Navegue pela Home do seu time
Titans continuam confiando em dobradinha de running backs

Titans continuam confiando em dobradinha de running backs

O Tennessee Titans foi derrotado pelo Pittsburgh Steelers na última semana e teve um desempenho terrestre abaixo do esperado. O running back DeMarco Murray recebeu críticas por parte da torcida por “perder alguns buracos” durante o jogo supostamente escolhendo trajetórias erradas dentro das jogadas. No entanto, a franquia segue confiando na sua dobradinha de corredores.

Murray, junto com seu companheiro de posição Derrick Henry, somaram apenas 42 jardas terrestres contra os Steelers. Mas apesar do baixo desempenho do jogo terrestre, o coordenador ofensivo da equipe confia nos atletas e não acredita que eles tenham falhado na hora de escolher os buracos na partida.

De acordo com Terry Robiskie, os running backs dos Titans sabem o que devem fazer e quais as melhores escolhas em campo. “Eu joguei de running back, certamente eu não era do calibre deles. Eu joguei por alguns anos, eu treinei um garoto chamado Bo Jackson, treinei um garoto chamado Marcus Allen. Você não ousa dizer a eles por onde correr, você não ousa dizer a eles que perderam um buraco. Não com esses caras. Henry ganhou o Heisman fazendo o que ele faz. Grandes corredores, você os deixa correr”, declarou o coordenador ofensivo dos Titans ao paulkuharsky.com.

Steelers acordam no segundo tempo e amassam os Titans com três “touchbrowns”

Steelers acordam no segundo tempo e amassam os Titans com três “touchbrowns”

Com brilho defensivo e um ataque que acordou no segundo tempo, o Pittsburgh Steelers venceu o Tennessee Titans na abertura da Semana 11 da NFL. O ataque engrenou depois do intervalo e os Steelers tiveram uma noite inspirada de Antonio Brown que anotou três touchdowns no jogo e ajudou na vitória por 40 a 17.

Após um primeiro tempo equilibrado, com a defesa do Pittsburgh conseguindo manter a equipe viva na partida e em vantagem no placar, o ataque da franquia acordou na metade final do jogo. Com boa atuação ofensiva e a defesa brilhando, os Steelers atropelaram os Titans na reta final de partida. O grande destaque da noite foi Antonio Brown com três touchdowns e 144 jardas em 10 recepções.

Do lado defensivo da bola os Steelers tiveram uma grande noite com quatro interceptações e cinco sacks para cima do quarterback Marcus Mariota. A ótima atuação ajudou na quinta vitória seguida do Pittsburgh na temporada e a manutenção da melhor campanha da AFC, com 8-2. Os Titans tiveram uma sequência de quatro vitórias interrompida e perderam a liderança da AFC Sul para o Jacksonville Jaguars com 6-4 contra 6-3 dos Jags.

Antonio Brown bate recorde de recepções na NFL

Antonio Brown bate recorde de recepções na NFL

O wide receiver Antonio Brown foi o grande nome individual da vitória do Pittsburgh Steelers sobre o Tennessee Titans nesta quinta-feira (16). O jogador anotou três touchdowns e contribuiu com o placar de 40 a 17 para os Steelers. Além dos pontos que ajudaram no resultado final, as 10 recepções de Brown na partida serviram para o receiver bater um recorde na NFL.

Foram 144 jardas para o jogador na partida em 10 recepções. A sua oitava recepção no jogo foi a de número 700 de Brown na carreira. Com isso, o wide receiver do Steelers se tornou o mais rápido a alcançar o feito na história da liga. Ele precisou de apenas 111 jogos para chegar à marca, quebrando o recorde de Marvin Harrison, que chegou às 700 recepções em 114 partidas.

Já são 70 recepções para Antonio Brown na temporada em 10 partidas. Seguindo esse ritmo o receiver passará das 100 recepções em 2017, tornando-se o primeiro a ter cinco temporadas consecutivas com mais de 100 recepções, superando o próprio Marvin Harrison.

