Atletas do Cardinals saem em defesa de Josh Rosen

Na tarde de ontem aconteceu algo muito peculiar no Arizona. No mesmo dia em que o Cardinals começava seu programa de offseason com a apresentação dos atletas, chegava à cidade o prospecto Kyler Murray, que muitos apontam como a primeira escolha geral do Draft 2019.

E como o Cardinals é detentor desta escolha, muitos rumores estão acontecendo a respeito de uma troca do quarterback titular, Josh Rosen, décima escolha geral do ano passado. Com números negativos em sua primeira temporada, que culminaram com a demissão do treinador Steve Wilks, Rosen vem sendo julgado como “bust” antes mesmo de completar 16 jogos na carreira. Algo realmente injusto e até surreal.

Kliff Kingsbury, que chegou este ano, tem uma história muito forte com Murray no College, pode ser o fator determinante para a escolha ou não dele. No entanto, os grandes nomes da equipe que deram entrevistas ontem desabonaram totalmente o movimento. Muito pelo contrario, fizeram questão de exaltar o talento de Rosen e se colocaram ao lado do atual quarterback da franquia. 

“Ele se comportou como um quarterback de NFL”, disse o defensor Chandler Jones“Ele é um líder. Fiquei impressionado com a forma como ele fala com seus comandados. Eu não estava no huddle do ataque. Nos treinos eu ouvi o que ele estava dizendo para os atletas do ataque e ele sabe chamar a atenção de todos. Ele é um líder, com certeza.”

Budda Baker, safety da equipe, foi perguntado sobre como foi hoje a chegada da equipe e de Rosen em especial. Ele disse que “não foi nada demais, nenhuma surpresa, Josh foi o primeiro a chegar e o último a sair”. Além disso ele disse que Rosen é “um ótimo cara”

Contudo, a opinião mais importante foi da grande estrela do ataque da equipe, David Johnson. O atleta foi perguntado sobre uma possível escolha de Murray no fim deste mês, respondendo que “sabe que tudo são negócios“, mas deixou claro: “Eu prefiro Rosen.”

Leia também -   Quem tem a tabela mais fácil este ano?

Johnson se aprofundou mais no assunto e revelou a admiração e até conversas sobre o assunto com seu quarterback.

“Eu acho que a coisa mais importante é que ele veio pronto para aprender”, disse Johnson. “Ele estava conversando com todo mundo, especialmente quando ele conseguiu a titularidade. Ele estava tentando pegar as jogadas e fazer isso com suas palavras, então as entendia e falava conosco sobre isso. Nós tivemos nossas reuniões com os running backs e a linha ofensiva apenas, falando sobre proteção de passe. Ele vinha e falava conosco sobre o que ele pensava. Eu senti que ele estava fazendo tudo o que um líder faz, especialmente comigo.”

“Eu disse a ele: ‘ignore'”, disse Johnson sobre os boatas da escolha de Murray. “Eu definitivamente descobri como ignorar o que a imprensa fala e sei que ele também precisa fazer isso. Nós realmente não sabemos o que está acontecendo e o que será decidido no Draft, então esteja pronto para jogar, aprenda as jogadas e deixe as fichas caírem. Todo mundo diz que ele é um cara jovem, mas ele é muito maduro. Ele sabe que é um negócio. Eu sei que ele sabe como lidar com isso.”

O Draft 2019 acontece dos dias 25 a 27 de abril, em Nashville, Tennessee.

 

Deixe seu comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.