O melhor quarterbacks de cada divisão

Estamos há alguns dias da abertura do training camp e as pautas mudam. Não falaremos mais sobre contratos, contratações e aqueles assuntos dignos de offseason, como prisões e suspensões.

A partir de agora teremos muitas notícias sobre futebol e principalmente sobre a elaboração dos rosters. As lesões também fazem parte desta época, pois podem afetar até a temporada inteira de uma franquia.

E já que estamos mudando “a chave”, vamos fazer uma lista sobre o melhor quarterback de cada divisão. Como sempre deixamos claro aqui, listas sempre causam discordância. Então por favor “não xinguem muito nossas mamães”, ok? Vamos lá:

AFC Leste – Tom Brady:

Começamos com um nome óbvio. Na AFC Leste temos três quarterbacks com menos de 16 jogos na carreira, Josh Rosen, Sam Darnold e Josh Allen. Como no Dolphins ainda existe um impasse sobre a titularidade, vamos colocar Ryan Fitzpatrick na lista.

Nenhum dos quatro pode tomar o lugar de Brady, não é mesmo? Caso encerrado.

AFC Oeste – Patrick Mahomes:

Aqui também não temos muito o que discutir. Mahomes fez uma temporada espetacular, foi eleito MVP da liga e caminha para ser o melhor da NFL. É jovem e incrivelmente talentoso, com números que assombram qualquer um.

Entre os outros, Derek Carr parece ser o de menos expressão. Teve uma temporada boa em 2016, contudo, não conseguiu se reafirmar após sua fratura na perna. Joe Flacco tem um Super Bowl na carreira, mas vem de perder o emprego para o jovem e incompleto Lamar Jackson.

Philip Rivers talvez fosse o melhor da divisão, caso Mahomes não existisse. Rivers lembra muito Dan Marino no estilo de jogo e principalmente nos feitos durante a carreira. Já foi aos offs, todo ano coloca números muito bons a cada temporada, mas provavelmente não vencerá um Super Bowl. Última grande chance é este ano.

AFC Norte – Ben Roethlisberger:

Aqui é novamente um consenso. Baker Mayfield começou bem a carreira, pode evoluir e se tornar um “top 10” da liga, principalmente agora que tem Jarvis Landry e Odell Beckham Jr como principais recebedores. Porém, é impossível compará-lo com Big Ben.

Leia também -   Ex-running back diz preferir David Johnson a Le'Veon Bell e Ezekiel Elliott

O mesmo pode-se dizer de Lamar Jackson, que venceu seis partidas seguidas, levou a equipe aos playoffs, mas ainda está a quilômetros longe de se tornar um quarterback de elite. Andy Dalton vive situação ainda pior.

Danton está exatamente na mesma posição em que Joe Flacco começou a temporada de 2017. É o titular, entretanto, se não fizer uma temporada muito boa o Bengals vai ao Draft 2020 atrás de um novo quarterback.

AFC Sul – Andrew Luck:

Sabemos que Nick Foles está lá agora. Ele é um ótimo quarterback e clutch. O problema é Andrew Luck voltou ano passado jogando muito, talvez sendo mais preciso que anteriormente. Mudou a mecânica, lê melhor as defesas e pode-se dizer que é um concorrente ao prêmio de MVP deste ano.

Outro nome muito forte é Deshaun Watson. Depois da lesão no joelho ele não é mais aquela ameaça dupla incrível, porém, continua jogando em alto nível. Junto com a equipe saiu de um início de temporada péssimo para os playoffs.

Marcus Mariota, outro quarterback de ameaça dupla é o que está em pior fase. Por segurar demais a bola acaba apanhando muito dos adversários. Pelo segundo ano deixou sua equipe “na mão” ao se lesionar. Tem gente em Tennessee que já fala em um novo quarterback no Draft 2020.

NFC Leste – Dak Prescott:

Antes de você criticar, leia o motivo de colocarmos Dak Prescott na frente de Carson Wentz. O quarterback do Eagles tem mais talento? Sim. Ele fez uma temporada de 33 touchdowns e 7 interceptações em 11 partidas em 2017? Sim. Mas Prescott tem números bem superiores!