Apesar da atuação memorável na vitória sobre os Titans, os companheiros de equipe de Brown reconhecem os feitos do receiver, mas já não se espantam tanto com o desempenho do jogador. “É insano”, comentou o guard David DeCastro ao Pittsburgh Post-Gazette. “O que mais ele pode fazer? Eu me sinto mal. Eu não estou mais entusiasmado com isso”, disse DeCastro.

Mariota aponta culpado pela derrota dos Titans para os Steelers

Mariota aponta culpado pela derrota dos Titans para os Steelers

O Tennessee Titans viajou até a Pensilvânia e voltou de lá derrotado por 40 a 17 pelo Pittsburgh Steelers na abertura da Semana 11 da NFL. Apesar de uma partida equilibrada no primeiro tempo, o time acabou perdendo por um largo placar e viu sua série de quatro vitórias seguidas ser interrompida. O quarterback Marcus Mariota sabe quem foi o culpado pelo placar adverso.

Contra uma inspirada defesa do Pittsburgh, Mariota acabou sendo quatro vezes interceptado, duas no primeiro tempo e outras duas na metade final da partida. Para o líder do ataque dos Titans, não existe outro culpado pela derrota, senão ele mesmo. “Se você joga quatro interceptações é difícil vencer”, destacou Mariota.

Além das falhas do Tennessee, o quarterback ressalta o jogo realizado pelos Steelers e assume toda a culpa pela derrota. “Muito crédito para Pittsburgh, eles fizeram um monte de jogadas e conseguiram ser melhores do que nós esta noite. As interceptações são culpa minha, quando se trata disso, eu sou o único que toma decisão de jogar e tomei apenas decisões ruins. Eu tenho que fazer um trabalho melhor”, avaliou Marcus Mariota.

Importante quarterback detona os jogos de quinta-feira: “É miserável”

Importante quarterback detona os jogos de quinta-feira: “É miserável”

A temporada 2017 não tem sido nada favorável aos jogadores da NFL em relação às lesões. Já foram vários nomes, incluindo alguns dos maiores atletas da liga, que sofreram lesões graves. E um dos vilões têm sido o Thursday Night Football, os jogos de quinta-feira não agradam os jogadores pelo curto tempo de recuperação física da partida anterior. Nesta segunda-feira (13), o quarterback do Pittsburgh Steelers Ben Roethlisberger detonou as partidas de quinta.

Um dos jogadores que sofre com lesões durante a carreira, Big Ben ainda não teve problemas em 2017, mas ele se levantou contra a realização dos jogos na quinta-feira. “É miserável”, declarou Roethlisberger de acordo com Jeremy Fowler da ESPN americana.

O bicampeão do Super Bowl defende a eliminação do Thursday Night Football e a realização de jogos apenas nos domingos e segundas. “Eles precisam se livrar desse jogo. Basta jogar segundas e domingos. É tão difícil para os jogadores, você é espancado, golpeado, é um jogo físico e muito violento que jogamos”, comentou Big Ben.

Participante do próximo Thursday Night Football nessa semana, os Steelers de Roethlisberger encaram o Tennessee Titans em casa na quinta (16). E Big Ben destaca que mesmo de um domingo para outro a recuperação ainda não é completa, para quinta-feira o problema se agrava. “Ambas as equipes passam por isso (lesões), então não estou falando só sobre nós. Tenho certeza de que os Titans diriam o mesmo assim como todos que jogaram na quinta-feira. Você deve deixar seu corpo se recuperar um pouco. Mesmo em uma semana, você não está totalmente recuperado de domingo a domingo. Você ainda está lidando com solavancos e contusões e as coisas continuam a crescer ao longo da temporada. Quando você faz uma semana tão curta cara, não é bom. Não conheço muitos jogadores que gostem. É difícil dizer isso, mas temos que fazer o que a liga diz”, declarou Ben Roethlisberger.

Defensor dos Titans defende Alonso e culpa Flacco por pancada no quarterback

Defensor dos Titans defende Alonso e culpa Flacco por pancada no quarterback

No último Thursday Night Football o quarterback Joe Flacco do Baltimore Ravens sofreu uma forte pancada que acabou atingindo sua cabeça em uma jogada contra Kiko Alonso, do Miami Dolphins. O quarterback ficou visivelmente atordoado e saiu de campo para o protocolo de concussão. Muitos apontaram deslealdade do linebacker dos Dolphins, mas o defensor Brian Orakpo do Tennessee Titans pensa diferente.

