito ridícula.”

Com a vitória, o Chiefs mantém a invencibilidade na liga e dispara na liderança de sua divisão. O Denver Broncos volta a campo no próximo domingo, fora de casa contra o New York Jets. Já o Kansas City Chiefs recebe o Jacksonville Jaguars, também no domingo.

Quer comprar produtos originais da NFL no Brasil? Acesse www.firstdown.com.br .

TEST3

 

 

Chiefs e Broncos: Luta será insana pela AFC Oeste

Chiefs e Broncos: Luta será insana pela AFC Oeste

Brock oficial

Dentre oito divisões na NFL apenas uma possui duas equipes que permanecem com 100% de aproveitamento, a AFC Oeste. E mesmo tendo se passado apenas duas rodadas não foram vitórias simples que fizeram destas equipes invictas, mas jogos difíceis e que podem nos dar um norte dentro desta divisão. Kansas City Chiefs e Denver Broncos aparecem como favoritos dentro da divisão e a luta pelo título promete ser insana.

O Chiefs parece ser a melhor equipe da divisão. Com uma defesa boa e um ataque muito rápido, provou na tarde de ontem que não depende exclusivamente de Tyreek Hill. Nada menos que cinco atletas diferentes chegaram a end zone do forte Pittsburgh Steelers dentro do Heinz Field. Patrick Mahomes está sendo o grande destaque da equipe, completando nada menos que 10 passes para touchdown em duas partidas.

Recebe o San francisco 49ers em sua estreia no Arrowhead Stadium e, se vencer viaja embalado até o Colorado onde duela pela primeira vez na temporada contra o Broncos. Pode ser que as duas equipes cheguem na condição de invictas na semana 4, fazendo deste o principal jogo deste início de temporada.

1034450324

O Denver Broncos venceu duas partidas dificílimas, uma contra o Seattle Seahawks e outra contra o Oakland Raiders. Se na primeira partida a defesa se mostrou grande força da equipe, na tarde de ontem Case Keenum comandou um “comeback” sensacional, com direito a field goal da vitória com 6 segundos no relógio.

Jogando as duas primeiras em casa, a equipe de John Elway agora viaja até Maryland onde enfrenta partida duríssima contra o Baltimore Ravens. Se vencer, mantém a invencibilidade e chega na semana 4 para um duelo sensacional contra o Chiefs.

As outras duas equipes da divisão também chamam a atenção, porém ainda não passam confiança. O Los Angeles Chargers perdeu em casa na estreia para o Chiefs e na tarde de ontem venceu o fraco Buffalo Bills. Já o Raiders, que tem diversos pontos fortes, como Marshawn Lynch e Amari Cooper, não está conseguindo vencer, mesmo fazendo ótimas partidas.

Na próxima semana a tabela da AFC Oeste fica assim: Chiefs x 49ers; Dolphins x Raiders; Ravens x Broncos e Rams x Chargers.

Quer comprar produtos originais da NFL no Brasil? Acesse www.firstdown.com.br .

TEST3

 

Chiefs e Broncos saem na frente na AFC Oeste

MKC

Duas equipes chamaram a atenção por suas vitórias na tarde de domingo, Kansas City Chiefs e Denver Broncos. O Chiefs apresentou um quarterback dominante, que após uma temporada assistindo Alex Smith do banco se mostrou muito produtivo dando quatro passes para touchdown. Já o Broncos não apresentou novidades, com Von Miller “engolindo” a linha ofensiva do Seattle Seahawks.

No Mile High Stadium o jogo foi muito emocionante e o ataque do Broncos funcionou, porém a defesa foi essencial para a vitória. Von Miller teve três sacks na partida, mas temos que enaltecer Case Keenum, que lança a bola de um jeito muito bonito e parece adaptado a altitude. A defesa segurou o ataque de Russell Wilson por mais de 4 minutos no último quarto e garantiu a vitória. O Broncos vem forte nesta temporada.