Leia também -   Dez jogadores brasileiros que você tem que conhecer - Norte

A começar pelo recorde enquanto titular. Correndo igual um louco (e sem se lesionar), Prescott jogou todas as 48 partidas da temporada regular em três anos na liga. Venceu 32 e perdeu 16 (Wentz é 23-17 em 40 jogos).

Se formos falar de interceptações, Prescott teve uma temporada de 23 touchdowns e 4 interceptações, ganhando 13 jogos e indo aos playoffs. Ano passado ele sofreu um pouco, não é mesmo? Deu “apenas” 22 passes para touchdown e sofreu 8 interceptações.

Só que nas três temporadas que ele esteve em campo, correu no total para mais de 1000 jardas. Em cada temporada ele corre para 6 touchdowns. Isso precisa ser quantificado em seu jogo, afinal, é ele quem faz isso em campo. Enfim, Prescott mostra mais efetividade na NFL que Wentz.

Achamos desnecessário falar de Eli Manning, que está indo para seu último ano. Ele é o quarterback mais vencedor da divisão. Dwayne Haskins chegou agora e também é difícil avaliá-lo.

NFC Oeste – Russel Wilson:

Aqui também teremos um impasse. E o mais engraçado é que ele não envolve Jimmy Garoppolo. O quarterback do Niners jogou poucas partidas ela franquia, não tem como avaliar. Sempre foi cotado como uma estrela, mas ainda não provou nada. Logo, não é o melhor da divisão.

Kyler Murray tem potencial, porém chegou agora e não podemos avaliar. A grande questão é a performance de Jared Goff. Por dois anos ele vem sendo muito bom! Quando teve seu corpo de recebedores completos estava com números incríveis, sendo considerado para o prêmio de MVP.

“Ainnn, mas ele pipocou no Super Bowl”. Sério que você pensa isso? Sério que você acha que o Rams perdeu por culpa dele? Bill Belichick parou Marshall Faulk e Kurt Warner, junto com um dos melhores ataques da história moderna da liga (2001). Você realmente acha que Belichick não iria conseguir parar Todd Gurley???

Leia também -   Chiefs vencem jogo, mas perdem defensor para a temporada

Não podemos nos esquecer que Goff enfrentou Drew Brees em um jogaço e saiu vencedor. Enfrentou Patrick Mahomes em um jogaço e saiu vencedor. Enfim, Wilson é o melhor, mas Goff é muito bom.

NFC Norte – Aaron Rodgers:

Matthew Stafford é bom, mas nunca chegou a ser o que esperavam dele. Talvez o time não ajude, porém ele é um quarterback de 3 passes para touchdown e 2 interceptações na partida. Isso não ajuda a equipe.

Mitchell Trubisky melhorou um pouco na segunda metade da temporada, contudo ainda pode ser considerado mediano. Kirk Cousins recebeu um contrato de MVP e já não é mais unanimidade em Minnesota após a temporada de estreia.

Enquanto isso em Wisconsin, sai gerente geral, sai treinador e Aaron Rodgers continua, ainda recebendo um salário enorme. Ele realmente é um dos melhores quarterbacks em atividade na NFL.

NFC Sul – Drew Brees:

Cam Newton já foi eleito MVP da liga. Porém, seu estilo de jogo cada vez menos favorece o que ele sabe fazer. Parado no pocket não é um jogador espetacular, então não podemos dizer que ele é melhor que Brees, certo. Talvez com a mudança de mecânica e a nova cirurgia algo mude.

Desnecessário falar sobre Jameis Winston, que deve ter este ano sua última temporada com o Bucs. Matt Ryan é um quarterback muito qualificado. Bom passe, móvel, ótimas leituras e ainda é jovem. Vai ser muito maior que já é.

Mas em uma conferência que temos um dos maiores das últimas duas décadas, não tem como colocar outro nome aqui. Brees está cada vez melhor e, se o time acompanhar, deve aparecer no Super Bowl este ano.

Quer comprar produtos originais da NFL no Brasil? Acesse www.firstdown.com.br

Deixe seu comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.