Linebacker assim como Alonso, Orakpo defendeu o jogador do Miami e culpou o próprio Flacco pela situação. Com discurso alinhado ao de Kiko Alonso, Brian Orakpo também destacou a demora de Joe Flacco para fazer o slide, posição em que o quarterback encerra a jogada e se coloca em situação vulnerável, por isso a ilegalidade no contato de Alonso com ele.

“Foi definitivamente infeliz. Mas Flacco precisa se abaixar mais cedo se quiser evitar isso. Quero dizer, basta se jogar para baixo, não tentar conquistar o first down primeiro e depois abaixar. Isso é o que acontece. Meu velho amigo Kiko (Alonso) estava na situação em que o cara ainda estava correndo com a bola, e qualquer defensor lhe dirá que faria o mesmo”, comentou Brian Orakpo a Jason Wolf da Tennesseean.

A partida, que terminou com vitória dos Ravens por 40 a 00, teve Flacco saindo de campo por conta da pancada e Alonso recebendo uma falta na jogada. No entanto, a NFL analisou a jogada e descartou aplicar uma suspensão no defensor dos Dolphins. O quarterback do Baltimore ainda segue como dúvida para a próxima partida.

“Você pode esperar mais”, diz calouro dos Browns após conseguir três sacks em dois jogos

“Você pode esperar mais”, diz calouro dos Browns após conseguir três sacks em dois jogos

Conseguir um sack em sua primeira jogada na carreira é um feito que deixaria qualquer defensor eufórico. Em seus primeiros dois jogos na liga conseguir três sacks é um número bastante relevante dentro da NFL. Isso foi o que o defensive end Myles Garrett do Cleveland Browns conquistou em 2017. O calouro fez suas primeiras partidas na liga, já causou impacto na defesa do time e espera ainda mais.

Primeira escolha geral do último draft, Garrett começou a jogar aos poucos nessas primeiras experiências na NFL. Ele participou de pouco mais de um terço das jogadas defensivas da equipe no seu primeiro jogo e de exatamente a metade das jogadas de defesa dos Browns em sua segunda partida. Ainda assim conseguiu bons números e causou impacto no jogo defensivo do time.

Depois de gerar grande expectativa por sua estreia, as primeiras aparições de Garrett na liga geraram repercussão positiva. No entanto, o que fez até agora é só o começo, garante ele. “Sinto que você pode esperar mais”, afirmou o calouro ao Cleveland Plain Dealer. “Eu só vou continuar a progredir durante a temporada, então espero que vá jogando mais também”, projetou Myles Garrett.

O técnico do Cleveland Browns Hue Jackson tem uma opinião que vai no mesmo sentido da de seu jogador. Para ele, veremos Garrett ainda melhor na NFL. “Eu acho que todos sabemos que ele ainda não está no nível dele lá dentro. Ele continuará empurrando e continuará trabalhando nisso”, destacou Jackson.

Na Semana 7 Garrett terá pela frente um encontro interessante. Os Browns pegam o Tennessee Titans e o novato deverá encarar o left tackle Taylor Lewan, um dos mais eficientes da posição neste início de temporada.

Com Mariota limitado, Titans vencem os Colts e freguesia contra o rival

Com Mariota limitado, Titans vencem os Colts e freguesia contra o rival

O Tennessee Titans conseguiu uma vitória bastante celebrada pelo torcedor. A equipe fechou a Semana 6 da NFL em um duelo de divisão contra o Indianapolis Colts e levou a melhor jogando em casa. Mesmo com o quarterback Marcus Mariota claramente limitado em campo, os Titans fizeram 36 a 22 e venceram os Colts e a freguesia diante do rival.

Entrando em campo no Nissan Stadium na noite dessa segunda-feira (16), Tennessee tinha um retrospecto recente terrível contra Indianapolis. Eram 11 vitórias seguidas para os Colts no confronto e seis anos sem uma vitória dos Titans sobre o rival de divisão. Apesar de claramente limitado e com mobilidade reduzida por conta da lesão na coxa que o tirou do último jogo, Mariota conseguiu ajudar sua equipe a interromper a freguesia.

