Quem foram os cortes mais surpreendentes

Baltimore Ravens e Justin Forsett. Com certeza muitos leitores devem ter o runing back veterano em seu Fantasy, mas na lista do Ravens ele não está. Talvez com alguns movimentos eles o coloquem de volta no roster, mas por enquanto Forsett está desempregado. Outro veterano, mas que não surpreendeu tanto foi Mark Sanchez, cortado pelo Denver Broncos. Como Sanchez estava atrás de Trevor Siemian e Paxton Lynch na corrida pela titularidade, John Elway resolveu libera-lo dos compromissos com a equipe. Logo em seguida assinou com o ex-Rams Austin Davis, economizando assim pelo menos 2,5 milhões de dólares, além de se livrar de dar uma escolha de quarta rodada ao Philadelphia Eagles no próximo ano. Agora quem surpreendeu foi o Green Bay Packers, que cortou seu center Josh Sitton. Ele era titular da equipe desde 2009 e o grande mentor da linha ofensiva do Packers. Com isso o time corre atrás de alguém dentro do grupo para fazer a função de Sitton, que recebeu uma nota oficial no site da equipe esclarecendo sua dispensa, justificada como “para renovar e melhorar a linha ofensiva”. Outra dispensa curiosa foi do Minnesota Vikings, que cortou sua quarta escolha do Draft 2016 Willie Beavers. Porém segundo fontes o calouro não rendeu nem metade que o esperado, não sendo muita surpresa para quem acompanha o time. A equipe de Minnesota não fazia um movimento destes desde 2007. O Gerente Geral do New York Jets e seu técnico continuam a limpa que começaram ano passado, claramente dispensando a maioria dos jogadores contratados por John Idzik e Rex Ryan. Desta vez foram uma primeira e uma segunda escolha de drafts passados, mostrando a falta de organização que impera do lado verde de New York. Dee Milliner e Jace Amaro, respectivamente, estão livres para procurar outros clubes.]]>

Deixe seu comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.