No duelo entre Los Angeles Chargers  e Kansas City Chiefs deu tudo certo para a equipe do quarterback Patrick Mahomes, que tem ao seu lado um jogador que pode se tornar um All-Pro Bowl este ano: Tyreek Hill. Os dois primeiros touchdowns da partida vieram dele, primeiro em um retorno maravilhoso de 98 jardas e depois em uma arrancada que rasgou a defesa do Chargers.

11217358

Mas Mahomes foi a grande esrtela da partida, mostrando que foi certo guardá-lo para este ano, já que na temporada passada ele tinha dificuldades – normais para um calouro – com o playbook. O Chiefs se mostra muito forte dentro de sua divisão e com uma ataque forte pode sim chegar aos playoffs mais uma vez.

Vale ressaltar a média de Mahomes, que terminou a partida com um rating de 127, pontos, 4 touchdowns e nenhuma interceptação, além de 257 jardas passadas e 21 correndo. O Chiefs tem um quarterback vertical pela primeira vez em anos e com Tyreek Hill e Sammy Watkins no elenco, deve dar muita “dor de cabeça” as secundárias adversárias.

Quer comprar produtos originais da NFL no Brasil? Acesse www.firstdown.com.br .

TEST3

 

 

Em declínio na temporada, Chiefs reiteram confiança em Alex Smith

Em declínio na temporada, Chiefs reiteram confiança em Alex Smith

O Kansas City Chiefs começou a temporada 2017 com tudo. Vitória sobre o New England Patriots em pleno Gillete Stadium e último a ser derrotado na NFL, os Chiefs pareciam entrar com grande força na temporada. Mas desde que perdeu a primeira, a equipe entrou em declínio. Apesar da fase ruim, a equipe reitera a confiança no quarterback Alex Smith.

Foram cinco vitórias nos primeiros cinco jogos para Kansas City em 2017, mas nos últimos seis jogos são cinco derrotas e apenas uma vitória. Em queda brusca na temporada, os Chiefs viram o desempenho do quarterback Alex Smith despencar junto com a equipe e vice-versa. Com a sombra do calouro Patrick Mahomes no banco de reservas, o cargo começa a ser colocado em dúvida.

Mesmo com a fase ruim na temporada, o técnico Andy Reid reforçou a confiança em Smith. “Todos nós temos a responsabilidade de fazer nosso trabalho em todas as posições, começando comigo, e isso não está sendo feito do jeito certo. Certo? Não é um cara, e isso deve ser entendido. Não é uma pessoa. Todos nós conseguimos nos reunir como time de futebol, neste caso uma equipe ofensiva, agora mesmo e cuidar disso como uma equipe”, declarou Andy Reid ao Arrowhead Pride.

Definido número que Cairo Santos irá usar no Chicago Bears

Definido número que Cairo Santos irá usar no Chicago Bears

O kicker brasileiro Cairo Santos está de volta à NFL após assinar contrato com o Chicago Bears. Afastado desde que foi cortado pelo Kansas City Chiefs por conta de uma lesão na virilha, Cairo conseguiu uma nova equipe e voltou à liga. Nos Bears, ele usará um novo número às costas, deixando a camisa 5 a qual se acostumou a usar nos Chiefs. Ele será o camisa 2 na nova casa.

Nos acostumamos a ver o brasileiro com o número 5 no Kansas City desde que entrou na NFL, mas a camisa 5 do Chicago Bears está indisponível para Cairo e para qualquer outro jogador. Isso porque o número foi aposentado pela franquia. A homenagem foi para o ex-halfback George McAfee, histórico jogador dos Bears nos anos 1940.

Como seu número anterior não estava à disposição, Cairo Santos precisou de um novo número para defender a nova equipe. E de acordo com o site oficial dos Bears, na lista do elenco da equipe o brasileiro aparece como número 2.

Chicago Bears contrata o brasileiro Cairo Santos

Chicago Bears contrata o brasileiro Cairo Santos

O kicker brasileiro Cairo Santos está voltando à NFL. Depois de ser cortado do Kansas City Chiefs por uma lesão na virilha, o brasileiro está retornando à liga. Recuperado do problema físico que o tirou dos Chiefs, Cairo Santos será o novo kicker do Chicago Bears.