Mesmo sem poder ameaçar com jogo terrestre, o quarterback dos Titans castigou a defesa dos Colts, principalmente no segundo tempo. O jogador acabou com sua melhor marca na temporada, passando das 300 jardas pela primeira vez em 2017, com as 306 lançadas. Apesar disso, os dois touchdowns do Tennessee na partida vieram pelo chão, com DeMarco Murray e Derrick Henry, esse para decretar a vitória no minuto final de partida.

A vitória deu aos Titans a liderança da divisão, que segue completamente embolada. Tennessee lidera com 3-3, mesma campanha de Jacksonville Jaguars e Houston Texans. Os Colts agora estão 2-4 e na última posição da divisão.

Texans atropelam os Titans em jogo com lesão de Marcus Mariota

Texans atropelam os Titans em jogo com lesão de Marcus Mariota

O Houston Texans não teve pena do Tennessee Titans e atropelou o adversário jogando em seus domínios. A equipe fez valer o fator casa e passou por cima dos Titans com bela atuação do quarterback Deshaun Watson na vitória por 57 a 14. Do outro lado o quarterback Marcus Mariota saiu de campo machucado e vira preocupação para Tennessee.

Começando com tudo, os Texans abriram logo vantagem no primeiro quarto com touchdown corrido de Lamar Miller e outro aéreo de DeAndre Hopkins. No segundo quarto mais um touchdown pelo ar com Will Fuller abrindo vantagem ainda maior. Os Titans responderam com Mariota usando as próprias pernas para entrar na end zone. Os Texans anotaram um field goal com Ka’imi Fairbairn antes de Mariota correr para outro touchdown. Houston ainda aumentou antes do intervalo com Deshaun Watson correndo para a end zone.

Na volta do intervalo só deu Texans na partida. Will Fuller recebeu passe para mais um touchdown colocando 37 a 14 no placar. No último quarto, já sem Mariota que saiu com uma lesão na coxa no terceiro período, os Titans nada fizeram. Houston aproveitou e anotou um touchdown com Lamar Miller, outro com Dylan Cole retornando interceptação e mais dois field goals com Fairbairn, fechando os 57 a 14.

Pelo lado dos Texans uma grande partida de Deshaun Watson, com 25 de 34 em passes para 283 jardas, quatro touchdowns, um touchdown corrido e uma interceptação. O wide receiver DeAndre Hopkins contribuiu com 107 jardas e um touchdown em 10 recepções. Já pelos Titans Mariota teve seis de 10 em passes para 96 jardas, duas interceptações e dois touchdowns corridos antes de sair machucado. Matt Cassel substituiu Mariota e teve quatro de 10 em passes para 21 jardas e duas interceptações.

A lesão na coxa que tirou Mariota da partida no terceiro quarto vira uma preocupação. O comandante do ataque dos Titans passará por uma ressonância magnética para que seja conhecida a real gravidade da lesão. Maiores informações a respeito da situação do jogador deverão ser divulgadas nos próximos dias.

Jogador dos Titans revela ameaças de morte após responder a torcedores sobre protestos

Jogador dos Titans revela ameaças de morte após responder a torcedores sobre protestos

Os protestos por parte dos jogadores na NFL se espalharam por todos times em todas as partidas da liga. Na última semana praticamente todos os atletas de todas as equipes incluindo alguns dos donos das franquias protestaram durante o hino. E o tight end Delanie Walker do Tennessee Titans revelou estar recebendo ameaças de morte após responder alguns torcedores.

Como as manifestações dividem as opiniões nos EUA, muitos fãs das equipes são contra os protestos de seus jogadores durante a execução do hino. Vaias das arquibancadas podem ser ouvidas a cada vez que os atletas se manifestam em protesto. O tight end dos Titans declarou que os torcedores que não gostavam dos protestos por parte da equipe poderiam não ir aos jogos. “Se você sente que estamos desrespeitando você, não venha ao jogo, você não precisa. Ninguém está lhe dizendo para vir, é sua liberdade de escolha”, afirmou Walker.

