Foto de Duzão com presidente agita redes sociais

A internet ultimamente virou uma “praça de guerra” quando o assunto é politica. E o brasileiro Durval “Duzão” Queiroz do Miami Dolphins foi o centro das atenções na noite de ontem.

Convidado pelo Palácio do Planalto para participar de uma reunião sobre “mais visibilidade para o futebol americano”, Duzão teve a oportunidade de encontrar com o presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro. O defensor da equipe da Florida postou uma foto e a “treta” começou.

Sobre um grande dia, sobre um grande encontro e pelo futuro do futebol americano no Brasil e a NFL. O presidente Jair Bolsonaro abriu as portas para conhecer minha história, que como a dele, é e sempre vai ser entre Deus e Eu, e mais ninguém. Obrigado a minha prima @greyceelias por ter cuidado de todos os detalhes desse encontro. Obs. O seu presidente também faz stance de linha defensiva ? Kkkkkkk”, disse o brasileiro no post.

Logo opiniões polarizadas começaram a bombar no post, que teve mais de 1.600 comentários. Quem não concorda com a ideologia do atual presidente da república fez questão de ressaltar seu descontentamento com o “apoio” de Duzão ao atual governo.

Leia também -   Browns indicam quem deverá ser o quarterback da equipe na temporada regular

Já quem é a favor do presidente, fez questão de defender o atleta e ainda ofender quem pensa o contrário. As pessoas mais coerentes comentaram a respeito da visibilidade para o esporte e a importância daquela divulgação.

Storie esclarecendo:

Depois da grande repercussão que o post teve, Duzão gravou uma série de stories explicando sua real intenção de estar em Brasília. No post original, tanto o que está escrito quanto o que ele escreveu na camisa que presenteou a Bolsonaro demonstram apoio e identificação com o político.

Então ele decidiu falar um pouco sobre o real interesse de estar lá. Também criticou as centenas de mensagens que recebeu desaprovando sua postura. O atleta demonstrou não esperar uma reação negativa, contudo, deixou claro que realmente sua posição política é aquela e que “quem não concordar não precisa segui-lo mais.”

“Eu vim fazer esse vídeo porque estou recebendo muitas mensagens. Muita gente me mandando coisas pesadas, falando coisas da minha família.”, disse ele no Stories. “O que eu tenho para falar é que vocês tem uma mente muito pequena. Eu quero melhorar o futebol americano aqui no país. Quero que o FABR tenha mais visibilidade, a NFL também (…). E eu preciso disso. Preciso fazer social com o presidente, preciso fazer social com o “ministro do esporte”

E continuou:

“Teremos uma reunião importante amanhã (hoje). E independente disso, ninguém é perfeito. Assim como eu respeito a opinião política de vocês também têm que respeitar a minha. Agora se vocês não conseguem me seguir apenas como um atleta que atua nos Estados Unidos e quiserem ficar apegados a minha opinião política, sinceramente, não precisam me seguir.”

As ofensas a família do atleta estão diretamente ligadas a uma das polêmicas propostas do presidente Bolsonaro. Ele defende a redução quase que total das reservas indígenas para que fazendeiros possam assumir as terras e começar a plantar ou cultivar gado. A família de Duzão é de fazendeiros, então muitos críticos relacionaram a isso.

Leia também -   Confira todas as 31 capas do game Madden

Durval Queiroz chegou à NFL este ano através de um programa de pro day para atletas estrangeiros. Foi escolhido pelo Miami Dolphins, que tem grande número de brasileiros residindo lá. Antes, no Brasil, defendeu o Cuiabá Arsenal, o Sada Cruzeiro e o Galo Futebol Americano.

Quer comprar produtos originais da NFL no Brasil? Acesse www.firstdown.com.br

Deixe seu comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.