Segundo várias fontes, incluindo os repórteres Adam Schefter da ESPN americana e Ian Rapoport da NFL Network, o brasileiro e os Bears chegaram a um acordo. Cairo Santos assina contrato até o final da temporada após o kicker Connor Barth falhar mais uma vez na última derrota do Chicago, nesse domingo (19) diante do Detroit Lions.

Cairo Santos estava sem time desde que foi cortado pelos Chiefs após uma lesão na virilha. Ele atuou apenas nas primeiras três semanas pelo Kansas City, antes de se machucar. O brasileiro está 100% na temporada em três field goals e 12 extra-points tentados. Os Bears serão o segundo time que Cairo defende na NFL. Desde que entrou na liga, em 2014, ele estava nos Chiefs.

Chiefs vão de último invicto à derrota para os Giants

Chiefs vão de último invicto à derrota para os Giants

O Kansas City Chiefs teve um início de temporada avassalador, foram cinco vitórias nos primeiros cinco jogos incluindo um grande resultado contra os Patriots fora de casa na abertura de 2017. Mas de último invicto da liga, a equipe passou a ser apenas mais uma que briga para estar nos playoffs e essa constatação veio na Semana 11 com a derrota para o New York Giants.

Jogando fora de casa, os Chiefs perderam uma “disputa de field goals” contra os Giants. O time da casa abriu com um touchdown de Orleans Darkwa, seguido de extra-point desperdiçado. Depois disso foram cinco field goals na partida, três dos Chiefs e dois dos Giants, de forma alternada entre Harrison Butker e Aldrick Rosas para fechar o placar em 12 a 09 para New York. Foi apenas a segunda vitória dos Giants em uma temporada terrível para a franquia nova-iorquina.

Depois das cinco vitórias nas primeiras cinco semanas, o desempenho e os resultados do Kansas City se desmancharam. Nas últimas cinco partidas, quatro derrotas e uma vitória. De candidato a melhor campanha da NFL, a equipe passou a ter sua liderança na AFC Oeste ameaçada e com 6-4 ainda briga pelo título da divisão com Los Angeles Chargers (4-6) e Oakland Raiders (4-6).

Repórter revela visita de Cairo Santos à franquia

Repórter revela visita de Cairo Santos à franquia

O kicker brasileiro Cairo Santos segue se recuperando de lesão na virilha e ainda busca uma nova oportunidade na NFL. O jogador já teve seu nome ligado à alguns times e visitou algumas franquias. E o repórter Brad Biggs do Chicago Tribune revela que nesta quinta-feira (16) foi a vez de Cairo visitar o Chicago Bears.

Apesar da boa atuação do kicker Connor Barth na derrota dos Bears para o Green Bay Packers na última semana, os Bears receberam o brasileiro para uma visita. Segundo Biggs, o kicker realizou teste físico, mas não deve assinar com Chicago neste momento.

Cortado do Kansas City Chiefs após a lesão na virilha e as seguras atuações de seu substituto Harrison Butker, Cairo Santos trabalha para se recuperar e procurar uma nova oportunidade na liga. Antes de ser dispensado pelos Chiefs, o brasileiro tinha 3-3 em field goals e 12-12 em extra-points, 100% de aproveitamento na temporada em três partidas.

Técnico dos Chiefs quer “recuperar energia” do time em semana de folga

Técnico dos Chiefs quer “recuperar energia” do time em semana de folga

O Kansas City Chiefs iniciou a temporada 2017 com tudo, derrubando o atual campeão New England Patriots fora de casa e vencendo em sequência até ser o último time do ano a perder. Mas a equipe enfrenta um momento complicado nos últimos jogos e perdeu três das últimas quatro partidas. A última derrota foi para o Dallas Cowboys, na Semana 9, um jogo antes de a franquia ficar de folga.