Depois disso Delanie Walker publicou uma foto em seu Instagram saudando os membros do exército dos EUA e reiterou que os protestos realizados não refletem desrespeito aos homens e mulheres que serviram o país. Mas ele também revela estar recebendo ameaças de morte por conta de seu posicionamento.

“As ameaças de morte que minha família e eu recebemos desde meus comentários são dolorosas. As palavras racistas e violentas dirigidas a mim e ao meu filho apenas servem como outra lembrança de que nosso país permanece dividido e repleto de retórica odiosa. Essas palavras de ódio só alimentam em meus esforços para continuar meu trabalho alcançando diferentes grupos comunitários, ouvindo vozes opostas e honrando homens e mulheres nas Forças Armadas que arriscam suas vidas todos os dias para que possamos ter esse diálogo. Estou orgulhoso de representar os muitos rostos dos torcedores dos Titans e acredito que somente por meio de um discurso mais respeitoso podemos alcançar os objetivos de unidade, paz e igualdade racial que nos esforçamos para ter”, escreveu Delanie Walker.

Segundo a ESPN americana, a polícia de Nashville não quis se pronunciar a respeito do caso. O Tennessee Titans também revelou ter recebido ameaças de morte nas contas oficiais da franquia. A cantora Meghan Linsey, que interpretou o hino e se ajoelhou ao final também contou ter sido ameaçada. “Tenho acordado muito ansiosa, é difícil comer, dormir, mas além disso estou bem. Sinto que fiz o que é certo, não tenho arrependimentos”, disse Linsey.

 

Titans usam bem as pernas e vencem os Seahawks

Titans usam bem as pernas e vencem os Seahawks

O Tennessee Titans venceu pela primeira vez jogando em casa nesse domingo (24) ao superar o Seattle Seahawks. Os Titans usaram muito bem as pernas e derrubaram os Seahawks em um jogo de uma posse de bola , vencendo pelo placar de 33 a 27. Foi a segunda vitória do Tennessee na temporada.

Sem pontuações no primeiro período, os Titans abriram vantagem no segundo quarto com dois field goals de Ryan Succop. Seattle virou com touchdown de Doug Baldwin, mas antes do intervalo Succop anotou mais um field goal e colocou Tennessee na frente outra vez. Na volta dos vestiários Chris Carson fez o touchdown e os Seahawks passaram a liderar mais uma vez.

Depois de usar as pernas chutando, os Titans começaram a correr com a bola. Após passe curto de Mariota, Rishard Matthews ganhou 55 jardas com os pés e anotou o touchdown. Com passe de Mariota para Jonnu Smith Tennessee fez mais um touchdown. Na sequência DeMarco Murray fez uma jogada terrestre de 75 jardas direto para a end zone e deixou os Titans com 30 a 14 no placar.

No último período os Seahawks reagiram com touchdown de Luke Willson, mas fracassaram na tentativa de conversão de dois pontos. Os Titans voltaram a marcar com mais um field goal de Ryan Succop. Já no final, Seattle fez mais um touchdown com Paul Richardson e fechou o placar em 33 a 27.

Para Tennessee, o quarterback Marcus Mariota terminou com 20 de 32 em passes para 225 jardas e dois touchdowns. O running back DeMarco Murray fechou com 115 jardas em 14 carregadas e um touchdown. Pelo lado dos Seahawks, o quarterback Russell Wilson teve 29 de 49 em passes para 373 jardas e quatro touchdowns. O wide receiver Doug Baldwin teve 105 jardas e um touchdown em 10 recepções.

Titans vencem os Jaguars com tranquilidade em Jacksonville

Titans vencem os Jaguars com tranquilidade em Jacksonville

Depois de uma derrota em casa na Semana 1, o Tenneseee Titans foi até Jacksonville encarar os Jaguars que vinham de vitória fora de casa na primeira rodada. E o time visitante acabou se recuperando e venceu com tranquilidade mesmo longe de casa. Com um ótimo terceiro quarto, os Titans fizeram 37 a 16 sobre os Jags.

Quem abriu o placar na partida foi o Jacksonville com field goal de Jason Myers em sua primeira campanha ofensiva. Mas na sequência Ryan Succop foi a campo e deixou tudo igual para Tennessee. No segundo período Succop anotou mais um field goal e colocou os Titans em vantagem de 6 a 3 antes do intervalo.

