Gase refuta possibilidade de trocar Le’Veon Bell

O New York Jets fez uma de suas melhores agências livres da década. Trouxe dois jogadores realmente impactantes e os fãs estavam muito animados, afinal, estamos falando de Le’Veon Bell e CJ Mosley.

Mas parece que a organização continua uma bagunça. Depois de demitir o gerente geral Mike Maccagnan, vazaram histórias sobre Adam Gase, treinador e agora gerente geral interino, de que ele foi contra a contratação de Bell, achando que U$ 54,5 milhões por quatro anos era um salário muito alto.

Ele chegou a dizer em sua primeira entrevista após a agência livre que “financeiramente não foi bom, apesar de ser um grande atleta”. Claro que isso foi um dos grandes motivos no racha no front oficce, que culminou com a demissão de Maccagnan.

Pois bem. Agora o assunto em New York é que Gase poderia estar estudando uma troca por uma escolha de segunda ou terceira rodada do Draft 2020 por Bell, o que causaria grande impacto na base de fãs da equipe. Então ele veio em entrevista nesta manhã refutar o boato e garantir que o corredor será um atleta do Jets nesta temporada.

“Isso é ridículo (trocar Bell)”, disse Gase. “Quando você tem a chance de treinar um grande jogador, um cara que fez coisas que ninguém mais fez no campeonato, estamos empolgados com essa oportunidade. Estou animado para colocá-lo no ataque para que eu possa começar a descobrir o que mais podemos fazer com ele aqui? “

Gase também foi indagado a respeito de sua declaração anterior, que soou como uma crítica a negociação firmada por Maccagnan na free agency. Ele fez questão de deixar claro que independente do valor pago a Bell, ele o valoriza como atleta e quer poder vê-lo jogando o seu melhor pelo Jets.

Leia também -   O mais bem pago da história

“O contrato foi o que foi”, disse ele. “Todo mundo pode criticar os contratos que quiser, mas ele está aqui. Estou animado que ele esteja aqui. Acho que os jogadores estão animados porque ele está aqui. Acho que os treinadores estão. Quer discordemos ou não sobre qualquer coisa financeiramente, essa é uma história completamente diferente da pessoa ou do jogador. É aí que muito disso é mal interpretado. Le’Veon Bell é um grande jogador. Ele é uma boa pessoa.”

O Jets continua sua busca por um novo gerente geral. Muitos falaram de Peyton Manning, mas ate´agora o que se sabe é que as estruturas hierárquicas não serão mexidas. Ao contrário do que acontecia no Miami Dolphins, time que Adam Gase era o treinador, no Jets quem escolhe os 53 atletas da lista final é o gerente geral. Basta que exista alguém no cargo até o fim de agosto.

Quer comprar produtos originais da NFL no Brasil? Acesse www.firstdown.com.br

Deixe seu comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.