Com a sua semana de bye, o técnico dos Chiefs Andy Reid quer aproveitar o descanso para recuperar a energia do time. “Nós não temos muita energia e vamos dar um passo atrás aqui e descansar um pouco durante essa semana, recuperar nossos pensamentos, avaliar-nos e seguir em frente”, comentou Reid ao Kansas City Star.

Depois de passar a semana de folga, apenas acompanhando as demais franquias em campo, os Chiefs vão até Nova York para encarar os Giants. É a chance de uma retomada para tentar uma nova arrancada, já que os Giants enfrentam grande dificuldade nesta temporada e venceram apenas um jogo em 2017.

Após expulsão, Marshawn Lynch leva gancho da NFL

Após expulsão, Marshawn Lynch leva gancho da NFL

O running back Marshawn Lynch do Oakland Raiders protagonizou uma das cenas mais marcantes da incrível vitória do seu time sobre o rival Kansas City Chiefs na última quinta-feira (19). O jogador acabou puxando a camisa e empurrando um dos árbitros durante uma confusão em campo e foi expulso da partida. Além de ejetado do jogo, Lynch também levou um gancho da NFL.

A liga informou que o running back dos Raiders pegará mais uma partida de suspensão, portanto não estará à disposição para enfrentar o Buffalo Bills na Semana 8. O lance que gerou a expulsão aconteceu após reclamações de jogadores do Oakland sobre um contato do defensor Marcus Peters no quarterback Derek Carr. Ocorreu uma confusão na qual Lynch surgiu e puxou a camisa e empurrou um dos árbitros. Foi marcada uma falta de Peters considerando contato ilegal dele em Carr e outra de Lynch, gerando sua expulsão por ato anti-desportivo.

Mas além de ter sido ejetado da partida, o running back perderá mais um jogo suspenso, e o vice-presidente de operações da NFL, Jon Runyan, emitiu comunicado sobre a decisão. “Você fez contato físico deliberado com um de nossos funcionários do nosso jogo, enquanto ele estava controlando um confronto ativo entre os jogadores. Você foi desqualificado por suas ações inadequadas e anti-desportivas. Sua conduta inclui empurrar o oficial de jogo e puxas sua camisa. Você foi o único jogador de qualquer equipe que correu da linha lateral para o meio-campo para se inserir em uma situação na qual não estava diretamente envolvido”, escreveu Runyan em uma carta a Lynch publicada pela NFL.

Suspenso, Marshawn Lynch tem o direito de apelar contra a decisão, mas caso a punição seja mantida ele não enfrenta o Buffalo Bills pela Semana 8 no próximo domingo (29). Lynch poderia retornar na segunda-feira (30).

Em jogo cheio de viradas, Raiders batem Chiefs com cronômetro zerado

Em jogo cheio de viradas, Raiders batem Chiefs com cronômetro zerado

Kansas City Chiefs e Oakland Raiders entraram em campo nesta quinta-feira (19) para o Thursday Night Football e fizeram o jogo mais emocionante da temporada até o momento. Em uma partida com sete trocas de liderança no placar, os Raiders venceram por 31 a 30 com cronômetro zerado.

Foram três trocas de liderança apenas no primeiro quarto, com os Chiefs saindo na frente e Oakland terminando o período em vantagem. No segundo quarto Kansas City passou à frente de novo e foi para o intervalo vencendo. Voltando dos vestiários mais trocas na liderança com a vantagem indo para os Raiders e voltando para os Chiefs para o último quarto.

No decisivo período da partida Kansas City vencia por 30 a 21 quando Giorgio Tavecchio descontou para 30 a 24 com um field goal. Faltando pouco mais de dois minutos para o fim do jogo o placar era o mesmo e os Raiders iniciaram sua campanha decisiva. Com apenas um tempo para pedir, Oakland acelerou seu ataque e com passes certeiros de Derek Carr chegou até a linha de uma jarda.