Voltando dos vestiários o time visitante definiu a vitória. No terceiro período Tennessee ampliou com mais um field goal de Succop e dois touchdowns. O primeiro de Derrick Henry e o segundo com Delanie Walker. No último período Jonnu Smith ainda anotou seu touchdown deixando a vantagem dos Titans em 30 a 03.

Buscando reação dentro do jogo os Jaguars contaram com o running back calouro Leonard Fournette para anotar o seu primeiro touchdown na partida, seguido de uma tentativa frustrada de conversão de dois pontos. Mas Tennessee chegou novamente na endzone com Jalston Fowler em passe de Mariota. Allen Hurns ainda teve tempo de somar mais seis pontos para Jacksonville, que fechou o placar com o extra-point de Jason Myers.

O quarterback dos Titans Marcus Mariota teve 15 de 27 em passes para 215 jardas, um touchdown e uma interceptação. O running back Derrick Henry correu 92 jardas em 14 carregadas. Já pelos Jaguars o quarterback Blake Bortles foi 20/34 em passes para 223 jardas, um touchdown e duas interceptações. O wide receiver Allen Hurns teve 82 jardas e um touchdown em seis recepções.

Raiders vencem os Titans fora de casa

Raiders vencem os Titans fora de casa

Em um dos jogos mais esperados da Semana 1 da NFL o Oakland Raiders levou a melhor contra o Tennessee Titans jogando fora de casa. Naquela que é vista por muitos como a próxima rivalidade entre quarterbacks da AFC, Derek Carr conduziu seu time a uma vitória sobre a equipe de Marcus Mariota. Em uma partida movimentada, os Raiders venceram por 26 a 16.

Já nos primeiros minutos de partida Oakland conseguiu abrir o placar com Amari Cooper conectando passe de Carr e sendo empurrado para a end zone em uma “jogada de rugby“. A resposta veio com Mariota conduzindo seu ataque pelo campo até usar as próprias pernas para correr direto para a end zone empatando o jogo.

No segundo quarto foi a vez de os kickers entraram em ação. Giorgio Tavecchio, novo titular dos Raiders enquanto Janikowski está na injury reserve estreou na NFL com um chute de 20 jardas. Ryan Succop respondeu para os Titans em field goal de 23 jardas. Mas Tavecchio tinha mais a mostrar e acertou um chute perfeito de 52 jardas com cronômetro zerado para o intervalo.

Voltando dos vestiários os Raiders repetiram a receita e Tavecchio se mostrou afiado na estreia anotando mais um field goal de 52 jardas. Ryan Succop não quis ficar atrás e deu mais três pontos aos Titans com um chute de 26 jardas, descontando para 16 a 13. Já no último período Derek Carr acertou passe para Seth Roberts na end zone aumentando a vantagem de Oakland. Para fechar o jogo os kickers foram a campo novamente. Foi a vez de Ryan Succop acertar de 52 jardas para Tennessee, mas Tavecchio também confirmou sua pontaria anotando de 43 jardas e fechando o placar.

Além dos dois kickers, destaque para os quarterbacks das equipes. Carr fechou com 22-32 em passes para 262 jardas e dois touchdowns pelos Raiders. Mariota teve 25-41 em passes para 256 jardas além de correr para um touchdown. O tight end Delanie Walker foi mais uma vez um ótimo pelo lado dos Titans com sete recepções para 76 jardas. Já Carr teve boa sintonia com Crabtree que teve seis recepções para 83 jardas na partida.

Marcus Mariota é gente como a gente e quer jogar logo!

Marcus Mariota é gente como a gente e quer jogar logo!

Não somos apenas nós torcedores que ficamos ansiosos pelo retorno da NFL a cada offseason. Os jogadores também querem ver logo a bola ova voando novamente. O quarterback Marcus Mariota do Tennessee Titans é um dos que não vê a hora de a temporada começar. No caso dele a questão é especial, já que o jogador está retornando de lesão sofrida na temporada passada.

