Suspenso indefinidamente!

A NFL não esperou mais que um dia para deixar uma mensagem clara: uma atitude como a de Myles Garrett é inadmissível e não faz parte do futebol americano.

Após a cena bizarra no fim da partida de ontem, quando no último snap da vitória do Cleveland Browns o defensor arrancou o capacete do quarterback do Pittsburgh Steelers, Mason Rudolph e, em um ato de agressão bateu na cabeça do atleta com o capacete, ele não joga no minimo por um ano.

A suspensão foi anunciada no início desta tarde. Garrett fica de fora indefinidamente e depois de recorrer deve ter sua pena diminuída para 12 jogos. No entanto, mesmo com a punição e a suspensão do pagamento de seus salários, o atleta ainda pode parar em um tribunal.

A lógica é simples. Se Garrett desse uma capacetada na cabeça de alguém nas ruas de Cleveland estaria preso. E pensando nisso o agente de Rudolph deixou em aberto a possibilidade de uma queixa-crime contra o defensor do Browns.

Para Rudolph, que participou da confusão muito mais como vítima uma multa deve ser aplicada. O center do Steelers, Maurkice Pouncey, que foi em defesa de Rudolph e agrediu com socos e chutes Garrett levou três jogos de suspensão. Larry Ogunjobi, defensor do Browns que também participou da confusão foi suspenso por um jogo.

A cena está sendo encarada nos Estados Unidos como algo extremamente lamentável. Os insiders americanos foram atrás de fatos históricos de violência na liga, mas não encontraram nenhum tão bisonho e violento como a atitude de Garrett na noite de ontem.

Uma noite realmente lamentável para o esporte. Que a suspensão de Garrett sirva de exemplo.

Leia também -   Técnico dos Chargers aposta em grande futuro para tight end

Quer comprar produtos originais da NFL no Brasil? Acesse www.firstdown.com.br.

Deixe seu comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.