Com seis segundos no relógio Carr lançou para Crabtree anotar o touchdown, mas uma interferência ofensiva anulou a jogada e ainda fez o time da casa perder jardas. Faltando dois segundos, Carr lançou e não conectou com Cook, mas uma falta defensiva deu outra chance aos Raiders, já que a partida não pode ser finalizada com uma irregularidade. Com cronômetro zerado, outra tentativa de passe de Carr para a end zone e Patterson não conseguiu o touchdown, mas nova falta defensiva impediu o jogo de acabar. Finalmente, na segunda tentativa dos Raiders com cronômetro zerado, Derek Carr lançou Crabtree em um passe baixo e no cantinho da end zone para o touchdown que fez o estádio explodir empatando o jogo. O extra-point certeiro de Tavecchio garantiu a virada para 31 a 30 e a vitória do Oakland.

Os Raiders contaram com ótimo jogo de Derek Carr que conectou 29 de 52 passes para 417 jardas e três touchdowns. O seu principal alvo da noite foi o wide receiver Amari Cooper com 11 recepções para 210 jardas e dois touchdowns. Do lado dos Chiefs outra grande apresentação do quarterback Alex Smith que teve 25 de 35 em passes para 342 jardas e três touchdowns. O wide receiver Tyreek Hill somou 125 jardas um touchdown em seis recepções.

Quarterback dos Chiefs reclama de “jogo sujo” de defensor dos Steelers

Quarterback dos Chiefs reclama de “jogo sujo” de defensor dos Steelers

Após cinco semanas sem saber o que é ser derrotado, o Kansas City Chiefs viu sua campanha perfeita se desmanchar dentro de casa contra o Pittsburgh Steelers, no último domingo (15). Durante a partida, o quarterback Alex Smith sofreu uma pancada em um lance que não deixou o jogador feliz. E mesmo após o jogo Smith não esquece e continua reclamando de um suposto jogo sujo do defensor dos Steelers.

O lance em questão envolveu o defensive back Mike Mitchell, que acabou acertando a parte de trás do joelho de Alex Smith após o jogador lançar a bola. Há quem veja intenção na pancada de Mitchell, mesmo após o quarterback ter soltado a bola, e há aqueles que entendem que Mitchell foi empurrado, tropeçou, ou de alguma maneira não acertou o adversário de propósito. O jogador do Pittsburgh foi penalizado no lance.

Para o quarterback dos Chiefs, não há dúvida da intenção do defensor em lhe atingir mesmo após a bola já ter sido lançada. “Eu senti que era extremamente tarde. Eu senti que não foi feito nada lá para evitar o contato. Foi muito baixo e por trás. Eu penso que foi tão flagrante quanto é quando se trata de um golpe baixo no quarterback”, disse Smith à ESPN americana.

Depois das acusações de Alex Smith logo depois da partida, o defensive back do Pittsburgh Steelers se defendeu. “Eu não sou um jogador sujo”, afirmou Mitchell a jornalistas. Ele ainda explicou a sua visão do lance. “Se você olhar no vídeo vê que estou tentando virar o meu corpo enquanto eu estou caindo. Alex estava recuando na minha direção, eu nem ia na direção dele. Muitas coisas aconteceram na jogada que transformaram isso em um acidente que você não quer ver”, declarou Mike Mitchell.

Bell “ensaboado” e defesa dominante: Steelers derrubam invencibilidade dos Chiefs

Bell “ensaboado” e defesa dominante: Steelers derrubam invencibilidade dos Chiefs

Não há mais invictos na temporada 2017 da NFL. A última invencibilidade do ano foi derrubada na tarde desse domingo (15) na Semana 6. O Pittsburgh Steelers foi até o Arrowhead Stadium e venceu o Kansas City Chiefs por 19 a 13. O resultado acabou com o último invicto da temporada.

Com uma defesa dominante que impôs a Alex Smith, Kareem Hunt e Travis Kelce desempenhos bem abaixo do que vinham tendo na temporada, os Steelers neutralizaram o forte ataque dos Chiefs. Quando teve a bola, a principal arma do Pittsburgh voltou a ser o running back Le’Veon Bell, em tarde “ensaboada”, encontrando espaços que só ele viu e aproveitando os bloqueios ofensivos para ganhar muitas jardas.