Mariota fraturou a perna na temporada 2016 e terá uma espécie de recomeço em 2017 mais uma vez no comando do ataque dos Titans. O quarterback não esconde a ansiedade para que tudo comece para valer. “Mal posso esperar, tem sido um longo caminho. Estou ansioso para estar lá e me divertir”, afirmou Mariota à ESPN americana.

Para se divertir, Marcus Mariota terá que comandar o ataque dos Titans contra uma temida defesa. O time estreia na temporada diante do Oakland Raiders, de Khalil Mack e companhia, e já terá trabalho para estabelecer o seu ataque em campo. A partida acontece no domingo (10) às 14h, horário de Brasília.

Coincidentemente, assim como Marcus Mariota o quarterback Derek Carr dos Raiders também retorna nessa temporada após uma lesão no ano passado. Carr sofreu uma fratura na fíbula exatamente no mesmo dia que Mariota quebrou a perna. “É uma loucura como isso aconteceu”, destacou o quarterback dos Titans. “É bom ver que ele voltou dessa lesão”, disse Mariota.

Quarterback dos Titans se empolga com novo receiver: “Ele facilita”

Quarterback dos Titans se empolga com novo receiver: “Ele facilita”

O Tennessee Titans reforçou o seu ataque com um experiente wide receiver para a temporada 2017 da NFL. E não foram só os torcedores que ficaram felizes com a aquisição. O quarterback Marcus Mariota também achou ótima a chegada de Eric Decker e se empolgou com o novo companheiro nos primeiros dias de trabalho no training camp.

Contratado no final de junho, o ex-receiver do New York Jets não teve a chance de trabalhar com Mariota durante os trabalhos de offseason e teve os primeiros contatos com o lançador apenas essa semana. E já nos primeiros trabalhos o jogador de 30 anos deixou o quarterback empolgado.

Depois de uma temporada bastante promissora em 2016, Mariota acredita que o novo parceiro pode tornar as coisas ainda melhores este ano. “Ele facilita”, destacou o quarterback ao site dos Titans. “Ele fez um par de big plays e isso é algo para construir. Ele é experiente, ele entende rotas e maneiras de se abrir e criar espaços. Então acho que a maneira com que ele se saiu hoje e conseguiu fazer jogadas diz muito sobre ele, estamos entusiasmados”, comentou Mariota.

Além de Eric Decker, outro novo alvo para o quarterback assinou contrato no último sábado (29). Trata-se do calouro Corey Davis, que Mariota considera um enorme desenvolvimento para o ataque da equipe.

“Eu não podia ficar naquele ambiente”, diz ex-Jets agora receiver dos Giants

“Eu não podia ficar naquele ambiente”, diz ex-Jets agora receiver dos Giants

Reforço do New York Giants para esta temporada, o wide receiver Brandon Marshall foi sincero ao se referir à ultima temporada, em que ele atuava pelo rival local New York Jets. O jogador admitiu que não teria conseguido terminar o último ano pela antiga equipe sem saber que seria liberado para procurar outro time.

Apesar de não querer entrar em assuntos complicados, Marshall foi sincero ao dizer que ficaria frustrado se os Jets não o liberassem. “Eu só sabia que não podia ficar naquele ambiente. Eu acho que todos sabem o tipo de personalidade que estou neste momento na minha carreira”, disse o receiver em Boomer & Cartoon na WFAN. “Eu não teria conseguido ficar uma temporada inteira sabendo que não tínhamos uma chance. Isso é tudo que você quer como jogador, você só quer uma chance”, afirmou Marshall.

O ex-receiver dos Jets ainda avaliou que a franquia é culpada por “negócios ruins”, como demorar para liberar o linebacker David Harris e o wide receiver Eric Decker até o final da offseason, embora Marshall entenda que ele e os dois ex-companheiros tenham ido para lugares com melhores chances de ganhar do que teriam se ficassem nos Jets. Além de Marshall, que assinou com os Giants, David Harris foi para o New England Patriots e Eric Decker acertou com o Tennessee Titans.

Cornerback dos Titans elogia pupilo dos Giants: “Potencial assustador”

Cornerback dos Titans elogia pupilo dos Giants: “Potencial assustador”

Os cornerbacks Logan Ryan e Eli Apple não jogam juntos, mas têm uma forte ligação. Ryan, ex-jogador do New England Patriots e agora atleta do Tennessee Titans, é uma espécie de mentor de Apple, do New York Giants. E ele não poupou elogios ao seu pupilo na última semana.