Foram 179 jardas terrestres para o corredor dos Steelers, que anotou um dos touchdowns da equipe. O wide receiver Antonio Brown foi novamente o alvo preferido de Big Ben e terminou com um touchdown e 155 jardas em oito recepções. Roethlisberger se recuperou da péssima atuação contra os Jaguars e terminou com 17 de 25 em passes para 252 jardas, um touchdown e uma interceptação.

Chiefs podem ter desfalques importantes contra os Steelers

Chiefs podem ter desfalques importantes contra os Steelers

O Kansas City Chiefs ainda não sabe o que é perder na temporada 2017 da NFL. São cinco jogos e cinco vitórias para os Chiefs até o momento e o time já se prepara para a Semana 6. A invencibilidade será colocada à prova novamente diante do Pittsburgh Steelers, em casa, no domingo (15). E o time ainda pode ter desfalques importantes na partida.

Apesar de não ser a tendência, três jogadores de grande importância na equipe ainda podem ficar de fora do confronto contra os Steelers. O tight end Travis Kelce, o wide receiver Tyreek Hill e o linebacker Justin Houston estavam com problemas após o último jogo. O técnico Andy Reid afirma que eles estarão em campo, mas até que haja uma confirmação oficial o torcedor segue aflito em relação ao trio.

Durante o jogo contra o Houston Texans, o tight end Travis Kelce sofreu uma pancada na cabeça e acabou indo para o protocolo de concussão. Ele perdeu o treino de quarta-feira (11), mas retornou às atividades na quinta (12) e deve estar em campo contra o Pittsburgh. Tyreek Hill e Justin Houston sentiram problemas de contusão e tiveram participação limitada durante a semana e são dúvidas.

Se garantiu que o trio entra em campo no domingo, o técnico Andy Reid também confirmou alguns desfalques. O center Mitch Morse segue de fora, apesar de ter voltado aos treinos. O safety Steven Tarrell, com uma concussão, e o guard Laurent Duvernay-Tardif, com lesão no joelho, também não jogam.

J.J. Watt sofre lesão na perna

J.J. Watt sofre lesão na perna

A derrota para o Kansas City Chiefs foi a menor das preocupações para o Houston Texans na noite desse domingo (8). O resultado da Semana 5 acabou em segundo plano após o grande ídolo da franquia sair de campo direto para uma ambulância em direção ao hospital. O defensive end J.J. Watt sofreu uma grave lesão na perna e não joga mais nesta temporada.

Depois de deixar o campo carregado e ir de ambulância ao hospital, o defensor teve diagnosticada uma fratura no platô tibial da perna esquerda. A grave lesão deverá fazer Watt perder a temporada 2017 da NFL. De acordo com o técnico dos Texans, Bill O’Brien, foi confirmado que o defensive end não joga mais nesta temporada.

O treinador dos Texans havia falado sobre a situação após o jogo, ainda sem a confirmação de que o atleta perderia a temporada, enaltecendo Watt como jogador e ser humano. “Me sinto terrível por ele. Mas conhecendo ele e sabendo o tipo de homem que é, um ser humano incrível, sei que ele vai trabalhar extremamente duro para voltar a jogar por esse time”, afirmou O’Brien.

Em sua conta pessoal no Twitter, o astro dos Texans manifestou seu sentimento após a lesão. “Não posso mentir, estou arrasado. Tudo o que eu queria fazer era estar lá no campo para meus companheiros de equipe e por esta cidade. Me desculpem”, escreveu J.J. Watt.

Um dos melhores jogadores da liga, J.J. Watt é um grande nome na comunidade de Houston e muito querido por todos os torcedores da NFL, mesmo os que não são torcedores dos Texans. Irmão de J.J. e calouro do Pittsburgh Steelers, T.J. Watt disse estar com o “coração partido” pela situação do irmão mais velho.

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014