Logan Ryan, de 26 anos, e Eli Apple, de 21, foram alunos da mesma escolha, em Voorhees, New Jersey. Os dois co-organizaram um Football Camp na última semana e Ryan elogiou o pupilo em entrevista a Jordan Raanan, da ESPN. “Ele é muito mais maduro do que eu quanto tinha 20 ou 21 anos”, disse o cornerback dos Titans.

Apple revelou que Ryan costuma lhe falar algumas palavras e passar sua experiência sempre que pode. “Ele me conta o que procurar na temporada e como ficar mais forte”, disse o jogador dos Giants. “Nós sempre comentamos como a temporada é longa e que você precisa encontrar uma maneira de cuidar do seu corpo”, completou.

Mentor do amigo mais jovem, Ryan não poupou elogios a Apple. “Ele é muito jovem e para jogar neste nível e cobrir os caras que ele cobre, o potencial é realmente assustador”, comentou o jogador dos Titans. “O garoto é realmente jovem, realmente talentoso para sua idade e está jogando em uma situação de pressão e eu acho que ele lidou bem com isso”, completou Logan Ryan.

Prestes a entrar em sua segunda temporada na NFL, Eli Apple deixa os torcedores dos Giants com boas perspectivas para a defesa. “Estou ficando mais confortável com as peças, mais confortável com meus colegas de equipe e acho que como uma unidade inteira, especialmente a defesa”, destacou o cornerback. “Nós poderemos nos unir e fazer algo especial”, projetou Apple.

Quarterback do Titans se lesiona e perderá seis semanas

Quarterback do Titans se lesiona e perderá seis semanas

Não está fácil a vida do Tennessee Titans na abertura dos treinos desta temporada, afinal, a equipe terá que utilizar seu terceiro reserva para comandar o ataque durante os treinos voluntários e o minicamp obrigatório. Tudo porque seu quarterback reserva, Matt Cassell perderá seis semanas de treino para operar o polegar.

O titular Marcus Mariota está em processo de recuperação de uma fratura na fíbula sofrida na semana 16 da temporada passada, e só deve retornar aos treinos integrais no final de junho. O anúncio da contusão de Cassell veio através do treinador da equipe, Mike Mularkey.

Cassel precisará ter um pino colocado no polegar e provavelmente vai demorar cerca de seis semanas para sua recuperação”, disse o treinador dos TitansEle deve estar pronto para ir ao campo de treinamento, em julho.”

Com a situação quem comandará o ataque nos treinos da equipe é Alex Tanney, terceiro no gráfico de profundidade. O jogador chegou na equipe no ano passado após passar pelas equipes de treinos de várias franquias desde 2012. Calouro não selecionado no Draft 2012, teve o Cowboys como sua primeira equipe, depois passando por Browns, Buccaneers, Bills, Colts, além do próprio Titans.

Tennessee Titans v Jacksonville Jaguarspara

Depois de “herdar” a posição de titular nos treinos voluntários, Tanney se mostrou feliz com a oportunidade, e mesmo sem muitas chances de jogar na temporada regular o quarterback se fiz preparado para o desafio.

Eu estou me preparando como se eu pudesse jogar, mesmo que eu não esteja relacionado no domingo”, disse Alex Tunney. “Eu tenho essa abordagem na baixa temporada e faço isso da mesma forma. Já passei por algumas equipes,  esta é a minha sexta ou sétima equipe, e o núcleo que temos aqui é algo de que quero ser parte, porque está indo em uma direção muito boa.”

Sem Matt Cassell e Marcus Mariota (foto) nos treinos a equipe perde tempo valioso no entrosamento dos jovens valores com os quarterbacks. A equipe selecionou o recebedor Corey Davis na primeira rodada e Taywan Taylor na terceira, e os treinos dos calouros nesta fase da temporada ajuda muito no processo de identificação dos jogadores com o quarterback. O Titans surge como um dos favoritos aos playoffs este caso Mariota volte a jogar como no ano passado.

 

Entre Jardas | Futebol Americano BR - 2014